A criação do universo à luz dos africanos

O grupo Afaia Bambaré – Arte e Cultura Negra apresenta o espetáculo teatral “Èmí – A concepção yorubana do universo”, que estreou em 1990 e agora ganha remontagem. A volta aos palcos foi possível com recursos do I Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras, uma iniciativa do Ministério da Cultura (MinC), em parceria com a Fundação Palmares e o Centro de Apoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos Neves (Cadon), com patrocínio da Petrobras.

“Èmí”, na linguagem yorubá, significa “vida” e o grupo pretende mostrar justamente como todo o cosmos foi criado, a partir dos preceitos do povo Yorubá, que crê nas trocas que ocorrem entre os seres vivos e a natureza ao redor.

A nova versão do espetáculo foi reescrita, com textos do babalorixá e compositor Edson Catendê, e algumas adaptações contextuais também foram reformatadas. O objetivo é mostrar a concepção do universo tal como acredita o povo yorubá, natural da Nigéria, na África.

“Muitas pessoas não conhecem a concepção elaborada pelos africanos, com os princípios e tradições de lá”, diz Edson.

O assistente de direção Amilton Sá Barretto destaca o que mudou no espetáculo. “Procuramos esquecer a primeira versão. Então, contextualizamos cenas, cortamos uma parte do texto, fizemos outros figurinos e pensamos em trilha sonora e cenários diferenciados”, expõe.

Na peça, não há, contudo, menções explícitas à religiosidade dos yorubás. Os rituais e processos religiosos dos africanos foram suprimidos do roteiro do espetáculo propositalmente, para preservar a ideia de religião.

“Não levamos o aspecto ritualístico religioso para o palco, para não folclorizar a crença. Preferimos abordar o lado filosófico e fugimos um pouco também da questão histórica para explorar os elementos cósmicos, o universo, as energias”, diz o assistente de direção, afirmando que o mais importante é retratar como essas energias formadoras do universo criaram também o homem.

Resgatar as origens dessa crença também é importante para o grupo. “Ninguém procura retratar o mundo a partir da África. Queremos mostrar a história e a tradição de um povo, respeitar a diversidade”, diz Edson Catendê.

O caráter transcendental da crença é o destaque na peça, já que Olodumare, o senhor criador de todas as essências, permite que os seres aprendam um com outro, na medida que cada um faz parte de um todo e os ciclos de nascimento, desenvolvimento e morte não dependem apenas de um ser, mas sim da interação de todos os elementos. “Mostramos a insurgência dos seres, a forma como eles receberam o universo harmônico e perfeito, mas não souberam aproveitar”, completa Amilton.

SERVIÇO

Estreia do espetáculo “Èmí – A concepção yorubana do universo”. Amanhã (21), às 20h, no Teatro Margarida Schivasappa, do Centur (Av. Gentil Bittencourt, 650, Nazaré). Dia 22 e de 26 a 29/10, a peça será encenada no Teatro da Fundação Curro Velho (Rua Prof. Nelson Ribeiro, 287, Telégrafo). Entrada franca. Informações: 3248-5828. (Diário do Pará)

 

 

Fonte: Diário do Pará

+ sobre o tema

Cuti – Padê Poema 30: Mamice

  Padê Poema 30 Mamice sou daquelesque cobram...

Júlio Silva prepara sua aposentadoria jogando torneio de veteranos

Júlio Silva, tenista que está no circuito profissional...

Padê Poema 41 – Cuti

    Saiba Mais: Padê poema 40 -...

Padê Poema 44 – Cuti

  Leia Também: Padê poema 40 - Cuti  Padê Poema 41...

para lembrar

Cartola e Leci Brandão – Programa Ensaio 1974

Gravado em 1974, o programa traz Cartola e Leci...

Antes de deixar a prisão, Lauryn Hill lança música raivosa sobre consumismo

Após ficar presa por quase três meses, Lauryn Hill ganhará...

Festival Literário sobre cultura negra em São João de Meriti

A cidade de São João de Meriti recebe...

Hamilton lembra coincidência com Obama e diz que quebrou barreiras

Em 2008, piloto inglês se tornou o primeiro negro...
spot_imgspot_img

Novas imagens de Jaafar Jackson como Michael Jackson em cinebiografia chocam web: ‘É o próprio MJ’

Se tem uma cinebiografia que está chamando a atenção dos fãs de cinema ultimamente, essa com certeza é "Michael", longa inspirado na obra e vida de Michael Jackson. Para...

Filmes de Plástico: De  Mar, Amar

Contagem, abril de 1968. Palco da primeira grande greve operária no recrudescer da ditadura militar no Brasil. Contagem semeia Lula em São Bernardo do...

Festival Visões Periféricas anuncia filmes selecionados 

O FESTIVAL VISÕES PERIFÉRICAS confirma a realização da 17ª edição, de 20 a 26 de março, com formato presencial e online e gratuito para todo o Brasil,...
-+=