Tag: Política de Drogas

    Luiz Silveira/Agência CNJ Brasil tem mais de 800 mil pessoas presas, a terceira maior população carcerária do mundo

    Pelo fim do sistema criminal: entenda o que defendem os abolicionistas penais

    O Brasil é o terceiro país com maior população carcerária no mundo. Segundo os últimos dados divulgados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mais de 800 mil pessoas estão presas nas penitenciárias brasileiras, número inferior apenas aos registrados nos Estados Unidos e na China. Apesar do índice alto - próximo ao da população de uma cidade como Nova Iguaçu (RJ) ou São Bernardo do Campo (SP) - as atuais políticas de segurança do governo de Jair Bolsonaro apontam para um crescimento de prisões. Na contramão dessa visão encarceradora estão os abolicionistas penais. Mas você sabe o que eles realmente defendem? por Felipe Barbosa no Último Segundo Luiz Silveira/Agência CNJBrasil tem mais de 800 mil pessoas presas, a terceira maior população carcerária do mundo O professor de Relações Internacionais da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Acácio Augusto, que é abolicionista e anarquista, explica que “o abolicionismo penal é um movimento ...

    Leia mais
    blank

    É de Lei acolhe: organizações participam de ação global da campanha “Acolha. Não Puna” 2019

    No dia 26 de junho, organizações do mundo todo realizam ações pela campanha "Support. Don't Punish", traduzida para o português como "Acolha. Não Puna". Com o objetivo de discutir a reforma da política de drogas e apoiar a redução de danos, o Centro de Convivência É de Lei fará parte da campanha global ao lado da Iniciativa Negra por uma Nova Política sobre Drogas - INNPD, da Plataforma Brasileira de Política de Drogas - PBPD, da qual o É de Lei faz parte, e da Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas - RENFA. Do Facebook  Reprodução/Facebook O seminário "É de Lei acolhe" será realizado no próprio dia 26, quarta-feira, a partir das 14h e contará com uma ação de redução de danos na praça da Sé seguida de discussão aberta, na sede da associação - rua do Carmo, 56 - sobre as consequências da chamada guerra às ...

    Leia mais
    Pesquisa conduzida por Marcelo Semer sepulta definitivamente a ideia de leniência por parte dos juízes (Arte Revista CULT)

    O papel dos juízes no grande encarceramento: um estudo sobre sentenças de tráfico

    A política criminal brasileira para as drogas conseguiu a proeza de reunir todos os defeitos: não ajudou a reduzir o consumo e manteve a distribuição em pleno crescimento; não cuidou efetivamente da saúde pública e produziu um desgaste sem precedentes nas forças policiais, além de ter impulsionado de forma contundente o encarceramento. Enquanto o homicídio mal representa 10% dos presos, quase um terço deles estão atrás das grades em razão do tráfico. Por MARCELO SEMER, da Revista Cult Pesquisa conduzida por Marcelo Semer sepulta definitivamente a ideia de leniência por parte dos juízes (Arte Revista CULT) Embora o momento político não enseje qualquer fragmento de esperança, dos idealistas aos pragmáticos, a convicção de que algo não vai bem com a política de drogas, é razoavelmente consensual. Mas sempre há aqueles que se aproveitam, política, econômica ou criminosamente mesmo, daquilo que Jeffrey Reiman chamou de Derrota de ...

    Leia mais
    blank

    “A guerra às drogas afeta diretamente a vida de mulheres negras”

    Pesquisadora e autora do livro 'O que é encarceramento em massa?' explica a relação entre as altas taxas de encarceramento e o racismo no Brasil por Tatiana Merlino , da Carta Capital  '68% da população prisional feminina é composta de mulheres negras' (Foto Cauê Gomes/Carta Capital) Não é possível falar sobre o sistema carcerário brasileiro sem discutir racismo e feminismo negro, explica a pesquisadora Juliana Borges, autora de "O que é Encarceramento em Massa?", lançado no começo de março. "Houve um aumento exponencial da prisão de mulheres, e de mulheres negras, depois da promulgação da lei de drogas", explica. Entre 2006 e 2014, a população feminina nos presídios aumentou em 567,4% incluindo o Brasil no ranking dos países que mais encarceram no mundo, ficando no 5º lugar. 67% destas mulheres são negras. "Minha militância sempre passou pelo debate da violência policial", afirma a pesquisadora, nascida numa família de mulheres fortes do Jardim São Luís, zona sul ...

