STF intima governo de SP a se manifestar em ação sobre edital de câmeras

Enviado por / FonteUOL

O presidente do STF, Luís Roberto Barroso, intimou o governo de São Paulo a se manifestar em até 72 horas sobre ação que questiona edital que prevê mudanças na contratação de câmeras corporais para a Polícia Militar.

O que aconteceu

Além do governo, Barroso também intimou a PGR e o Ministério Público de São Paulo a se manifestarem no mesmo prazo. A Defensoria Pública de São Paulo e outros órgãos protocolaram uma petição na segunda-feira (27) pedindo a revisão do edital e alertando para os riscos de precarização do programa. Eles pedem que os pontos sejam analisados pela Corte com urgência, já que a sessão pública da licitação está prevista para ocorrer em 10 de junho.

Na intimação, Barroso determina que as manifestações devem abordar, em especial, quatro pontos:

  1. Existência de política pública que priorize a alocação das câmeras para unidades da PM que realizem operações;
  2. Necessidade de que as gravações sejam feitas de forma ininterrupta, com a guarda das imagens de maneira íntegra, independentemente de acionamento pelo policial ou pelo gestor;
  3. Redução dos prazos de armazenamento das imagens;
  4. Adequação do modelo de contratação proposto às diretrizes estabelecidas pelo Ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública.

Outro lado: o governo de SP, por meio da Procuradoria-Geral do Estado, informou que não foi intimado a respeito do despacho.

O fato de a câmera passar a ser acionada pelo próprio policial ou pelo Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) é um dos pontos mais criticados do edital. Hoje, a corporação tem 10.150 câmeras corporais que funcionam de forma ininterrupta — não precisam ser ligadas. Especialistas avaliam que a mudança pode prejudicar as futuras investigações.

A Defensoria e os outros órgãos pedem garantia de os equipamentos terão gravações automáticas e intencionais. “Ao extinguir a funcionalidade de gravação ininterrupta o governo do estado de São Paulo está comprometendo os resultados do programa e desperdiçando recursos públicos”, diz a petição.

As gravações devem funcionar “como se fosse um vídeo do YouTube”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Guilherme Derrite. “Vamos pensar no caso que o PM não acione [a câmera]. O superior imediato, ou até mesmo o Copom, vai poder acionar e rever o ato no momento que ele quiser”, declarou na última quinta-feira (23).

Governo federal recomendou que as câmeras fiquem sempre ligadas, exceto em privacidade —como quando os policias forem ao banheiro. O Ministério da Justiça e da Segurança Pública anunciou na terça-feira (28) diretrizes nacionais para o uso do equipamento nos estados, mas a adesão não é obrigatória.

Governador disse que São Paulo “vai seguir” as diretrizes do Ministério da Justiça. Tarcísio de Freitas (Republicanos) avalia que o edital está “coberto” pelas regras do governo federal. “Não tem objeção nenhuma de nossa parte nem resistência em relação a isso. O que a gente está buscando é otimizar.”

+ sobre o tema

Lewandowski apresentará normas para uso de câmeras corporais por policiais

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Ricardo...

Defensoria Pública de SP recorre ao STF contra flexibilização nas câmeras corporais na PM

A Defensoria Pública do estado de São Paulo entrou...

Imposto de renda: como apoiar projetos sociais na sua declaração

Pouca gente sabe, mas parte do seu imposto de renda devido...

Brasil investe pouco em prevenção de desastres

Separada por duas ruas da margem do rio dos...

para lembrar

Carl Hart – Crack – É possível entender

A convite do CESeC (Centro de Estudos de Sociedade...

Terceiro encontro de Cinema Negro une Brasil, África e Américas

Fonte:Jornal do Brasil- RIO - Consolidando cada vez mais...

A contribuição de Luciana Genro ao debate político presidencial

por : Paulo Nogueira Luciana Genro não será uma campeã...

Jean Wyllys: Veja que lixo!

Eu havia prometido não responder à coluna do ex-diretor...

Ações para a cidadania

Testemunhamos casos de guerras, violências, feminicídios e racismo diariamente. Em quase todos eles, inúmeras vozes nas redes sociais prontamente assumem posicionamentos com verdades absolutas...

Entidades de segurança pública e direitos humanos dizem que novo edital precariza programa de câmeras da PM em SP

Entidades da sociedade civil ligadas à segurança pública manifestaram preocupação com o novo edital para contratação de 12 mil câmeras corporais para a Polícia...

Convenção da extrema direita espanhola é alerta para o Brasil

"Manter o ideal racial de um continente branco de famílias cristãs e heterossexuais" foi marca de destaque da convenção do Vox - Viva 24,...
-+=