Brasileiros em Paris cancelam manifestação de apoio aos protestos temendo radicalização do movimento

Organizadores não concordam com os novos rumos das mobilizações nacionais

Os brasileiros que vivem em Paris cancelaram a manifestação de apoio ao Brasil programada para o último sábado (22). Em nota divulgada pelo Facebook, os organizadores se justificaram dizendo que não concordam com a radicalização dos discursos dos manifestantes brasileiros.

— Passamos a ver o aumento de discursos reacionários e a proliferação de posturas fascistas tomando as ruas das cidades.

Desde domingo (16) e ao longo de toda a semana passada, mais de 50 manifestações foram organizadas por brasileiros em cidades de todo o mundo, por meio do Facebook.

Somente na terça-feira (18) aconteceram mais de 35 passeatas em apoio aos protestos realizados no Brasil, inicialmente contra o aumento do preço da tarifa nos transportes públicos e, agora, também contra a repressão policial e pela liberdade de manifestação.

Em Paris, as manifestações haviam sido programadas para sábado (22), mas a mudança no discurso dos manifestantes brasileiros levou os organizadores a desistir do evento.

— Sabemos que grande parte das pessoas nas ruas não compactuam com esse comportamento, mas, lamentavelmente, houve consentimento desinformado por certa parte delas.

O grupo citou as manifestações de quinta-feira (20), marcadas pela violência e discursos radiais, em que alguns manifestantes chegaram a pedir pela saída de governantes.

— Temos clareza que em momento nenhum pretendeu-se [nós não pretendemos] fazer dos protestos uma marcha pela deposição de governantes democraticamente eleitos, por mais críticos que sejamos a eles.

 

Anistia Internacional apresenta guia de boas práticas para o policiamento de manifestações públicas

 

 

Fonte: R7

+ sobre o tema

Datafolha comprova: protesto é justo

Pesquisa revela que a avaliação da população sobre o...

EBC lança programa de equidade de gênero e raça

Show da cantora brasiliense Ellen Oléria durante lançamento da...

Em 2020, uma pessoa negra foi morta pela polícia a cada 4 horas, diz estudo

Polícias de seis estados brasileiros mataram, em média, seis...

Supermercado obriga casal negro a esvaziar bolsa para revista e encontra Bíblia em SP

Uma loja da rede de supermercados Extra obrigou um...

para lembrar

Como a USP, Harvard também têm política de cotas – há 30 anos!

A USP foi a última universidade pública brasileira a...

Qual é o problema de um James Bond negro?

por  Bruno Carmelo no Adoro Cinema A polêmica sobre o...

Conmebol aumenta multa por discriminação após casos de racismo

Após cinco casos de racismo direcionados a torcedores de...

Europeu na Ucrânia, o problema do racismo e dos ‘estádios no meio do nada’

Por Diogo Pombo O estádio da cidade de Carcóvia,...
spot_imgspot_img

Família de João Pedro protesta contra decisão que absolveu policiais

Os parentes do adolescente João Pedro, morto por policiais civis durante uma operação na comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo, no Grande Rio, em...

Não há extrema direita moderada

O que faz de nós brasileiros é a implacável capacidade de banalizar barbaridades. O esporte nacional neste país é justificar com voz mansa e...

Ronilso Pacheco: Ninguém está seguro no Rio de Janeiro se é negro

A fala do governador Cláudio Castro (PL) em defesa de policiais que apontaram uma arma para três jovens filhos de diplomatas em Ipanema, região...
-+=