Atendimentos a mulheres vítimas de violência têm alta de 75% em SP

A Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo registrou em 2021 um aumento de 75% no número de atendimentos realizados a mulheres vítimas de violência doméstica e relacionamentos abusivos, quando comparado a 2020.

FALA QUE EU TE ESCUTO

No total, foram 42.212 mulheres acolhidas pela rede de proteção e garantia de direitos da pasta. Os dados levam em consideração os atendimentos feitos até 31 de dezembro do ano passado.

ESTOU AQUI

O aumento na procura pelos serviços de atendimentos a mulheres vítimas de violência pode ser atribuído a dois fatores, segundo técnicas da secretaria. O primeiro deles seria o fim das restrições de circulação impostas pela pandemia em 2020.

ESTOU AQUI 2

Já o segundo motivo seria a maior conscientização das mulheres de que é preciso buscar ajuda em situações como essas.

MEGAFONE

A secretária de Direitos Humanos, Claudia Carletto, ainda destaca o papel da imprensa e das redes sociais na divulgação do acesso a serviços públicos e informações para que as vítimas “possam tomar a decisão de romper o ciclo da violência”.

+ sobre o tema

para lembrar

Duas barreiras que afastam as mulheres da ciência

Elas recebem menos convites para avaliar o trabalho de...

“Sigam as elefantas: mulheres em tempos de pandemia”

Na selva africana, os caminhos para evitar caçadores e...

Dia das mães, 2021

A estrutura que me cerca odeia as mães, assim...
spot_imgspot_img

Tempo para início de tratamento de câncer de mama é 3 vezes maior que o previsto em legislação

O tempo médio para o início do tratamento de câncer de mama no SUS (Sistema Único de Saúde) é quase o triplo do período previsto pela Lei...

Ação da ApexBrasil faz crescer número de empresas lideradas por mulheres nas exportações

Para promover mudança é preciso ação, compromisso e exemplo. Disposta a transformar o cenário brasileiro de negócios, há um ano a ApexBrasil (Agência Brasileira...

‘Não tenho história triste, mas ser mulher negra me define muito’, diz executiva do setor de mineração, sobre os desafios para inclusão na indústria

Diretora de relações governamentais e responsabilidade social da Kinross Brasil Mineração, Ana Cunha afirma que a contratação de mulheres no setor, onde os homens...
-+=