Após novo ataque à Casa do Mago, secretário fala em ‘milícia religiosa’

Após analisar o novo ataque à Casa do Mago, na madrugada desta quarta-feira, o secretário estadual de Direitos Humanos, Átila A. Nunes, acredita que uma “milícia religiosa” pode estar por trás das ações criminosas. É a terceira vez, em menos de um mês, que o centro espírita, localizado no Humaitá, na Zona Sul do Rio, é alvo de ataques. De acordo com o secretário, as características dos atos indica que eles foram planejados.

Do Extra

Casa do mago no Humaita: três ataques em menos de um mês Foto: Guilherme Pinto/03-08-2017

— Este ato de intolerância religiosa não foi realizado por um “lobo solitário”. Os criminosos, assim como no último ataque, utilizaram uma bomba caseira, feita com pregos, chegaram de carro e com os rostos cobertos. A perseguição não é apenas contra o mago, pois se fosse algo pessoal eles também poderiam agir fora do templo. A perseguição é religiosa. Ao atacarem um templo de matriz africana, que expõe imagens de santos e cultua os orixás, eles atacam a religião e todos os umbandistas e candomblecistas. Isso é intolerância religiosa — explica Átila A. Nunes.

De forma semelhante aos ataques anteriores, integrantes de um bando em um carro lançaram um artefato explosivo no imóvel, localizado na Rua Humaitá, no início da madrugada desta quarta-feira. Três homens teriam participado do crime, que aconteceu, de acordo com testemunhas, por volta da 0h30m.

Conhecido como Mago, Ubirajara Pinheiro, de 63 anos, estava no imóvel no momento em que houve a explosão. Ele contou que se preparava para dormir quando foi surpreendido pelo estrondo vindo da detonação do artefato e que, além disso, ainda ajudou a apagar o fogo. O Mago acredita que esteja sendo vítima de intolerância religiosa.

Durante esta madrugada, ele foi até a delegacia de Botafogo, a 10º DP, para fazer o registro da ocorrência.

+ sobre o tema

STF volta a proibir a apreensão de menores sem o devido flagrante nas praias do Rio

Após audiência realizada na manhã desta quarta-feira, em Brasília, o STF determinou...

Adolescente denuncia mulher por agressão e injúria racial em Rio Preto

Um adolescente de 13 anos denunciou ter sofrido injúria...

para lembrar

Dez mil alemães realizam manifestação contra neonazistas

Manifestantes se fantasiam com roupas que lembram os uniformes...

Turista é presa após cometer injúria racial contra gerente de bar em Aracaju

Segundo delegado, ela também agrediu fisicamente e ameaçou um...

Juventus é multada em R$ 23 mil por racismo da torcida contra ex-palmeirense

O Juventus, líder do Campeonato Italiano, foi multado pela...

Jovens são vítimas de racismo em restaurante no Centro de São Paulo

Jovens denunciam episódio de racismo e agressão em restaurante...
spot_imgspot_img

Na mira do ódio

A explosão dos casos de racismo religioso é mais um exemplo do quanto nossos mecanismos legais carecem de efetividade e de como é difícil nutrir valores...

Intolerância religiosa representa um terço dos processos de racismo

A intolerância religiosa representa um terço (33%) dos processos por racismo em tramitação nos tribunais brasileiros, segundo levantamento da startup JusRacial. A organização identificou...

Intolerância religiosa: Bahia tem casos emblemáticos, ausência de dados específicos e subnotificação

Domingo, 21 de janeiro, é o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa. Nesta data, no ano 2000, morria a Iyalorixá baiana Gildásia dos...
-+=