Sul-africanos recordam Samora Machel aos 30 anos de sua trágica morte

pes_537035

Do Prensa Latina

Pretória, 17 out (Prensa Latina) Os sul-africanos prestarão tributo de recordação hoje ao falecido presidente de Moçambique, Samora Machel, ao se completar 30 anos de sua trágica morte em um acidente de avião ocorrido aqui em 19 de outubro de 1986.

Prevista no local onde aconteceu o fato, em Mbuzini, província de Mpumalanga (a 460 quilômetros ao leste de Pretória), a cerimônia contará com a presença do primeiro-ministro de Moçambique, Carlos Agostinho do Rosário, e do vice-presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa.

Também participarão familiares dos que morreram junto a Machel no fatal incidente, não esclarecido ainda após três décadas.

A comemoração destacará a vida do dignatário moçambicano, que manteve-se no poder desde o dia 25 de junho de 1975 (pouco depois da independência) até o momento de seu falecimento.

Segundo sublinhou um comunicado oficial, a homenagem colocará em destaque o papel desempenhado por Moçambique na libertação da África do Sul e de outros países no subcontinente.

Graças aos sacrifícios desse povo e de Machel na luta contra o apartheid, Maputo e Pretória desfrutam atualmente de um nexo estratégico nos âmbitos político, econômico-comercial e cultural, apontou o texto divulgado pela Presidência.

Ambas partes têm assinado mais de 70 acordos setoriais ‘o que demonstra a força e a profundidade das relações bilaterais’, concluiu.

Líder do movimento de libertação Frelimo desde 1966, Samora Machel perdeu a vida quando retornava de uma reunião de trabalho com outros altos mandatários da região realizada em Zâmbia.

O avião que transportava ele e outras 34 pessoas caiu como resultado de uma explosão em território sul-africano, a cinco quilômetros da fronteira com Moçambique.

Pelas características do desastre cresceu na África a convicção de que a morte do presidente Samora Machel foi uma sabotagem premeditada a qual não estiveram alheios o regime do apartheid e o grupo contrarrevolucionário Renamo.

+ sobre o tema

Americanah: Tudo o que já sabemos sobre a adaptação do livro de Chimamanda Ngozi Adichie

Produção será protagonizada pela vencedora do Oscar Lupita Nyong’o...

‘Perco de 2 kg a 2,5 kg a cada ensaio da Portela’, diz Vânia Love

Não gosta de academia de ginástica? Vá sambar. Esta...

Pavilhão do Brasil na 18. Mostra Internacional de Arquitetura – La Biennale di Venezia

A Fundação Bienal de São Paulo divulga o projeto...

para lembrar

Abdias do Nascimento – Teatro experimental do negro: trajetória e reflexões

RESUMO A TRAJETÓRIA do Teatro Experimental do Negro (TEN) e...

Mandela celebra 94 anos com centenas de atos por toda a África do Sul

Ex-presidente sul-africano passará o aniversário com familiares em sua...

Dream Team do Passinho fala sobre carreira e racismo: ‘Seguir lutando’

“Os moleques levantam da cama...dançando! Ninguém é melhor que...
spot_imgspot_img

Sambista ligada ao rap, Leci Brandão rebate críticas de Ed Motta: ‘Elitista’

Leci Brandão, 79, rebateu com estilo as recentes declarações de Ed Motta, que chamou de "burros" os fãs de hip hop, "sem exceção". Sem citar...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...
-+=