    Leia mais
    A general view of participants during the panel discussion on violations of the human rights of children in the Syrian Arab Republicat the 37th Session of the Human Rights Council. 13 March 2018. UN Photo / Jean-Marc FerrŽ

    Drogas: ONU aprova resolução para combate sob perspectiva de direitos humanos

    Texto aprovado no Conselho de Direitos Humanos sugere que políticas de enfrentamento às drogas não fiquem restritas à área segurança Do Conectas  A general view of participants during the panel discussion on violations of the human rights of children in the Syrian Arab Republicat the 37th Session of the Human Rights Council. 13 March 2018. UN Photo / Jean-Marc FerrŽ   O Conselho de Direitos Humanos da ONU aprovou na tarde desta sexta-feira, 23, em Genebra, uma nova resolução sobre drogas que propõe enfrentar o problema a partir de uma perspectiva holística, não restrita à segurança, e que envolva diferentes setores da sociedade e políticas públicas. Com 26 votos favoráveis, a resolução L41 “Contribuição do Conselho dos Direitos do Homem para a implementação do Compromisso Comum para lidar efetivamente e combater o problema mundial da política de guerra às drogas” tem como um de seus objetivos avaliar o ...

    Leia mais
    blank

    Carta aberta ao Ministro Luís Barroso: A guerra às drogas não fracassou para os ricos, só para os pobres

    O Ministro do Superior Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, defendeu em um evento realizado na Defensoria Pública do Rio de Janeiro na sexta – feira (23) que a guerra às drogas fracassou. Na sua fala o Ministro enfatizou “a luta armada contra o tráfico não tem sido vitoriosa. Como o poder do tráfico vem dessa ilegalidade é preciso colocar como opção a descriminalização”. Por Henrique Oliveira enviado para o Portal Geledés  Foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF Em um artigo publicado no jornal britânico The Guardian no ano passado, Luís Barroso também defende essa mesma tese do fracasso da guerra às drogas. Ele inicia o texto afirmando que a guerra na favela da Rocinha, uma das maiores da cidade do Rio de Janeiro, já estaria perdida, pois a guerra contra as drogas falhou e afirma que “com barulho de tiro vindo de todos os lados, escolas e lojas são ...

    Leia mais
    blank

    Conferência Internacional “As Fronteiras Raciais do Genocídio”

    A Conferência Internacional “As Fronteiras Raciais do Genocídio” ocorreu entre os dias 16 e 18 de Novembro, na Companhia de Teatro Pessoal do Faroeste, rua do Triunfo 301, no bairro da Luz, em São Paulo-SP. Do Facebook  O evento foi organizado pela Iniciativa Negra por uma Nova Política sobre Drogas (INNPD), organização que aponta para a política de guerra às drogas como a principal justificativa para a continuidade do genocídio negro no Brasil. PS: Todos os vídeos do evento estão na nossa página para quem não conseguiu participar.   *O Geledés  Instituto da Mulher Negra tem uma parceria com a Iniciativa Negra por uma Nova Política sobre Drogas (INNPD). Ambas plataformas debatem o tema de política de drogas a partir de uma perspectiva dos direitos humanos, de raça, classe e gênero.   ** Este artigo é de autoria de colaboradores ou articulistas do PORTAL GELEDÉS e não representa ideias ou ...

    Leia mais
    blank

    Seminário sobre a guerra às drogas e os 130 anos da abolição da escravatura acontece em São Paulo

    Evento reúne ativistas, pesquisadores, três convidados internacionais dos EUA, movimentos sociais anti-racistas e anti-proibicionistas. O objetivo é discutir o tema da política de drogas e do racismo em meio aos 130 anos da abolição da escravatura, marco a ser atingido em 13 de maio de 2018. Por Pedro Borges, para o Portal Geledés  “Fronteiras Raciais do Genocídio: Brasil, 130 anos da abolição inconclusa reatualizada na Guerra às Drogas” é o tema do seminário organizado pela Iniciativa Negra por uma Nova Política sobre Drogas (INNPD) entre os dias 16 e 18 de novembro, em São Paulo. O evento conta com a participação de quatro convidados norte-americanos, todos envolvidos com o tema da segurança pública, política de drogas e do encarceramento. Os convidados internacionais são Andrea James, integrante da Comissão de Saúde Pública de Boston da Divisão de Prevenção à Violência, Jasmine L. Tyler, Diretora de Advocacy do Programa dos EUA da Human ...

    Leia mais
    blank

    O rico se droga e o pobre leva porrada

    Do YouTube  A política de guerra às drogas é a abordagem correta para enfrentar o tráfico? Quais as consequências do confronto entre polícia e traficantes para os moradores das favelas? A TV Afiada conversou com três jovens das comunidades do Rio de Janeiro para saber o que eles pensam de tudo isso.

    Leia mais
    blank

    Verdadeiros culpados pelo tráfico de drogas são protegidos da mídia brasileira

    Carl Hart, neurocientista e especialista em drogas: "mídia brasileira esconde os verdadeiros responsáveis pelo tráfico" Do Pragmatismo Politico  O Brasil continua atraindo holofotes. Outrora pela Copa do Mundo e Olimpíadas, agora pelo o caos político e a violência generalizada, uma diretamente ligada a outra, inclusive. A situação é tão ruim, as políticas públicas são tão equivocadas, que o Rio – especialmente – virou um lugar em que todo bom pesquisador de política de drogas precisa fazer pelo menos uma peregrinação na sua carreira. Para o professor de neurociência da Universidade Columbia, Carl Hart, esta já é a sexta. Desta vez, Hart se encontrou com jovens que integram o Movimentos – um grupo de jovens de várias favelas e periferias do Brasil que acredita que uma nova política de drogas é urgente e precisa ser discutida com eles, que sofrem o impacto direto da “guerra às drogas”. O papo foi no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio de Janeiro, na última sexta feira (08). “Nós somos a população que mais morre em circunstância ...

    Leia mais
    blank

    ‘Antes de mudar a política de drogas, temos que aprender tudo sobre elas

    Para neurocientista Carl Hart, da Universidade de Columbia criminalização das drogas mantém sistema discriminatório e ignorância sobre tema. "As pessoas não entendem o que as drogas fazem" por Gabriel Valery, da RBA  "As pessoas não entendem o que as drogas fazem, por isso são contra que outras usem. Tudo que ouvimos sobre drogas e sobre os usuários são informações erradas. Antes de mudar a política de drogas, temos que aprender tudo sobre elas. Não temos como pensar em melhorar o trato às drogas sem conhecimentos básicos". A avaliação é do neurocientista e professor da universidade de Columbia, em Nova York, Carl Hart. Hart esteve nesta quarta-feira (13) na organização comunitária Aparelha Luzia, no bairro de Campos Elísios, região central de São Paulo, onde participou de um encontro organizado pelo coletivo de jovens moradores de favelas Movimentos. Primeiro negro a ocupar tal cadeira na instituição, o pesquisador é um dos nomes mais importantes ...

    Leia mais
    blank

    Dos traficados com drogas aos traficantes de drogas: Racismo e Proibicionismo no Brasil

    Segundo o historiador Henrique Carneiro no artigo “As drogas: Objeto da Nova História”, a nova história se caracterizou por trabalhar com novas fontes e objetos em pesquisa histórica, como também por ter uma nova leitura de velhas fontes. Por Henrique Oliveira  para o Portal Geledés As fontes médico – farmacêuticas do período colonial puderam demonstrar além de uma prática terapêutica, uma moral reguladora do uso de drogas. As obras dos meados do século XVI representaram o ressurgimento de uma farmacologia que incorporava ao conhecimento ocidental diversas plantas orientais e americanas, afrontando as concepções medievais sobre o uso de analgésicos e alucinógenos, como Ópio e Cannabis. As navegações comerciais transatlânticas resultaram na inserção da bebida alcoólica na vida dos povos da América, África e Ásia, juntamente com a expansão do tabaco, do cacau americano, café africano, chá asiático e das especiarias indianas. Na passagem do século XV para o século XVI o ...

    Leia mais
    cracolandia_0001

    Mentiras e distorções na guerra publicitária da Cracolândia

    Existe crack na Cracolândia, nas ruas da região da Luz, no centro de São Paulo, ruas conhecidas pelo nome da droga demonizada em diversos discursos. A aglomeração de pessoas que forja indignação em apresentadores de TV e no prefeito da capital paulista, João Dória, vai, entretanto, muito além disso. Um levantamento feito pelo próprio governo estadual, em conjunto da esfera municipal, deixa claro que 13% das pessoas da região não usam nem drogas ilegais, nem álcool. Outros 15% apenas bebem. São 28% que não usam crack ou cocaína, e estão ali por rejeição familiar, falta de moradia e muitas outras razões. Por Daniel Mello para o Portal Geledés Mesmo assim, governo e prefeitura têm preferido adotar o discurso de combate ao tráfico como grande solução para a região. Um projeto que ganhou materialidade na mega operação policial do dia 21 de maio, que levou até atiradores de elite para atacar o ...

    Leia mais
    ????????????????????????????????????

    O vínculo como estratégia de cuidado

    Algumas semanas atrás publicamos um texto aqui que tratava sobre a Cracolândia, o racismo e o genocídio das pessoas pretas, e também não pretas, que são pobres. Esse texto teve alguns comentários de pessoas contrariadas, como já se esperava, algumas delas me perguntavam: Por Juliana Paula, para o Portal Geledés  “Tá, então tá tudo errado né moça, mas você propõe o quê?” Já no momento que li essas palavras fiquei pensando na importância da contra narrativa nesse momento e nesse tema. Em geral as pessoas estão muito ocupadas para pensar maneiras de tentar solucionar ou ainda reduzir os danos de problemas sociais complexos tais como a dependência de drogas e a questão da moradia, por exemplo. Sendo assim, a sociedade demanda solução. Que venha de cima, que venha do lado, que venha de baixo, isso não importa muito. Eis a palavra de ordem: que se resolva! Essa demanda por solução rápida ...

    Leia mais
    blank

    Iniciativa Negra organizada debates sobre racismo e política de drogas

    Atividades são gratuitas e fazem parte da campanha por 30 dias de Rafael Braga. Evento acontece em meio às ações da prefeitura e do estado de São Paulo na região da Cracolândia. Por Pedro Borges  para o Portal Geledés  Entre os dias 27 e 29 de Junho, a Iniciativa Negra por uma Nova Política sobre Drogas (INNPD) organiza uma série de debates que discutem racismo e política de drogas. As atividades acontecem na Aparelha Luzia, Rua Apa 78, Centro. Os encontros ocorrem dentro da programação do seminário “As múltiplas faces da política de drogas em SP”, evento organizado pela INNPD junto da Plataforma Brasileira sobre Política de Drogas (PBPD), Instituto Terra, Trabalho e Cidadania (ITTC), Centro de Convivência É de Lei, Fórum Intersetorial de Drogas de São Paulo, e a Campanha 30 dias por Rafael Braga. As discussões abordam política de drogas, redução de danos, seletividade penal, encarceramento, letalidade policial, ...

    Leia mais
    blank

    Curso apresenta formação sobre política de drogas

    Encontro ocorre em meio aos ataques na região da Cracolândia, em São Paulo. Temas abordados discutem a guerra às drogas como a principal justificativa política para o genocídio negro Por Pedro Borges para o Portal Geledés O seminário “Política de Drogas e Racismo” acontece entre os dias 26 de junho e 1 de julho, na Aparelha Luzia, Rua Apa 78, Centro. Organizado pela Iniciativa Negra por uma Nova Política sobre Drogas (INNPD), o encontro visa discutir os múltiplos impactos da chamada guerra às drogas para as comunidades pobres e negras no Brasil. O evento é o primeiro no país a articular a temática da política de drogas, sistema de justiça, saúde, segurança pública, comunicação, com a centralidade no racismo. Para os diálogos, são convidados profissionais da mídia, pesquisadores, ativistas e pessoas com a trajetória atravessada pela guerra às drogas. Essa política foi adotada primeiro pelos EUA em 1971, pelo seu presidente, ...

    Leia mais
    blank

    Mãe nossa de cada dia

    A Defensora Pública Lara Graça escreveu um artigo comovente narrando o cotidiano da mãe de um jovem preso que ela acompanha e visita enquanto cuida dos outros dois filhos menores, dividindo as migalhas de pão para alimentá-los, sem abandonar o outro que presta contas à justiça. Justiça? Que justiça é essa que prende e açoita pobres miseráveis que sequer têm o que comer e são cooptados pelos barões do tráfico criados para promover a guerra aos pobres.   Por Siro Darlan Do Jornal do Brasil A chamada guerra às drogas, tão decantada por hipócritas e fariseus, promove a exclusão social dos pobres, a morte de policiais, a corrupção do sistema penitenciário e punitivo. Essa modalidade de guerra às pessoas, vítimas do vício e da pobreza teve início no auge do governo imperialista de Nixon que decretou guerra implacável ás vítimas das drogas, achando-se, como um Deus, que seria capaz de exterminas ...

    Leia mais
    blank

    Nova Política de Drogas com Nathália Oliveira

    “Justificando Entrevista” começa neste 2017 com o debate mais importante na política criminal atual: o encarceramento em massa de negros e negras e a dita “guerra às drogas”. Do Justificando  Para falar sobre o tema, o programa recebeu Nathália Oliveira, socióloga e coordenadora da Iniciativa Negra por Uma Nova Política sobre Drogas (INNPD). Nathália tem sido muito representativa no debate sobre uma mudança na política de drogas atual, justamente por priorizar alguns pontos necessários dado o processo histórico de racismo. Na entrevista, Nathália aborda como é necessária uma visão racial na questão para além da pobreza, bem como analisa a narrativa geral da mídia que retrata um corpo negro ou preso como desfecho bom para um caso envolvendo drogas. Além disso, fala sobre como a descriminalização do porte de drogas para consumo será insuficiente para se mostrar uma efetiva mudança no quadro atual.

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist