terça-feira, dezembro 1, 2020

    Tag: musica negra

    Foto: Murilo Alvesso

    Angela Maria

    Abelim Maria da Cunha, Angela Maria,  nascida no dia 13 de maio de 1928, em Conceição de Macabu, distrito de Macaé no Rio de Janeiro, a filha do pastor protestante, saía de casa escondida para conquistar o seu grande sonho de ser cantora. A música sempre esteve presente na sua vida, desde a sua infância, quando ouvia seu pai cantando músicas evangélicas, e mais tarde tornou-se fã número um de Dalva de Oliveira. Como sua família era muito humilde, Angela Maria começou a trabalhar muito cedo para ajudar em casa, e ter algum dinheiro para seus gastos. Durante a entrevista lembrou do emprego na fábrica GE, como inspetora de lâmpadas, o último trabalho antes de iniciar a carreira artística. O setor era um dos mais produtivos, mas com o passar do tempo houve uma queda. O dono não entendia o que estava acontecendo pelo fato de serem os mesmos funcionários, a mesma carga ...

    Leia mais
    Ernesto Rodrigues/ FolhaPress

    Alaide Costa

    Alaíde Costa Silveira Mondin Gomide nasceu no Rio de Janeiro RJ em 8 de dezembro de 1935. "A Dama de Vermelho" de 2 em Um por Alaide Costa. Lançado: 1994. Faixa 12. Gênero: Latin   Começou a cantar em programas infantis do radio: com 13 anos venceu um concurso de melhor cantora jovem, promovido por Paulo Gracindo, no seu programa Seqüência G3, da Tupi, do Rio de Janeiro, e, no ano seguinte, participou do Arraia Miúda, apresentado por Renato Murce, na Radio Nacional. A partir de 1952, passou a freqüentar os programas de calouros A Hora do Pato e Pescando Estrelas, este apresentado por Ary Barroso na Radio Clube do Brasil, pe1a qual foi contratada. Em 1957 gravou seu primeiro 78 rpm, pela Odeon, Tarde demais (Hélio Costa e Anita Andrade), que !he valeu o prêmio de Revelação do Ano. Ainda em 1957, lançou outro 78 rpm com Conselhos ...

    Leia mais
    Charles Guerra / Agencia RBS

    Leny Andrade

    Leny Andrade nasceu no Rio de Janeiro em 26 de janeiro de 1943. Começou sua carreira cantando em boates. Em 1962 foi crooner da orquestra de Dick Farney. Leny Andrade morou cinco anos no México e passou boa parte de sua carreira nos Estados Unidos e Europa. Aos seis anos de idade começou a estudar piano.   Leny Andrade participou de programas de calouros em rádios e ganhou uma bolsa de estudos para o Conservatório Brasileiro de Música. Aos 15 anos estreou profissionalmente como crooner da orquestra de Permínio Gonçalves. Mais tarde cantou nas boates Bacará (com o trio de Sergio Mendes) e Bottle's Bar. Em 1965 alcançou grande sucesso no show "Gemini V" atuando com Pery Ribeiro e o Bossa Três na boate Porão 73, lançado em disco gravado ao vivo. Cantando ao lado de artistas como Dick Farney, Luiz Eça, Wagner Tiso, Eumir Deodato, Francis Hime, Gilson ...

    Leia mais
    Foto: Getty Images

    Elza Soares

    Elza Soares nasceu em 23 de Junho de 1937 no Rio de Janeiro. Filha de uma lavadeira e de um operário, foi criada na favela de Água Santa, subúrbio de Engenho de Dentro. Cantava, desde criança, com a voz rouca e o ritmo sincopado dos sambistas de morro. Aos 12 anos, já era mãe e aos 18, viúva. Foto: Marcos Hemer Foi lavadeira e operária numa fabrica de sabão e, com 20 anos aproximadamente, fez seu primeiro teste como cantora, na academia do professor Joaquim Negli, sendo contratada para cantar na Orquestra de Bailes Garan e a seguir no Teatro João Caetano. Em 1958, foi a Argentina com Mercedes Batista, para uma temporada de oito meses, cantando na peça Jou-jou frou-frou. Quando voltou, fez um teste para a Rádio Mauá, passando a se apresentar de graça no programa de Hélio Ricardo. Por intermédio de Moreira da ...

