Apresentado no Real Madrid, Vinicius Junior inicia jornada europeia à sombra do racismo

Em sua meteórica ascensão no Flamengo, o atacante se tornou a esperança de renovação do futebol brasileiro, mas também sofreu com os apupos racistas

Por BREILLER PIRES, do El Pais 

Vinicius Jr. durante apresentação no estádio Santiago Bernabéu. (Foto: EFE)

Vinicius Junior, atacante de 18 anos recém-completados, foi apresentado oficialmente pelo Real Madrid nesta sexta-feira. O clube merengue fechou a contratação do jogador revelado pelo Flamengono ano passado por 45 milhões de euros (165 milhões de reais, na cotação da época). Antes de partir para Madri, ele havia declarado que seu sonho era jogar com Cristiano Ronaldo. Porém, o craque português se transferiu para a Juventus nesta temporada. Ainda assim, o xodó da torcida rubro-negra, que, a princípio, deve seguir integrado ao elenco principal, terá a companhia de outros craques no Real, como Bale, Benzema e Modric, escolhido o melhor jogador da última Copa do Mundo, além dos brasileiros Casemiro e Marcelo.

Ele chamou a atenção da imprensa espanhola pela personalidade que demonstrou nos primeiros treinamentos em Chamartín. Durante a apresentação no Santiago Bernabéu, que contou com a presença de vários torcedores e de Ronaldo Fenômeno, ex-goleador madridista, se mostrou empolgado ao exibir a camisa do Real. “Essa é a melhor oportunidade que um jogador pode ter. Vou me sacrificar muito para justificar a confiança do Real Madrid em meu futebol. Quero provar que estou pronto para jogar.”

Em pouco mais de um ano como profissional no Flamengo, Vinicius Junior disputou 69 partidas e marcou 14 gols. Ele encabeça a geração de promessas do futebol brasileiro para o próximo ciclo olímpico, com vistas aos Jogos de 2020 e à Copa de 2022. Ainda em processo de formação, a carreira precoce ostenta marcas notáveis, como a artilharia e o título do Sul-Americano sub-17 com a seleção e o posto de jogador mais caro do Brasil depois de Neymar – dividido com Rodrygo, do Santos, que também foi comprado pelo Real Madrid por 45 milhões de euros. Mas, por outro lado, o garoto prodígio convive desde cedo com o tormento dos insultos racistas, dentro e fora dos estádios.

Leia a matéria completa aqui 

+ sobre o tema

PMs que executaram jovem com 10 tiros não devem voltar à corporação

Gilberto Dartora e Rodrigo Gimenez Coelho estão afastados desde...

Como um branco faz um filme antirracista? 

A pergunta reproduzida no título é feita pelo cineasta...

Barbárie, tortura e linchamento público, em plena Vila Prudente, em São Paulo

Jhonny Ítalo da Silva, de 18 anos, negro, foi algemado e...

para lembrar

Eles não ligam pra gente!

All I wanna say is that They don't really care...

‘Quero saber quem mandou executar e o porquê’, diz filho de Mãe Bernadete

Jurandhir Wellington Pacífico, filho da líder quilombola Bernadete Pacífico, conhecida...

Aranha diz perdoar torcedora por racismo, mas afirma: ‘Vai pagar pelo que fez’

Após a vitória do Santos no Pacaembu, goleiro se...

Sucesso mundial, clipe sobre racismo é a cara do Brasil

'This is America', de Childish Gambino, já tem 138...
spot_imgspot_img

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....

Como as mexicanas descriminalizaram o aborto

Em junho de 2004, María, uma jovem surda-muda de 19 anos, foi estuprada pelo tio em Oaxaca, no México, e engravidou. Ela decidiu interromper...

Como o diabo gosta

Um retrocesso civilizatório, uma violência contra as mulheres e uma demonstração explícita do perigo que é misturar política com fundamentalismo religioso. O projeto de lei...
-+=