sexta-feira, setembro 25, 2020

    Tag: Eleições 2014

    blank

    Entre o Vermelho e o Azul, o Brasil elegeu o branco

    A mais acirrada disputa presidencial das últimas décadas suscitou discussões acaloradas sobre um país que se dividiria entre o vermelho, do PT, e o azul, do PSDB. Poucos notaram a cor que, de fato, predominou nas urnas – o branco. Se o mapa nacional fosse pintado de acordo com os políticos que se elegeram em outubro, pouco restaria da imagem de nação multirracial: de cada quatro eleitos, três se apresentam como brancos aos eleitores. Por Edson Sardinha  No: vermelho Pela primeira vez, os candidatos foram obrigados este ano a informar sua cor à Justiça eleitoral. O balanço final não poderia ser mais revelador das contradições de um país que se fez, como poucos no mundo, da mistura de raças e se cobriu historicamente sob o manto da “democracia racial”, tese pela qual todos viveriam harmonicamente e em igualdades de condições, independentemente de sua raça. Passados 126 anos da Lei Áurea, que ...

    Leia mais
    blank

    Jean Wyllys: “Nas últimas eleições, 326 parlamentares foram financiados por empreiteiras”

    “Nas últimas eleições, 326 parlamentares tiveram suas campanhas financiadas por empreiteiras (nenhum do PSOL!). E, entre eles, 255 receberam dinheiro das envolvidas na operação Lava Jato. Façamos as contas. Os candidatos das empreiteiras são maioria no Congresso! Dentre eles, 70 deputados e 9 senadores são citados nas investigações. E há governistas e opositores — inclusive petistas e tucanos (mas alguns jornais e revistas citam apenas os petistas). De um artigo do deputado federal Jean Wyllys na Carta Capital O financiamento empresarial das campanhas favorece esse esquema e prejudica os que não querem fazer parte dele. Eu fui o sétimo deputado federal mais votado do estado do Rio de Janeiro, com 144.770 votos, e a receita total da minha campanha foi de 70,892.08 mil reais em doações físicas, sendo que, destes, 14 mil correspondem a trabalhos de voluntários. Não recebi (e nem quero!) um centavo das empreiteiras. Agora vou dar um exemplo ...

    Leia mais
    Para os que querem abandonar o Brasil

    Para os que querem abandonar o Brasil

    Leonardo Boff É espantoso ler nos jornais e mensagens nas redes sociais e mesmo em inteiros youtubes a quantidade de pessoas, geralmente das classes altas ou os ditos “famosos” que lhes custa digerir a vitória eleitoral da reeleita Dilma Rousseff do PT. Externam ódio e raiva, usando palavras tiradas da escatologia (não da teológica que trata dos fins últimos do ser humano e do universo) e da baixa pornografia para insultar o povo brasileiro, especialmente os nordestinos. Estas pessoas não vivem no Brasil, mas, em geral, no Leblon e em  Ipanema ou nos Jardins da cidade de São Paulo onde se albergam, em sua maioria, os pertencentes às classes opulentas (aquelas 5 mil famílias que, segundo M. Porchmann, detém 43% do PIB nacional). Muitas delas não se sentem povo brasileiro. Externam até vergonha. Mas estão aqui porque neste país é mais fácil enricar, embora o desfrute mesmo é em feito ...

    Leia mais
    Os filhos da mídia foram protestar na Paulista

    Os filhos da mídia foram protestar na Paulista

    Paulo Nogueira Os filhos da mídia foram neste sábado para as ruas protestar contra, bem, contra sei lá o quê. Contra terem perdido nas urnas e, portanto, contra a democracia. Disse “filhos”, mas poderia ter dito “vítimas”. Porque em sua louca cavalgada antidemocrática eles foram intoxicados mentalmente pelo que a mídia deu nestas últimas semanas. Eles pareciam saídos das páginas da Veja e dos comentários de gente como Jabor. Pediam o impeachment de Dilma pelo caso Petrobras. São os efeitos colaterais da capa criminosa que a Veja deu às vésperas das eleições. Os manifestantes da Paulista tomaram aquilo como uma verdade indiscutível. Isso mostra que é necessário aplicar uma punição exemplar à Veja. É uma tentativa de golpe branco fazer o que a revista fez – sem uma única prova – em cima de uma eleição tão disputada. A Veja tem que enfrentar – rapidamente — as consequências do que ...

