segunda-feira, outubro 26, 2020

    Tag: Educação

    Aumenta acesso de negros ao ensino

    Fonte: G1 - Vestibular Educação - Foto: David Schaffer/Getty Images A desigualdade na educação entre negros e brancos diminuiu ao longo dos últimos dez anos e hoje o acesso dos dois grupos ao ensino fundamental é praticamente igual. Apesar disso ainda persiste um fosso entre eles nos níveis médio e superior. Para atingir o nível de escolaridade atual dos brancos, os negros brasileiros ainda demorariam 17 anos. Essa é uma das principais conclusões de um estudo sobre o tema que acaba de ser realizado por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Eles verificaram que 2006, de cada dez negros com idade para freqüentar o ensino médio (entre 15 e 17 anos), seis não o faziam; entre os jovens brancos a média era de quatro entre dez. No ensino superior, a desigualdade também foi significativa, segundo o levantamento da UFRJ: a porcentagem da população branca entre 18 e ...

    Leia mais

    MEC libera R$ 2 milhões para ensino afro-brasileiro em universidades

    Fonte: G1 - Vestibular e Educação Foto: MEC/Divulgação O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta terça-feira (29), no Diário Oficial da União (DOU), uma resolução que libera R$ 2 milhões para serem investidos no Programa de Ações Afirmativas para a População Negra nas Instituições Federais e Estaduais de Educação Superior (Uniafro), segundo informou a Agência Brasil. A finalidade, segundo a norma, "é promover o estudo da História da África e Cultura Afro-brasileira com o objetivo de contribuir para a superação dos preconceitos e atitudes discriminatórias do racismo por meio da aplicação de práticas pedagógicas qualificada nesses temas nas escolas de Educação Básica no Brasil." O texto prevê ainda que somente instituições federais e estaduais de educação superior dotadas de Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (Neab) ou correlatos poderão solicitar recursos para a formação inicial e continuada de professores e para a elaboração de material didático.   Matéria orginal: MEC libera R$ 2 ...

    Leia mais

    Menino de 4 anos foge da escola e caminha quase 2 km para voltar para casa

    Fonte: G1 (Foto: Reprodução/WPXI-TV) A norte-americana Markeya McCary ficou chocada quando seu filho de 4 anos voltou sozinho para casa, em Pittsburgh (EUA), após ter fugido da pré-escola e caminhando quase 2 quilômetros, segundo a emissora WPXI-TV. Maurice Floyd fugiu da escola infantil Greenway sem que os administradores notassem. Ao perceberem que o aluno tinha abandonado a área, os funcionários começaram a procurá-lo nas partes interna e externa do edifício. A criança disse para a mãe que escapou porque a escola o deixou de castigo, dentro de um armário. A mãe disse que não pretende apresenta queixa à polícia, pois o professor negou que tenha colocado o menino de castigo. O distrito escolar vai investigar o incidente. No entanto Markeya disse que não gostaria mais de deixar seu filho na pré-escola. "Eu temo por sua segurança lá", afirmou ela, de acordo com a emissora americana.   Matéria original e foto: ...

    Leia mais
    RalphRenz/Thinkstock/Getty Images

    SP distribui a escolas livro com palavrões

    A Secretaria Estadual da Educação de São Paulo distribuiu a escolas um livro com conteúdo sexual e palavrões, para ser usado como material de apoio por alunos da terceira série do ensino fundamental (faixa etária de nove anos). Por FÁBIO TAKAHASHI, do Folha de São Paulo RalphRenz/Thinkstock/Getty Images A gestão José Serra (PSDB) afirmou ontem que houve "falha" na escolha, pois o material é "inadequado para alunos desta idade", e que já determinou o recolhimento da obra. O livro ("Dez na Área, Um na Banheira e Ninguém no Gol") é recheado com expressões como "chupa rola", "cu" e "chupava ela todinha". São 11 histórias em quadrinhos, feitas por diferentes artistas, que abordam temas relacionados a futebol -algumas usam também conotação sexual. A editora Via Lettera afirma que a obra é voltada a adultos e adolescentes. A pasta distribuiu 1.216 exemplares, que seriam usados como material de apoio para ...

