Agenda única de eventos em novembro celebra a consciência negra na UFMG

Iniciativa, que une comunidade e gestão, integra formação, informação e expressão cultural

Da UFMG

A obra ‘Nina Simone’ (aquarela sobre papel) lembra a cantora e ativista pelos direitos dos negros/ Arte:
Adriana Santana

Estudantes, servidores técnicos e docentes e instâncias diversas da UFMG uniram-se para construir uma agenda de atividades que celebra neste mês a consciência negra. A programação do Novembro negro: reflexões e práticas sobre ser negro,  que será realizado de 5 a 23 de novembro, tem o intuito de promover reflexão sobre a presença do negro na sociedade e na Universidade.

“A iniciativa visa à troca de afetos, à valorização e à visibilidade das práticas e saberes da negritude, bem como à formação e ao debate sobre asas relações raciais, a fim de promover uma cultura antirracista”, diz a diretora de Ações Afirmativas da Pró-reitoria de Assuntos Estudantis, Daniely Reis Fleury. Segundo ela, as atividades vão abordar a história e a identidade negra, a construção das pautas e lutas do movimento negro no combate ao racismo e enfatizar a potência e a expressividade de negros e negras nos diferentes espaços. A programação é aberta às comunidades interna e externa.

As atividades que integram a agenda única foram inseridas em uma plataforma pela comunidade da UFMG, e a Prae as organizou levando em conta a viabilidade da execução. “Buscamos, por exemplo, evitar coincidências de horários e locais e verificamos alguns aspectos práticos da organização. Nossa mediação não teve qualquer sentido limitador”, salienta Daniely Fleury. Uma das sugestões foi a de que os organizadores das atividades optassem, preferencialmente, pelos fins de tarde ou pelo horário do almoço, para possibilitar a participação de públicos maiores.

Novembro negro é assunto da edição 2.039 do Boletim UFMG.

A TV UFMG também aborda o tema. Assista ao vídeo:

Entrevistada: Daniely Fleury (diretora de Políticas de Ações Afirmativas da Pró-reitoria de Assuntos Estudantis da UFMG)
Produção e reportagem: Vitória Brunini
Imagens: Antônio Soares
Edição de conteúdo: Jessika Viveiros
Edição de imagens: Otávio Zonatto

+ sobre o tema

O protagonismo da periferia: pesquisa lista iniciativas com soluções inovadoras

Palavras como pertencimento são facilmente encontradas nos discursos daqueles...

Exposição na Casa França Brasil conta a história do negro no Rio

Mostra reúne 500 peças, como bronzes do Benin, máscaras...

Quilombolas entrarão na justiça por danos morais

Federação Nacional de Associações Quilombolas (FENAQ) entrará com uma...

para lembrar

spot_imgspot_img

Câmara aprova projeto que torna Dia da Consciência Negra feriado nacional; texto vai à sanção

Por 286 votos a favor e 121 contrários, a Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (29) um projeto de lei que declara o dia 20 de...

Profissionais negros reinventam suas carreiras na TV e avaliam a importância da discussão racial

No Dia da Consciência Negra, o gshow conversou com artistas que compartilham a jornada que é ser um profissional preto na teledramaturgia. Entre eles, atores, atrizes e...

“Quanto mais diversos formos, melhores seremos”

Uma das mais destacadas intelectuais em atividade no país, a historiadora e antropóloga Lilia Schwarcz, docente da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas...
-+=