    Leia mais
    blank

    Jean Wyllys: o udenismo revanchista foi alimentado pela mídia

    “Muitos fatores podem explicar o resultado de uma eleição, a preferência por um partido ou por outro. Preferências que manterão o PT por mais quatro anos no poder, ou que mantém o PSDB no comando do estado de São Paulo há 20 anos. Em momento algum se pode duvidar da democracia. Mas há o revanchismo, a irresponsabilidade e o ressentimento. Quando falo em irresponsabilidade, falo também da estupidez de certos apresentadores da tevê, como Diogo Mainardi.” Por Maria Frô   Fonte: Revista Fórum

    Leia mais
    Eleições mostram que elite brasileira é escravocrata

    Eleições mostram que elite brasileira é escravocrata

    Dennis de Oliveira O que aconteceu nos últimos dias da campanha eleitoral presidencial foi a reedição de uma tentativa de golpe eleitoral 25 anos depois. Em 1989, diante da possibilidade de vitória de Lula à presidência da República, a Globo e o Jornal Nacional editaram a cobertura do último debate eleitoral, de forma a favorecer o candidato Fernando Collor, em uma disputa que estava apertada. Naquele momento, o Brasil vivia em uma “encruzilhada histórica” como dizia o saudoso presidente do Partido Comunista do Brasil, João Amazonas: ou se definia por um caminho progressista ou se enveredava pelo modelo neoliberal. Os partidos de esquerda que apoiavam Lula naquele momento, PT a frente, não perceberam isto. A derrota teve consequências gravíssimas para a população brasileira que só não foram piores devido ao impeachment de Collor e a inabilidade do então presidente. Mas, de qualquer forma, abriu caminho para que o projeto neoliberal ...

    Leia mais
    blank

    O preconceito versus a liberdade do Bolsa Família

    Por: Luis Nassif Já em maio de 2013, Walquiria Domingues e Alessandro Pinzani, professores de Filosofia da Unicamp e da UFSC, respectivamente, e autores do livro "Vozes do Bolsa Família: autonomia, dinheiro e cidadania", adiantaram-se: "seguem circulando na sociedade e na própria academia muitas visões negativas sobre ele e até uma série de estereótipos e preconceitos que variavam da visão de que se trataria de nefasto assistencialismo, de esmola eleitoreira", em artigo ao GGN. E completaram: "ou até mesmo de um desserviço cívico, pois estimularia a presumida atávica preguiça dos pobres que, tradicionalmente, são considerados como uma espécie de subumanidade, como crianças grandes, que não possuem aquela razão prudencial que é função humana decisiva na vida em sociedade. De maneira nenhuma o Estado deveria lhes garantir uma renda monetária, pois não saberiam usá-la racionalmente. Podem ser objetos de política públicas, mas são considerados incapazes de ser sujeitos políticos ...

    Leia mais
    blank

    A “novidade” da divisão do Brasil

    Precisamos unir o Brasil, sim. Mas a união virá com retóricas hipócritas, muito menos evitando os conflitos que muitas vezes são necessários para acabar com a própria divisão por Jean Wyllys Durante um debate organizado pelo jornal O Globo para analisar o resultado das eleições, para o qual fui convidado, o deputado estadual tucano Luiz Paulo Corrêa da Rocha afirmou que os governos do PT "dividiram o país" e que, portanto, é responsabilidade da presidenta Dilma, no seu segundo mandato, "voltar a uni-lo". Esta retórica - reproduzida em análises do resultado do segundo turno das eleições publicadas nos principais jornais do país - não é original do Brasil: está presente nos discursos da direita em todos os países da América Latina cujos governos, mesmo sem questionar as bases do modelo econômico neoliberal, desenvolveram políticas mais ou menos intensas de redistribuição da renda e melhoraram a qualidade de vida dos mais ...