    Leia mais
    enem-2011-site-oficial

    Enem deve ser obrigatório para alunos da rede pública

    O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) deverá se tornar obrigatório para o aluno da rede pública obter o diploma de conclusão do antigo colegial. Da Folha de São Paulo - A medida foi acordada ontem entre o Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação) e o ministro Fernando Haddad (Educação) e deve ser colocada em prática já em 2010, segundo Maria Auxiliadora Seabra Rezende, presidente do Consed, órgão que reivindicou a mudança ao MEC. Para a obrigatoriedade valer também na escola privada, ela teria de ser aprovada pelos conselhos estaduais de educação. O Enem hoje é realizado em 1.560 cidades por cerca de 70% dos alunos do ensino médio. Se for universalizado, será necessário um esquema de transporte e hospedagem de alunos, já que o exame não será aplicado em sala de aula. "A prova pode representar o acesso dele à universidade, o que exige cuidados maiores com ...

    Leia mais
    GETTY IMAGES

    Governo quer livro didático com temática homossexual

    O governo quer que sejam incluídos nos livros didáticos a temática de famílias compostas por lésbicas, gays, travestis e transexuais. Ainda na área da educação, recomenda cursos de capacitação para evitar a homofobia nas escolas e pesquisas sobre comportamento de professores e alunos em relação ao tema. Essas são algumas das medidas que integram o Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais), documento firmado entre representantes de 18 ministérios. Do UOL GETTY IMAGES O texto traz 50 propostas, que deverão se transformar em política de governo até 2011. São medidas em diversas áreas. Na saúde, o grupo prevê acesso universal a técnicas de reprodução assistida a LGBTs em idade fértil, recomenda o fim da restrição imposta a essa população para doação de sangue e garante que companheiros do mesmo sexo sejam incluídos como dependentes em planos ...

    Leia mais
    Diverse Elementary Class

    Declaração da Sociedade Civil contra o Racismo em defesa das políticas de Ação Afirmativa

    Getty Images   Encontram-se para análise e deliberação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania – CCJ do Senado Federal o Projeto de Lei da Câmara (PLC) nr. 180 de 2008, de autoria da deputada Nice Lobão com parecer favorável da relatora senadora Serys Slhessarenko. O projeto dispõe sobre sistema de cotas para ingresso nas universidades federais e estaduais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio. Trata-se de um debate necessário, no qual a sociedade brasileira espera que o Senado tenha o discernimento necessário para reafirmar escolhas históricas que o Brasil começou e precisa continuar a fazer. As cotas no acesso ao ensino superior começaram a ser implantadas no Brasil a partir de 2001, tendo a UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) como a primeira universidade a implantar este sistema no seu exame vestibular. Desde então dezenas de outras universidades públicas ...

    Leia mais

    Governo financiará aula de cultura africana

     Estados e municípios que incluírem história afro-brasileira no currículo escolar terão recurso extra do governo federal - Fonte: Folha de S. Paulo Foto: Jim Richardson/ Getty Será lançado um plano para implementação de uma lei de 2003, que obriga estudo da participação dos negros na formação da sociedade O governo federal dará recursos extras a Estados e municípios que se comprometerem a incluir no currículo escolar o tema da cultura e da história afro-brasileira. O compromisso virá pela adesão ao plano de implementação de uma lei de 2003, a 10.639, que torna obrigatório nas redes de ensino o estudo da história africana e da participação dos negros na formação da sociedade brasileira. Editais para o financiamento de cursos de formação e treinamento de professores nessa área, por exemplo, serão abertos apenas aos prefeitos e governadores que assinarem o plano federal. Esse plano de implementação nada mais é do que uma reação ...

    Leia mais
    suelaine

    Suelaine Carneiro – Programa de Educação

    Suelaine Carneiro [email protected] Suelaine Carneiro é socióloga, coordenadora do Programa de Educação. Geledés concebe a educação como um direito humano pautando sua ação para proteger, assegurar e expandir os direitos educativos de negras e negros. Desenvolve projetos e ações de formação de professoras e professores na temática racial e de gênero, projetos de ação afirmativa para jovens negros em parcerias com escolas, faculdades e universidades, bem como parcerias em projetos desenvolvidos por empresas, promovendo e criando condições para o ingresso no ensino superior, em escolas públicas ou privadas, visando a diminuição das desigualdades raciais no que concerne ao acesso, permanência e sucesso de pessoas negras no ensino superior. Atua também como Assessora da Relatoria do Direito Humano à Educação, projeto vinculado à Plataforma DHESCA (Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais), uma articulação de trinta e quatro organizações e redes nacionais de direitos humanos. A Relatoria tem por objetivo verificar e ...

