Universidade investiga símbolo nazista pichado em banheiro de campus de Joinville (SC)

Enviado por / FonteO Globo

Alunos encontraram suástica na última sexta-feira

Alunos da Univille, em Joinville, encontraram, na última sexta-feira, o desenho de uma suástica pichada em um banheiro do campus da instituição na cidade do norte catarinense. A Universidade investiga símbolo nazista e afirmou que irá apurar os fatos e informações relativos ao episódio.

Abaixo do símbolo nazista, outra referência à ideologia de Adolf Hitler foi deixada. O número 14 diz respeito ao seguinte slogan neonazista, que conta com 14 palavras: “Devemos garantir a existência de nosso povo e um futuro para as crianças brancas”. Já o número 88 significa Heil Hitler, dado ser H a oitava letra do alfabeto.

Segundo a universidade, o desenho foi apagado. Em nota a instituição disse lamentar o episódio:

“Uma Universidade que respeita a pluralidade de ideias e não aprova iniciativas de apologia à violência de qualquer tipo, inscrições de símbolos nazistas em seus campi e unidades ou qualquer manifestação de desrespeito aos estudantes, docentes, equipes administrativas e comunidades atendidas pela Univille.”

A Universidade investiga símbolo nazista. Procurada, a Polícia Civil de Santa Catarina ainda não respondeu aos pedidos da reportagem.

+ sobre o tema

Representatividade negra importa

Frederick Douglass, W.E.B Du Bois, Rosa Parks, Toni Morrison, Audre Lorde,...

para lembrar

Movimentos sociais fazem protesto em biblioteca após caso de racismo em SP

Dois movimentos sociais ocuparam nesta quarta-feira (3), de forma...

MEC mira universidades por ‘balbúrdia’ e corta 30% de verba da UnB

Sem detalhar critérios, o ministro Weintraub disse que a...

O estudante de Medicina que já estampou outdoor e hoje luta para se manter no curso

O sucesso de Janiel Sacramento no vestibular foi estampado...
spot_imgspot_img

SISU: selecionados têm até quarta-feira para fazer matrícula

Estudantes selecionados na primeira chamada do processo seletivo de 2024 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm até quarta-feira (7) para fazer a matrícula...

Fundamentalismo não pode impedir políticas para a população trans e travestis

Neste ano, os desafios das defensoras dos direitos da população LGBTQIA+ serão a superação da instrumentalização do pânico moral em torno das nossas pautas e estabelecer...

Misoginia e racismo na renúncia em Harvard

Muitos têm sido os desdobramentos da guerra em Gaza, cujos efeitos se estendem para além da catastrófica situação da população palestina. Os EUA têm sido especialmente tensionados pela...
-+=