    Leia mais
    lobao

    Gustavo Castañon: Não se iludam, eles não vão desistir do Brasil

    á roeram a corda a bem sucedida com papai Fifa e Lobão. O que fariam lá fora, hein? Eles não vão desistir do Brasil por Gustavo Castañon Preparem-se para a continuação da luta, companheiros, não se desarmem: essas fascistas que rasgaram a fantasia nas suas timelines não vão desistir do Brasil. Não vão para Miami porque o máximo que conseguiriam lá seria lavar pratos. Não vão para a Europa, aonde nem isso conseguiriam. Não. Aqui é o paraíso deles. Em que país da Europa eles poderiam pagar a carga tributária que pagam no Brasil, e ainda dizer que ela é alta? Onde lá poderiam pagar menos impostos que os pobres? Eles só gostam de ir para a Europa para fazer turismo. Não gostam de limpar a própria privada. Como disse o Aécio, muitos deles nunca fizeram nem sua própria cama. Como suportariam uma vida aonde precisam limpar a própria casa ...

    Leia mais
    blank

    Como denunciar os crimes de discriminação

    As discriminações contra nordestinos durante as eleições presidenciais são consideradas crime nos artigos 286 e 287 do Código Penal. Saiba como denunciar; é simples As discriminações contra os nordestinos durante as eleições presidenciais são considerados crime nos artigos 286 e 287 do Código Penal. E qualquer um pode denunciar.Para mobilizar e facilitar o trabalho de reunir essas manifestações de ódio e preconceito pelo Facebook, Twitter e demais redes sociais, um grupo criou o site Esses Nordestinos. A página reúne as postagens e fornece dicas de como denunciar diretamente para o Ministério Público Federal. “Enviar prints de manifestações xenofóbicas para este tumblr ajuda a expor o problema e gerar discussão, mas se você quer dar um passo adiante e fazer com que os autores das mensagens respondam por suas palavras, considere fazer uma denúncia formal no site do Ministério Público Federal”, explica o portal. Sem burocracia, é fácil fazer as denúncias. ...

    Leia mais
    blank

    Reforma política e marco regulatório da mídia ganham destaque na pauta de Dilma

    A presidenta Dilma Rouseff (PT) elegeu a reforma política como uma de suas prioridades, ainda durante a campanha eleitoral, um assunto que encontra respaldo junto ao seu principal aliado, o PMDB, e é palatável para o principal adversário, o PSDB. O tema, porém, pela sua amplitude, tem vários significados para os diferentes extratos políticos, aí incluída a sociedade civil organizada, por exemplo, na Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas, organização que reúne 103 entidades não-governamentais de todo o país e reúne assinaturas para apresentar um Projeto de Lei de Iniciativa Popular com uma série de alterações. O PT, partido no governo para um período de 16 anos, o ponto fundamental será a aprovação do financiamento público de campanhas ou, no mínimo, a proibição de doações empresariais – como defendeu Dilma no último debate do segundo turno. Um dos principais assessores da presidenta durante a campanha, o ministro do ...

    Leia mais
    blank

    “Mainardi demonstra ignorância e arrogância quando critica o Nordeste”, diz Hulk

    Em sua conta no Instagram, jogador paraibano respondeu às ofensas do jornalista em relação ao Nordeste Nesta terça-feira (28), o jogador paraibano Hulk utilizou seu perfil no Instagram para responder às críticas do jornalista Diogo Mainardi ao Nordeste. Segundo o atleta, que atualmente joga pelo clube russo Zenit St. Petesburg, “Mainardi demostra ignorância e arrogância quando critica o Nordeste”. O colunista da GloboNews integrou o coro preconceituoso contra os nordestinos após a confirmação da reeleição de Dilma Rousseff (PT). Na noite de domingo (28), durante o programa Manhattan Connection, ele teceu comentários bastante discriminatórios sobre a região. “Essa eleição é a prova de que o Brasil ficou no passado. Não é Bolsa Família, não é marquetagem. O Nordeste sempre foi retrógrado, sempre foi governista, sempre foi bovino, sempre foi subalterno durante a ditadura militar, depois com o reinado do PFL e agora com o PT. É uma região atrasada, pouco educada, pouco construída, que tem ...

