Guest Post »

Centenas fazem marcha da Consciência Negra em SP

Passeata percorre ruas da região central; confira eventos para celebrar o feriado na cidade

Da Folha de S. Paulo 

Foto: Rede Brasil Atua

Centenas de pessoas se reuniram, na tarde desta quarta-feira (20), no vão-livre do Masp para participar da 16ª Marcha da Consciência Negra.

Organizada por entidades sociais, a manifestação seguiu até a região do Theatro Municipal, no centro. O tema desta edição foi “Vida, Liberdade e Futuro. Contra o Genocídio e Criminalização do Povo Negro”.

Em frente ao museu, os participantes criticaram as gestões do prefeito Bruno Covas e do governador de São Paulo João Doria, ambos do PSDB. Também fizeram coro contra o pacote anticrime, um dos projetos do ministro Sergio Moro (Justiça).

Entre os participantes está o Bloco Anti-cárcere, que denuncia o alto índice de encarceramento de negros pobres no Brasil. “A prisão desde seu surgimento cumpre a função de castigo e tortura sobre o povo preto”, segundo trecho do manifesto do grupo.

O evento integra a programação do feriado da Consciência Negra. O dia foi escolhido porque os registros históricos atribuem como o mesmo da morte de Zumbi dos Palmares, um dos líderes mais célebres contra a escravidão no Brasil.

No ensaio fotográfico realizado pela Folha, os participantes da marcha reproduziram o gesto consagrado pelo movimento dos Panteras Negras nos Jogos Olímpicos de 1968 (México) – com braço erguido e a mão fechada.

O grupo ficou mundialmente conhecido por combater a discriminação racial nos Estados Unidos na década de 1960 e é referência ainda hoje na luta pela inserção da população negra na sociedade.

PROGRAMAÇÃO
Uma série de programações que lembram a Consciência Negra, desde as públicas, promovidas pela prefeitura e pelo governo do estado de São Paulo, até as independentes, como a Feira Preta e o Fórum de Performance Negra, tomam conta da capital paulista.

Clique aqui e confira a programação completa

No meio de tantas atrações, destacam-se shows com nomes como Luedji Luna, Rincon Sapiência, Baco Exu do Blues, Karol Conka e Jorge Ben Jor, peças que questionam o sistema judicial brasileiro e narram mitos africanos, e ainda a nova temporada do musical “Elza”.

Célebres figuras embranquecidas pela história também ganham espaço, como no caso da feira de literatura e cultura afro-americana FlinkSampa, que homenageia um dos escritores e romancistas brasileiros mais conhecidos no mundo, Machado de Assis.

Ainda há atividades voltadas ao público infantil, com musical que acompanha a trajetória de Milton Nascimento, da juventude ao estrelato, e oficina de grafite inspirada no trabalho do artista americano Jean-Michel Basquiat.

Related posts