sexta-feira, junho 24, 2022

Artigo: Mulheragem

Expressão ao ato público como mostra de admiração a uma mulher. (dic)

As celebrações do 8 de março, Dia Internacional da Mulher, um dia histórico de luta das trabalhadoras, também foram marcadas com a palavra homenagem, palavra que na origem vem do provençal omenatge, todos da família do homem (do latim hominem, acusativo de homo), dicionário Houaiss.

Apesar de semanticamente afastadas da palavra homem, a etimologia permite ligar estas palavras à família de palavras.

Por esse motivo, em março de 2021 a Mandata Coletiva Quilombo Periférico decidiu usar o termo Mulheragem para celebrar e demonstrar admiração às mulheres negras e trabalhadores que entraram para a história.

Mulheres como Soujouner Truth que em 1851, na Convenção dos Direitos da Mulher em Akron, levantou-se para uma multidão e questionou se por ser negra, não seria também mulher.

Como Maria Carolina de Jesus, uma das escritoras mais lidas do Brasil, que teve sua obra traduzida em 16 idiomas. Compositora e poetisa, foi recentemente reconhecida doutora onoris causa pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Como Marsha P. Johnson, negra, drag queen, prostituta, modelo e militante das lutas dos LGBTs por direitos nos Estados Unidos.

Como Lélia Gonzalez, Angela Davis, Marielle Franco, Sueli Carneiro, Leci Brandão, Maria Lúcia da Silva, Maya Angelou, Beatriz Nascimento, Dona Ivone Lara e outras mulheres de lideranças comunitárias que nos forjaram politicamente.

Nossa Mulheragem se estende diariamente do dia 08 de março até 25 de julho, dia de Teresa de Benguela, dia da mulher negra latino caribenha.

Às nossas ancestrais, e para as próximas que vierem, nossa Mulheragem.

Artigos Relacionados
-+=