    Leia mais
    educacao

    Programa de Educação

    O Programa de Educação de Geledés constituiu-se numa estratégia de: Sistematizar todo o conhecimento e experiência produzidos por Geledés, colocando-os à disposição do movimento social, através de cursos e outras atividades de formação; Subsidiar professores para a discussão e o trabalho com relações raciais e de género na instituição escolar, tendo como eixo a discussão do racismo e a escola enquanto espaço sócio-cultural, onde os sujeitos envolvidos no processo educativo fazem dialogar as suas identidades; Problematizar os rituais pedagógicos, conteúdos de livros didátieos e posturas pedagógicas que reproduzem o racismo e a discriminação racial, bem como contribuem para a reprodução de papéis socialmente construídos para mulheres e homens e as várias etnias; Contribuir para a construção de novos sujeitos políticos na escola, através do fomento das discussões e necessidades levantadas pelo alunado, especialmente negro, politizando-as e tentando propor encaminhamentos e soluções para que a escola compreenda a diversidade étnico-cultural em ...

    Leia mais
    Folha Imagem

    CNE Relatório de Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva

    O Movimento Negro honrou-me, em 2002, ao indicar, aos senhores Presidente da República e Ministro da Educação, meu nome, que foi aceito, para compor o Conselho Nacional de Educação, ocupando função de conselheira junto à Câmara de Educação Superior.Ao final do mandato, em abril 2006, consultados meus registros pessoais e os feitos pela assessoria do CNE, foi possível constatar que, nestes 4 anos, examinei cerca de 160 processos, relatei 148, formulei 4 indicações, participei de 8 comissões internas, de 3 comissões externas, de 8 reuniões do Fórum Brasil de Educação, de 20 reuniões de debates a respeito  de temáticas contundentes na Educação Brasileira, visitei 9 instituições de ensino superior, coordenei reuniões de trabalho com outros representantes do Movimento Negro que entre 2002 e 2003 exerciam funções em órgãos públicos em Brasília, elaborei 7 documentos de diferente natureza .Entre estes documentos, destaco a proposta que foi entregue à Comissão de Transição ...

    Leia mais

    Geledés e o Projeto Geração XXI

    O Projeto Geração XXI foi uma ação afirmativa fundamentada e dirigida na perspectiva do desenvolvimento humano sustentável que, por meio de uma proposta político-pedagógica inovadora, toma 21 jovens negros/as como sujeitos de direitos, produz condições de aprendizado e de desenvolvimento de talentos, acesso a novas linguagens e tecnologias, amplia as possibilidades de equidade nas condições econômicas, sociais e culturais, contribuindo para o aperfeiçoamento e fortalecimento da construção democrática no Brasil. Os/as 21 adolescentes negros/as, com idade inicial entre 13 e 15 anos, integrantes de famílias com renda per capita entre um e dois salários mínimos, residentes na cidade de São Paulo são acompanhados/as e têm seus estudos custeados da 8º série do ensino fundamental ao término da graduação universitária, por um período de 9 anos. As atividades foram iniciadas em março de 1999. Diversas escolas públicas (diretores/as e professores/as ) e algumas entidades sociais da cidade de São Paulo foram ...

    Leia mais

    Projeto Geração XXI- Memória Institucional

    O Geração XXI foi a primeira ação afirmativa em educação com jovens negros no Brasil.   Nome do Projeto: Projeto Geração XXI Nome da organização: Fundação BankBoston Qual a missão da organização? Contribuir para a melhoria da educação de crianças e jovens, garantindo a igualdade de oportunidades e o pleno desenvolvimento do seu potencial, por meio de ações desenvolvidas em parcerias e com a mobilização para o voluntariado. Qual(is) a(s) área(s) temática(s) da organização? Educação Qual(is) o(s) principal(is) público(s)-alvo da organização? Crianças e Jovens IDENTIFICAÇÃO DO CASO DE PARCERIA Caso de parceria: Projeto Geração XXI Data do início da parceria (mês e ano): Março de 1999 A parceria está: Em andamento DADOS DO CASO DE PARCERIA Resumo da parceria: O Geração XXI foi a primeira ação afirmativa em educação com jovens negros no Brasil. O projeto envolve 21 jovens negros de famílias de baixa renda de São Paulo e é desenvolvido através de uma parceria estratégica e ...