    Leia mais
    blank

    MPF no Paraná recebe denúncias de racismo e preconceito depois das eleições

    O Ministério Público Federal no Paraná recebeu 49 denúncias entre domingo, dia da eleição, e esta segunda-feira (26) sobre discriminação étnico-racial. A maioria, segundo o MPF, faz referência negativa a nordestinos. São comentários e postagens feitas no Facebook que devem ser apuradas pelos procuradores competentes em cada área correlata. Em todos os estados do Nordeste, a presidente Dilma Roussef do PT teve a preferência percentual dos eleitores. Depois da definição do resultado na noite de domingo (26), manifestações preconceituosas contra a população da região invadiram as redes sociais. O MPF ressalta que essas 49 denúncias no estado são relativas somente ao levantamento feito no site da instituição e que outras reclamações formais podem ter sido feitas. Nem todas as denúncias são procedentes. Elas dependem de apuração e investigação. Um balanço completo pode ser divulgado nos próximos dias. Desde que foi confirmada a reeleição, a SaferNet, organização que acompanha crimes virtuais, ...

    Leia mais
    blank

    Os sete mitos das eleições 2014

    Mais perenes do que qualquer partido ou movimento político, algumas ideias sobre o que move os eleitores se repetem a cada eleição. No entanto, dados e detalhamentos das votações desafiam esse senso comum. O Estadão Dados analisou 7 erros mais repetidos JOSÉ ROBERTO DE TOLEDO, DANIEL BRAMATTI, DANIEL TRIELLI, DIEGO RABATONE, LUCAS DE ABREU MAIA E RODRIGO BURGARELLi Mito 1 Foi o Nordeste que elegeu Dilma Petista não teve menos de 40% dos votos em nenhuma das 5 regiões do Brasil É claro que o desempenho de Dilma Rousseff (PT) no Nordeste foi crucial para sua vitória: a petista teve 20 milhões de votos no 2.º turno, equivalente a 72% do total de votos válidos na região. Mas a presidente reeleita obteve um apoio razoável em todas as cinco regiões. O menor porcentual de votos válidos foi no Sul: o apoio de 41% dos eleitores que escolheram um candidato. A ...

    Leia mais
    Foto: João Godinho

    Uma vitória com cheiro de lavanda tem muita ternura

    Por: Fátima Oliveira De volta às lavandas. Muita gente querendo saber mais dos motivos pelos quais eu as plantei para Dilma. Se elas funcionaram, eu não sei, mas ela foi reeleita. E não foi uma vitória qualquer, pois venceu muito mais que o seu opositor: ela ganhou uma luta de ideias navegando à esquerda, contra todas as opressões! Conforme registrei: “Plantei lavandas para Dilma Rousseff na beira do Rubicão para significar que protegê-la da misoginia e do seu produto mais naturalizado e banalizado, o machismo, é uma forma de dizer que todas as mulheres merecem viver num mundo no qual a violência de gênero não terá vez nem lugar” (“À beira do Rubicão plantei lavandas para Dilma Rousseff”, O TEMPO, 21.10.2014). Muita gente que escreveu quer saber mais sobre uma planta tão cheia de ternura e que pensava que não se desenvolvia aqui. A cidade de Morro Reuter (RS), a ...

    Leia mais
    blank

    Ana Moser: “Profundamente ENVERGONHADA com o papelão de alguns atletas do meu vôlei”

    A reeleição da presidente Dilma, neste domingo, gerou uma série de comentários nas redes sociais. Muitas pessoas comemoravam a vitória do PT, enquanto outras escolheram criticar. Houve até quem apelasse para o preconceito contra nordestinos, região onde a presidente teve a maioria de seus votos. Após ler diversos comentários deste tipo escrito por colegas do vôlei, a ex-jogadora Ana Moser criticou a postura deles. “Profundamente ENVERGONHADA com o papelão de alguns atletas do meu voleibol. Espalham o ódio, preconceito e falta de respeito pela democracia. Não é competição, é eleição. Não se veste de camisa de torcida, se toma um lado antes e depois o mesmo. Falta maturidade e bom senso político. Entraram no clima de Fla x Flu sem saber muito jogar o jogo”, escreveu ela em seu Twitter. Sem fugir dos questionamentos de seus seguidores, Ana Moser disse a quem estava se dirigindo. “Vi Sheilla, Nalbert e acho ...

