Yasmin Thayná, cineasta negra com orgulho

Periférica, filha de empregada doméstica e porteiro, Yasmin Thayná faz um cinema potente, que celebra a negritude brasileira com arrojo estético e sem abrir mão de referências cosmopolitas

Por Lia Hama, na TPM/Outras Palavras

Numa tarde de sábado no Méier, zona norte do Rio, Yasmin Thayná renasceu ao som de Nina Simone. Aos 18 anos, a garota que desde os 6 alisava o cabelo para fugir do bullying dos colegas decidiu parar com a química em seus fios. Yasmin pediu para uma amiga fazer um novo corte, assumindo as madeixas crespas. “Até hoje me emociono quando ouço Nina Simone porque foi a música que minha amiga colocou no momento da minha transição capilar. Naquele dia, pela primeira vez consegui me olhar no espelho e me sentir segura”, conta a cineasta e estudante de comunicação social da PUC-Rio, hoje com 23 anos.

+ sobre o tema

Racismo, machismo e capitalismo: um triângulo amoroso

Hoje quem escreve neste espaço é a cineasta Viviane...

Organização de Mulheres: Pela imediata responsabilização da TV Globo no caso BBB

Dois fatos muito graves ocorreram esta semana envolvendo o...

Mulheres latinas têm 20% menos direitos legais do que os homens

As mulheres da América Latina e do Caribe têm...

para lembrar

Mulheres negras são maioria entre jovens que não trabalham nem estudam

Os dados completos constam do estudo Juventude, Desigualdade e...

Acusado de espancar namorada, lutador é capturado e preso

Uma semana após grande confusão, o lutador Jon Koppenhaver,...

Autonomia das mulheres e desenvolvimento sustentável, por Sueli Carneiro

A ministra do meio ambiente Isabella Teixeira disse no...

Prefeitura de Santo Antonio da Patrulha faz convite sexista para Conferência de Política para Mulheres

Da página Iniciativa das Mulheres Unidas do RS “A Prefeitura de...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

Lançamento do livro “A importância de uma lei integral de proteção às mulheres em situação de violência de gênero”

O caminho para a criação de uma lei geral que reconheça e responda a todas as formas de violência de gênero contra as mulheres...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...
-+=