Sexualidade, apenas

Comentando a Pergunta da Semana

Por: Regina Navarro Lins

A grande maioria das pessoas que responderam à enquete da semana afirma que se relacionaria com uma pessoa bissexual. Essa é mais uma demonstração de que as mentalidades estão mudando.

Até a revolução sexual e o movimento feminista, as atitudes e o comportamento de homens e mulheres eram bem definidos. A expectativa da sociedade é de que as pessoas cumpram seu papel sexual, que sofre variações de acordo com a época e o lugar.

Há algumas décadas, não se admitia que um homem usasse cabelo comprido e muito menos brinco. Eram coisas femininas. As mulheres, por sua vez, não sonhavam usar calças, nem dirigir automóveis. Era masculino.

As qualidades que se enquadram nos estereótipos masculinos e femininos são facilmente observáveis. Os homens devem ser fortes, ousados, corajosos, agressivos, dominadores, competitivos, racionais, e devem perseguir o sucesso e o poder.

As mulheres devem ser submissas, ternas, dóceis, meigas, emotivas, delicadas, saber cuidar dos outros. É evidente que homens e mulheres possuem todos esses aspectos — ambos podem ser fracos ou fortes, corajosos ou medrosos —, dependendo do momento e das características que predominam em cada um, independente do sexo.

A maioria das pessoas acreditam pertencer a uma das três categorias: heterossexuais, homossexuais ou bissexuais. Caso não se aceitem membros de uma categoria fixa, buscam modificações para se enquadrarem numa delas. “Acredito que essas categorias sexuais, quando usadas como rótulos, fixam na mente uma ideia que não deveria ser fixa, mas extremamente fluida. Nós só estamos encapsulados numa categoria quando deixamos que isso aconteça conosco.” , diz a psicanalista americana June Singer.

A queda das barreiras dos sexos já não é novidade. Há algum tempo não são nítidas as fronteiras entre o masculino e o feminino. É praticamente impossível encontrar algo que interesse aos homens e não às mulheres, e vice-versa. No momento em que se impõe a plasticidade dos papéis sexuais, em que as mulheres podem escolher não serem mães, torna-se cada vez mais difícil determinar, de forma exata, a diferença entre o homem e a mulher, além dos aspectos anatômicos e fisiológicos.

O pesquisador americano Alfred Kinsey acredita que a homossexualidade e a heterossexualidade exclusivas representam extremos do amplo espectro da sexualidade humana. Para ele, a fluidez dos desejos sexuais faz com que para cada heterossexual exista pelo menos uma pessoa que sinta, em graus variados, desejo pelos dois sexos.

Na pesquisa feita pelo americano Harry Harlow, mais de 50% das mulheres, numa cena de sexo em grupo, se engajaram em jogos íntimos com o mesmo sexo, contra apenas um por cento dos homens. Entretanto, quando o anonimato é garantido a proporção de homens bissexuais aumenta a um nível quase idêntico.

Marjorie Garber, professora da Universidade de Harvard, que elaborou um profundo estudo sobre o tema, compara a afirmação de que os seres humanos são heterossexuais ou homossexuais às crenças de antigamente, como: o mundo é plano, o sol gira ao redor da terra.

Acreditando que a bissexualidade tem algo fundamental a nos ensinar sobre a natureza do erotismo humano, ela sugere que em vez de hétero, homo, auto, pan e bissexualidade, digamos simplesmente sexualidade.

Fonte: Regina Navarro Lins

 

+ sobre o tema

O fenômeno do arco-íris

Este fenômeno que estamos vendo nas redes sociais, diz...

Movimento feminista se mobiliza contra a MP 557

Na audiência com o deputado federal Arlindo Chinaglia, representantes...

Ser gay não é uma escolha e é tão natural quanto ser heterossexual

"Ser homossexual na nossa sociedade é um caminho mais...

Perfil do mercado de trabalho feminino será lançado no dia 26

A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de...

para lembrar

Congresso argentino volta a discutir legalização do aborto

Milhares de pessoas voltarão, nesta quarta-feira (29), às ruas...

Aposentadoria para donas de casa por R$ 27,25 sai em outubro

Brasileiras com renda de até R$ 1.090 vão pagar...

Mulher julgada duas vezes por dar à luz bebê morto é absolvida em El Salvador

Um tribunal de El Salvador absolveu nesta segunda-feira (19) Evelyn Hernández,...
spot_imgspot_img

O atraso do atraso

A semana apenas começava, quando a boa-nova vinda do outro lado do Atlântico se espalhou. A França, em votação maiúscula no Parlamento (780 votos em...

Homens ganhavam, em 2021, 16,3% a mais que mulheres, diz pesquisa

Os homens eram maioria entre os empregados por empresas e também tinham uma média salarial 16,3% maior que as mulheres em 2021, indica a...

Escolhas desiguais e o papel dos modelos sociais

Modelos femininos em áreas dominadas por homens afetam as escolhas das mulheres? Um estudo realizado em uma universidade americana procurou fornecer suporte empírico para...
-+=