Majú sofre novo ataque racista na internet

A jornalista da TV Globo Maria Júlia Coutinho, conhecida como Majú foi novamente vítima de injúria e racismo na internet na madrugada deste sábado (12). Logo após participar do programa “Altas Horas” da mesma emissora, programa apresentado por Serginho Groismann, a jornalista foi xingada por um internauta no facebook e instagram. As ofensas também foram dirigidas aos negros de forma geral. Tão logo viu as postagens, o jornalista Marcos Fellipe, ex-repórter da Rádio CBN, TV TEM e Rede TV, atualmente Editor-chefe da Maxmidia Assessoria de imprensa, identificou o autor como sendo Felipe Gastão de Barros Barreto e através de “prints, fotografou as postagens antes que as mesmas fossem apagadas. ” Preta,escrava, insuportável e desgraçada”, escreveu ele no facebook.  Em outra postagem, ele também diz: “empregada doméstica desgraçada”.

Do  MAXMIDIA IMPRENSA E COMUNICAÇÃO

Já no Instagram ele tenta se justificar dizendo: ” Nada contra a Majú mas sim contra os pretos favelados”. Assim que percebeu a repercussão do fato, o autor tentou se defender dizendo que seu perfil do facebook havia sido hackeado, porém no instagram, onde também publicou as ofensas, ele admitiu ser o autor. O jornalista tentou entrar em contato com a emissora durante a madrugada mas não obteve sucesso. Esta é a segunda vez que Majú sofre ataques racistas pela internet. Em julho de 2015 ela foi vítima dos mesmos crimes.

Veja abaixo os “prints” feitos pelo jornalista Marcos Fellipe contendo as ofensas dirigidas à jornalista Maria Júlia Coutinho que apresenta a previsão do tempo além do Jornal Hoje na Rede Globo. Até a publicação do material a jornalista não havia sido comunicada sobre o fato já que está viajando de férias fora do Brasil.

 

+ sobre o tema

Racismo e violência contra criança e adolescente são desafios do país

Publicado há 30 anos, o Estatuto da Criança e...

Show com piada racista termina em confusão na zona sul de SP

"Ai um comedia-comediante disse no palco de uma noite...

Nos deram uma outra memória, de porcelana, porém

300 anos sendo comprados e vendidos, trazidos acorrentados para...

Onde estão os jornalistas negros na imprensa esportiva brasileira?

por: Ricardo Riso     Um dado deve estar...

para lembrar

Polícia de Minneapolis, onde George Floyd foi morto, agia com padrão de abuso, diz investigação

O Departamento de Polícia de Minneapolis, onde trabalhavam os agentes...

Sete a um é pouco para a derrota da política social

Pode ter sido revival do trauma pela eliminação da...
spot_imgspot_img

Fifa apresenta pacote de medidas contra o racismo no esporte

A Federação Internacional de Futebol apresentou um pacote de medidas contra o racismo no esporte. O mundo do futebol está reunido em Bangkok, na Tailândia, onde...

Tragédia no Sul é ambiental, mas sobretudo política

Até onde a vista alcança, o Rio Grande do Sul é dor, destruição. E vontade de recomeçar. A tragédia socioclimática que engolfou o estado, além da...

Para os filhos que ficam

Os seus pais vão morrer. É ainda mais difícil se dar conta disso depois de um Dia das Mães, como foi o último domingo....
-+=