    Leia mais
    (Foto: Mônica Rodrigues)

    O Ensino Religioso e o Vaticano

    A abordagem insidiosa da Igreja Católica sobre o ensino religioso nas escolas públicas não pode mais ser alvo de omissão por parte das autoridades, em particular dos parlamentares, em nome de supostas boas intenções que permeariam um suposto ensino interconfessional. Por Roseli Fischmann (Foto: Mônica Rodrigues) Na prática, no cotidiano das escolas, crianças de 6 ou 7 anos de idade são objeto de manipulação por parte de pessoas que sequer percebem o que estão fazendo e vão, com isso, moldando consciências de forma oposta às exigências de autonomia moral presentes na boa educação, disseminando também preconceito e discriminação. Boa parte da polêmica mencionada na mídia durante a semana, como se fosse central no acordo que o governo brasileiro firmou com o Vaticano (acordo abordado de forma insuficiente e insatisfatória pela mídia), e que passará pelo Congresso Nacional, para ser ou não ratificado, tem a ver com temas ...

    Leia mais
    Foto: Marcus Steinmayer

    Racismo na educação infantil – por Sueli Carneiro

    Dia 27 de outubro, a professora Eliane Cavalleiro lançou o livro Do Silêncio do Lar ao Silêncio Escolar: racismo, discriminação e preconceito na educação infantil, Editora Contexto. Houve certa tensão entre a autora e algumas professoras presentes, mas também muito interesse dos jovens na apresentação do trabalho. O livro, originalmente apresentado como dissertação de mestrado na Faculdade de Educação da USP, é fruto da observação sistemática do cotidiano escolar de uma Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) da região central de São Paulo, durante um período de oito meses, em três salas de aula de crianças entre quatro e seis anos de idade. Observou-se a relação professor/aluno, aluno/professor e aluno/aluno, considerando as expressões verbais, as práticas não-verbais e as práticas pedagógicas do ambiente escolar. A tensão entre a exposição de Eliane, educadora negra que ousou escarafunchar o espaço sacrossanto da educação infantil, e várias outras educadoras certamente se deve ao ...

    Leia mais
    Foto: Shutterstock

    Novo vestibular unificado permite a candidato concorrer em cinco federais

    O novo vestibular unificado das universidades federais proposto pelo Ministério da Educação (MEC) deverá permitir que os candidatos escolham até cinco opções de curso que podem ser oferecidos por até cinco instituições. Fonte: Folha Online - Uol Educação Foto: Shutterstock No ato da inscrição, o aluno teria que ordenar as suas preferências. Quem colocou um curso como primeira opção teria prioridade, mesmo que a sua nota tenha sido menor, sobre outro candidato que escolheu o mesmo curso como segunda opção e não foi selecionado para a sua primeira escolha.   A prova de seleção seria um Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) modificado. O exame passaria a exigir mais conteúdo específico --como os vestibulares tradicionais--, mas priorizando mais a capacidade analítica do que a "decoreba".   Ficaria a critério das instituições realizar uma segunda fase.   O aluno elencaria as suas opções de curso após já ...

    Leia mais
    (Foto: Marcus Steinmayer)

    Raça e educação por Sueli Carneiro

    Os estereótipos dos professores a respeito da educabilidade das crianças negras e pobres funcionam como profecias que se auto-realizam. Esses estereótipos estão na base de um sistema de mensagens que contribui a configurar a auto-estima das crianças. Essa parece ser uma área crucial de intervenção; já que não se destrói esse gargalo no sistema educacional brasileiro, continuará a funcionar um dos principais mecanismos de transmissão intergeracional das desigualdades raciais (Carlos Hasenbalg). Por Sueli Carneiro O racismo e a discriminação produzem exclusões no acesso à educação: nas possibilidades de adentrar e concluir os ciclos formais de escolaridade; de ver reconhecida e valorizada a diversidade das contribuições dos diferentes grupos étnicos e raciais e suas culturas no patrimônio da humanidade. O reconhecimento desse problema na sociedade brasileira vem promovendo o desenvolvimento de inúmeras ações pelas organizações negras e outras instituições da sociedade civil empenhadas na superação do racismo e das desigualdades raciais ...

    Leia mais
    Página 135 de 135 1 134 135

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist