Técnico diz que Caster Semenya está liberada para voltar a competir

 

Depois de ver seu título mundial em risco por conta de dúvidas sobre sua sexualidade, a sul-africana Caster Semenya foi liberada para competir normalmente entre as mulheres. Quem revelou a informação foi seu técnico, Michael Seme, que explicou que os advogados dela conseguiram acabar com a investigação.

O treinador não deu muito detalhes, mas disse que os advogados confirmaram que a corredora já pode voltar a competir em provas oficiais.

Nick Davies, porta-voz da Iaaf, afirmou que a entidade “ainda está na mesma posição de antes” e que a federação não fará nenhum comentário oficial até que o inquérito seja concluído. “Também não posso falar mais quanto tempo isso vai demorar”, completou.

Aos 18 anos, Caster Semenya conquistou a medalha de ouro nos 800 m rasos no Mundial de Atletismo do ano passado, disputado em Berlim, mas poucas horas depois, a Iaaf divulgou que estava investigando a sexualidade da atleta, que teve de passar por exames para comprovar que era mesmo uma mulher.

A Iaaf pediu que a atleta passasse pelos testes por conta de seu rápido crescimento muscular em um pequeno espaço de tempo. Desde então, seu futuro como corredora está em dúvida.

Na época, o governo da África do Sul reagiu com indignação à polêmica sobre o sexo da corredora e o partido governista acusou a Iaaf e a federação sul-africana de trataram o caso sem o cuidado necessário.

Fonte: UOL

+ sobre o tema

Reinvenção do futebol: bola e arte para vencer o racismo

Em comemoração ao dia da Consciência Negra, o jornal...

Se eu fosse Verônica

Eu não sei o crime que Verônica cometeu. Sinceramente...

VIDA DE REI

Pelé vai lançar um livro contando sua história, em...

‘Jesus é amor’: Que dizem os evangélicos que não irão boicotar o Boticário?

"Absurdo é ver tanto preconceito." "Não vou boicotar o...

para lembrar

Africana choca público em maratona na França

São Paulo - Não são poucas as campanhas de...

Embalada por Beyoncé, Rosângela Santos vence 100m rasos e dança

Por Lydia Gismondi Depois de pensar em desistir do atletismo,...

Bolt visita projeto social no Rio e “perde” corrida para criança

Mais bem humorado do que durante a entrevista coletiva...

Usain Bolt arrasa recorde dos 200 metros e é ouro em Berlim

Fonte: G1 - Jamaicano não deu chance aos adversários e...
spot_imgspot_img

Jamaicano de 16 anos bate recorde de Bolt que durava desde 2002

A Jamaica tem uma nova promessa no atletismo. O jovem Nickecoy Bramwell, de 16 anos, quebrou um recorde de Usain Bolt que durava desde...

Bicampeão olímpico de atletismo sobrevive após queda de avião no Quênia

O bicampeão olímpico nos 800 metros David Rudisha, do Quênia, escapou ileso de um acidente de avião quando voltava de um evento esportivo no fim de semana. O...

Eliud Kipchoge bate recorde mundial na Maratona de Berlim

O queniano Eliud Kipchoge mostrou, mais uma vez, que é o maior maratonista da história. Neste domingo, ele correu a maratona de Berlim em...
-+=