Guest Post »

Virada da Consciência Negra celebra a resistência com muita arte e cultura em SP

Evento conta com atrações musicais, artísticas e esportivas em 150 pontos da capital paulista, a partir deste domingo (18) e até quarta-feira (21)

no RBS

Entre os dias 18 e 21 de novembro, a cidade de São Paulo será palco da primeira Virada Cultural da Consciência Negra em homenagem a um dos principais símbolos da resistência à escravidão, Zumbi dos Palmares. Os eventos, organizados pela Faculdade Zumbi dos Palmares e ONG Afrobras, serão realizados em 150 pontos da capital paulistana com diversas atividades gratuitas, relacionadas à música, dança, teatro, moda, beleza, cinema, mostras de artes visuais e competições esportivas.

Ao repórter Cosmo Silva, da Rádio Brasil Atual, o reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, José Vicente, que idealizou a proposta da Virada, ressaltou a importância do evento e da representação do guerreiro negro na conscientização sobre a riqueza da diferença e pela continuidade da luta anti-racista.

“É muito legado o que foi a luta de Zumbi dos Palmares. Porque o Brasil, ainda que com todos os seus defeitos, é um país estruturado em cima desses valores da liberdade, da igualdade, do respeito às diferenças e às pessoas e do combate a todo tipo de opressão, preconceito e discriminação”, explica o reitor.

O show musical em homenagem ao guerreiro, acontece no dia 20 de novembro, a partir das 10h, com apresentações de Dandara, Joãozinho Samba 6, Duda Ribeiro e Banda DR, Coral USP Lapa com a Banda Temática de Hip Hop e de Thobias da Vai-Vai, que destacou o evento à Rádio Brasil Atual como uma forma de combater a intolerância e o preconceito, sem deixar de exaltar a riqueza da cultura afro no Brasil. “Mostramos que estamos vivo, e sempre atentos à nossa condição e reafirmando nossa importância, muito embora muitos tentem nos subestimar”, afirma o artista e sambista.

As informações completas sobre as atrações, horários e locais das atividades da Virada podem ser conferidos aqui.

Artigos relacionados