    Leia mais
    Foto: Flávio Florido

    A pressão por uma guinada de Dilma à esquerda começa agora, por Leonardo Sakamoto

    Foto: Flávio Florido Dilma Rousseff não ganhou o segundo turno por conta de João Santana. A atuação de Lula, que segue sendo o grande eleitor do país, foi fundamental, mas outro elemento se mostrou determinante: a militância. Petistas ou pessoas que não são ligadas ao partido, mas defendem bandeiras de esquerda e enxergavam na continuidade do mandato uma possibilidade maior de diálogo para essas pautas, levaram, junto com organizações e movimentos sociais, a campanha ao espaço público e às redes sociais. Conquistaram votos como o PT fazia antigamente antes do partido se apegar demais ao poder e se apaixonar pelo reflexo no espelho. O governo reeleito sabe disso. Dilma citou isso em seu discurso de vitória. Gilberto Carvalho, ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, exaltou o papel dessa militância em entrevista a Josias de Sousa, Mario Magalhães e a mim, no UOL, neste domingo ...

    Leia mais
    oab

    OAB: ofendido por discriminação e xenofobia na internet pode entrar com uma representação no Ministério Público Federal

    Discriminação e xenofobia A OAB repudiou nesta segunda-feira (27) as manifestações de discriminação contra nordestinos e nortistas após a eleição presidencial ocorrida no domingo (26). “O Brasil é uma nação plural, tolerante e respeitosa. Essas manifestações preconceituosas contra nordestinos e nortistas advêm de uma minoria e merecem ser repudiadas pela sociedade brasileira”, afirmou o presidente nacional da Ordem, Marcus Vinicius Furtado Coêlho. As redes sociais foram invadidas por comentários preconceituosos e racistas após a reeleição da presidente Dilma Rousseff. A OAB, como voz constitucional do cidadão, repudia de forma veemente essas manifestações, contrárias ao conceito exposto na Carta Maior da construção de uma sociedade justa, solidária e fraterna. O cidadão que se sentir ofendido ou que testemunhe atos de preconceito pode entrar com uma representação no Ministério Público Federal. O procedimento pode ser feito pela internet, neste link.  http://cidadao.mpf.mp.br/…/formularios/formulario-eletronico Esses tipos de comentários preconceituosos se enquadram na lei lei 7.716/1989 ...

    Leia mais
    blank

    Encontro discute os direitos humanos no novo cenário político

    O debate desta segunda-feira vai tratar do processo eleitoral e de seus resultados, partindo da perspectiva da diversidade e dos direitos humanos Por Redação Acontece hoje (27) o sétimo encontro Ação em Debate, promovido pela Ação Educativa, com o tema “Panorama político (2015-2018): diversidade e direitos humanos em pauta. O evento integra as diversas iniciativas relacionadas às comemorações de 20 anos da entidade, que luta pela defesa e implementação dos direitos humanos e pela ampliação da democracia, com foco na educação popular. O debate desta segunda-feira vai tratar do processo eleitoral e de seus resultados, partindo da perspectiva da diversidade e dos direitos humanos. Participarão da conversa Marco Antonio Teixeira, cientista político e professor da Fundação Getúlio Vargas; Sueli Carneiro, filósofa e coordenadora executiva do Geledés Instituto da Mulher Negra; Taciana Gouveia, socióloga e educadora popular feminista; e Laerte Coutinho, cartunista. A mediação do encontro ficará por conta de Renato Rovai, jornalista e editor da Revista Fórum. Serviço: 7º Encontro Ação ...

    Leia mais
    blank

    Enfrentar o racismo na nova gestão Dilma

    Reeleita presidente do Brasil, Dilma Rousseff acena para o fortalecimento de políticas públicas que garantam maior igualdade racial. Ponte se compromete a ser o mais intransigente fiscal do cumprimento das promessas de campanha da presidente eleita na área dos Direitos Humanos Maria Carolina Trevisan - Ilustração: Junião/Ponte Jornalismo Entre as agendas prioritárias destacadas pela presidente Dilma Rousseff na última rodada das eleições presidenciais, uma das mais urgentes é o enfrentamento ao racismo em sua forma física: o racismo que mata. Dilma assumiu, em 20 de outubro, durante comício em Itaquera, zona leste da capital paulista, que um dos principais compromissos de seu novo governo será o combate à violência contra jovens negros. “Eu quero dizer aqui em alto e bom som um compromisso que eu tenho: eu tenho um compromisso de lutar contra a discriminação da juventude negra deste país, contra os autos de resistência, contra esse morticínio”, declarou, diante de milhares ...

    Leia mais
    Página 1 de 7 1 2 7

    Últimas Postagens

    blank
    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist