quinta-feira, dezembro 8, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoReitoria da UFMT afasta professor por ato de racismo e de homofobia

Reitoria da UFMT afasta professor por ato de racismo e de homofobia

Segundo denúncia, professor Marsel empregava ofensas a gays, negros e religiosos

O professor do curso de Veterinária da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Sinop, Marsel de Carvalho Pereira, foi afastado do cargo por 90 dias, sem direito a remuneração, após supostamente cometer atos racistas e homofóbicos contra alunos da instituição.

por Anderson Hentges no RD News

Foto: Reprodução/ RD News

A reitora Myrian Thereza de Moura Serra decidiu pelo afastamento “pela infração funcional e a inobservância dos deveres funcionais”, por ter infringido a conduta e a moralidade, no entanto, cabe recurso. A publicação está no Diário Oficial datado de 10 de julho.

O caso foi denunciado por uma acadêmica em maio do ano passado, na qual alegou que o professor aplicava em seus métodos de ensino, ofensas contra gays, negros e também religiosos.

Duas denúncias foram protocoladas pela estudante, sendo uma na própria instituição, que instaurou um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar a conduta do professor, e agora decidiu pelo afastamento, e uma no Ministério Público Federal (MPF), que instaurou um inquérito para apurar o caso.

Na época Marsel disse que não havia cometido nenhum ato de racismo e que junto com o advogado aguardava a materialização do caso na Justiça. O RD News tentou contato com o professor, mas ele não atendeu às ligações.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench