Serena Williams deixou uma mensagem a todas as mães. “Se eu consegui, elas também conseguem”

Depois de ter perdido contra Angelique Kerber no torneio de Wimbledon, Serena Williams disse a todas as mulheres que foram mães que, se quiserem, conseguem voltar às suas carreiras profissionais.

Por Catarina Gonçalves Pereira Do Observador

Serena Williams perdeu frente à alemã Angelique Kerber no torneio de Wimbledon. AFP/Getty Images

“Só queria dizer a todas as mães que tive de lutar muito para voltar e foi algo realmente difícil e, honestamente, sinto que se eu consegui, elas também conseguem”. Foi esta a mensagem que Serena Williams deixou a todas as mães depois de ter perdido a partida contra a alemã Angelique Kerber, no torneio de Wimbledon, no sábado.

Em conferência de imprensa depois do jogo, a tenista norte-americana falou a todas as mulheres que foram mães e que tiveram dificuldades em regressar às suas carreiras profissionais, explicando a influência que a maternidade teve na forma como encara a vida desportiva.

A minha prioridade é o meu bebé. Sabem, estar com ela, fazer coisas com ela e passar tempo com ela é a minha maior prioridade. Mas é estranho, eu defino o meu horário para conseguir fazê-lo. Por exemplo, treino de manhã e passo o resto do dia com ela. Não consigo ficar com ela o dia todo, mas consigo ficar boa parte do dia”, contou Williams.

Isto tudo para dizer que as mulheres que queiram continuar a sua carreira depois de terem sido mães podem e vão conseguir fazê-lo. “Consegues ser aquilo que quiseres se voltares ao trabalho”, prosseguiu a tenista, que explicou ainda como se sente livre a jogar depois de ter sido mãe.

Para mim, depois de me ter tornado mãe, sinto que não há pressão para voltar a jogar porque ter um filho é um trabalho a tempo integral, mas àquelas que querem voltar, vocês sabem, vocês podem simplesmente fazê-lo”, rematou Serena Williams, que foi mãe de Alexis Olympia em setembro.

Logo depois da partida, Williams disse que a derrota “foi obviamente dececionante”, mas que não pode ficar desapontada porque “ainda está muito para vir”. “Estou apenas a começar, literalmente, por isso estou ansiosa”, acrescentou. Questionada sobre se era uma Super Mãe, não teve papas na língua: “Super Mulher, Super Mãe? Não, sou só eu…Para todas as mães aqui, eu tentei mas ela jogou muito bem e não foi possível”. Williams afirmou ainda estar ansiosa por voltar aos courtspara fazer aquilo que de melhor faz.

O marido da tenista, Alexis Ohanian, disse que “não poderia estar mais orgulhoso” e que este foi apenas o início do seu regresso. “Dias depois de a nossa bebé nascer, eu beijei a minha mulher antes da cirurgia e nenhum de nós sabia se ela ia voltar. Nós só queríamos que ela sobrevivesse — 10 meses depois, ela está na #Wimbledonfinal”, escreveu Ohanian.

Serena Williams foi mãe em setembro e chegou a correr risco de vida devido às complicações pós-parto de que sofreu. Em janeiro, a tenista voltou a jogar a um nível que a própria admitiu estar muito longe daquilo que queria. “Ser mãe é fantástico mas tive um parto complicado. Não é segredo para ninguém que tive uma recuperação muito dura e perdi conta às operações que tive de fazer“, reconheceu antes da final.

 

+ sobre o tema

Ana Maria Gonçalves, autora de “Um Defeito de Cor” vai lançar novo romance pela Editora Record

Ana Maria Gonçalves, depois de anos sem publicar, revela...

A Mulher Negra e o sexo frágil – por Jarid Arraes

Há muito tempo, o feminismo vem combatendo a idéia...

Carlinhos Brow, você não representa os negos e as negas do Brasil…

Ontem eu tive a péssima ideia de assistir algumas...

Se o casamento gay te ofende tão biblicamente, você deveria ler isso…

Quero começar dizendo que sou cristã. Sempre fui e...

para lembrar

A experiência da Themis e a sororidade em prática

Na coluna Sororidade em Pauta de hoje, convidamos as...

Eva Blay – 8 de março: As mulheres faziam parte das ‘classes perigosas’

Matéria de 8/03/2010 da Carta Capital 8 de março: As...

Policia de Goiás prende o Serial Killer de mulheres de Goiânia

Serial Killer de Goiânia já teria confessado 39 assassinatos...

Vítimas de agressão física e sexual receberão tratamento diferenciado

Rio de Janeiro – Vítimas de agressão física e...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=