    Leia mais
    dolores

    Dolores Duran

    Dolores Duran, nome artístico de Adiléia Silva da Rocha, (Rio de Janeiro, 7 de junho de 1930 - Rio de Janeiro, 23 de outubro de 1959) foi uma cantora e compositora brasileira. Adiléia da Silva Rocha, conhecida como Dolores Duran, era filha de um sargento da Marinha. Começou a cantar muito cedo e seu primeiro prêmio foi aos dez anos de idade, no Programa de Ary Barroso, "Calouros em Desfile". As apresentações ao programa tornaram-se freqüentes, fixando-a na carreira artística. Seu pai faleceu quando Adiléia tinha 12 anos e, a partir de então, teve que sustentar a família, cantando em programas de calouros e trabalhando no rádio como atriz.   Adota o nome artístico Dolores Duran a partir dos 16 anos. Autodidata, cantou músicas em inglês, francês, italiano e espanhol, a ponto de Ella Fitzgerald lhe dizer que foi na voz dela que ouviu a melhor interpretação que já havia ...

    Leia mais
    Elizeth Cardoso (Foto: Reprodução / Capa LP 'Naturalmente')

    Elizeth Cardoso

    Elizeth Moreira Cardoso (Rio de Janeiro, 16 de julho de 1920 - 7 de maio de 1990) foi uma cantora brasileira. Elizeth, A Divina, é considerada como uma das maiores intérpretes da canção brasileira e um das mais talentosas cantoras de todos os tempos, reverenciada pelo público e pela crítica. Nasceu na rua Ceará, no subúrbio de São Francisco Xavier, e cantava desde pequena pelos bairros da Zona Norte carioca, cobrando ingresso (10 tostões) das outras crianças para ouvi-la cantar os sucessos de Vicente Celestino. O pai, seresteiro, tocava violão e a mãe gostava de cantar. Primeira apresentação Desde cedo precisou trabalhar e, entre 1930 e 1935, foi balconista, funcionária de uma fábrica de saponáceos e cabeleireira, até que o talento foi descoberto aos dezesseis anos, quando comemorava o aniversário. Foi então convidada para um teste na Rádio Guanabara, pelo chorão Jacob do Bandolim. Apesar da oposição inicial do pai, ...

    Leia mais
    Foto: Chiquinha Gonzaga / Acervo IMS

    Chiquinha Gonzaga

    Chiquinha Gonzaga, – (Francisca Edwiges Neves Gonzaga). Compositora, instrumentista, regente. Rio de Janeiro, RJ, 17/10/1847–idem, 28/02/1935. Maior personalidade feminina da história da música popular brasileira e uma das expressões maiores da luta pelas liberdades no país, promotora da nacionalização musical, primeira maestrina, autora da primeira canção carnavalesca, primeira pianista de choro, introdutora da música popular nos salões elegantes, fundadora da primeira sociedade protetora dos direitos autorais, Chiquinha Gonzaga nasceu no Rio de Janeiro, filha do militar José Basileu Neves Gonzaga e de Rosa Maria de Lima uma mãe humilde e mulata. Ó abre alas Ó abre alas Que eu quero passar Ó abre alas Que eu quero passar Eu sou da Lira Não posso negar Ó abre alas Que eu quero passar Ó abre alas Que eu quero passar Rosa de Ouro É quem vai ganhar Estudou piano com professor particular e aos 11 anos compôs sua primeira música, uma ...

    Leia mais
    Página 52 de 52 1 51 52

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist