#ACulpaEDoWitzel: Assassinato de menina de 8 anos no Alemão causa revolta nas redes

Morte de uma menina de apenas 8 anos, vítima de um disparo de fuzil feito por um PM no Complexo do Alemão, vem em meio a inúmeras mortes em comunidades, em decorrência de operações policiais, que entraram em escalada desde que Witzel assumiu como governador do RJ

Da Revista Fórum

Imagem: Geledés

‘A morte de Agatha Félix, de apenas 8 anos, gerou revolta nas redes sociais na manhã deste sábado (21). A criança morreu na madrugada em decorrência de um tiro de fuzil que, segundo moradores da favela da Fazendinha, no Complexo do Alemão (RJ), teria sido efetuado por um PM.

De acordo com relatos de testemunhas, Agatha estava dentro de uma Kombi, indo para casa, quando foi atingida por um tiro que teria sido disparado por um policial da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). O agente teria desconfiado de um motociclista e disparou, acertando, porém, a criança dentro do veículo. Ela chegou a ser socorrida no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, Zona Norte de Rio de Janeiro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A morte de Agatha se soma às inúmeras outras mortes, principalmente de negros e pobres moradores de comunidades, que vêm aumentando desde que Wilson Witzel assumiu como governador do Rio de Janeiro. Witzel é entusiasta de uma política de segurança agressiva, e causou polêmica ainda no ano passado, quando disse que a polícia sob seu comando vai “mirar na cabecinha e fogo”. Ele já chegou, inclusive, a lamentar por não poder disparar mísseis em comunidades do Rio.

Assim como na quinta-feira (18), quando internautas subiram a tag #WitzelAssassino depois de uma operação policial em que um helicóptero disparou contra moradias e, inclusive, contra uma escola municipal no Complexo do Alemão, usuários das redes sociais atribuíram a morte da criança à política de extermínio do governador com a tag #ACulpaEdoWitzel.

A hashtag chegou ao topo dos assuntos mais comentados no Twitter do Brasil. Confira, abaixo, parte da repercussão.

+ sobre o tema

Impunidade: ONU vai denunciar Brasil por não punir policiais que matam ‘regularmente’

A Organização das Nações Unidas (ONU) denunciará nesta terça-feira (8) a impunidade...

Consciência negra

Senso comum se iludiu com a mestiçagem Por Nei Lopes,...

Filho da presidenta da Unegro, Santa Alves, é assassinado

Morreu, na madrugada deste sábado (28), Bruno Alves de...

para lembrar

Técnicos negros sofrem para quebrar preconceito e ganhar espaço no futebol

Desde que saiu do Flamengo campeão em 2009, Andrade...

Pessoas Brancas Falam sobre Privilégio Branco

Isto começou como muitas boas ideias começam: numa manhã...

Ministra Luiza Bairros participa do 1º Encontro Nacional de Combate ao Racismo

Realizado e organizado pelo PCdoB, o evento contou, em...

Prefeito de Salvador veta cotas para negros em concursos públicos

O prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (PP), vetou...
spot_imgspot_img

Como o diabo gosta

Um retrocesso civilizatório, uma violência contra as mulheres e uma demonstração explícita do perigo que é misturar política com fundamentalismo religioso. O projeto de lei...

Homens, o tema do aborto também é nossa responsabilidade: precisamos agir

Nesta semana, a escritora Juliana Monteiro postou em suas redes sociais um trecho de uma conversa com um homem sobre o aborto. Reproduzo aqui: - Se liberar o...

A falácia da proteção à vida

A existência de uma lei não é condição suficiente para garantir um direito à população. O respaldo legal é, muitas vezes, o primeiro passo...
-+=