Comentarista do SporTV dá uma aula do que é racismo: “a gente olha aqui pra nossa redação e é um mar branco”

Júlio de Oliveira criticou a falta de espaço de negros na imprensa brasileira

Da Revista Fórum 

Reprodução/SporTV

Diante de um final de semana marcado por diferentes casos de racismo no futebol ao redor do mundo, o narrador do canal SporTV, Júlio de Oliveira, comentou os episódios, nos quais jogadores e trabalhadores foram xingados por torcedores devido à cor de pele. O jornalista também fez uma análise da imprensa esportiva brasileira e da própria empresa que trabalha.

“Incomoda porque você vê brancos discutindo assuntos de negros. Exatamente pela falta de representatividade de números de negros participando. Se olha para nossa redação é um mar branco”, comentou Oliveira.

Neste final de semana, o atacante Taison, que joga no Shaktar Donestk, da Ucrânia, foi ofendido por torcedores adversários em jogo válido pelo campeonato ucraniano. No Brasil, torcedores do Atlético-MG cuspiram e atacaram verbalmente com insultos raciais um segurança que tentava evitar a briga entre atleticanos e torcedores do Cruzeiro, em partida realizada no último domingo no estádio do Mineirão.

+ sobre o tema

para lembrar

Justiça proíbe rolezinhos em Shoppings do Interior

A arquiteta e urbanista Raquel Rolnik escreveu artigo criticando...

Reorganizar a esquerda passa por enfrentar o racismo e o patriarcado

Dia desses tive a honra de dividir uma mesa...

Entre o grotesco e o risível: o lugar da mulher negra na história em quadrinhos no Brasil

Between the grotesque and the laughable: the place of...

Desapropriação cultural preta nos espaços negros

Encerramento das atividades do Neocriativa  “neste semestre” (1º de...
spot_imgspot_img

Geledés – Instituto da Mulher Negra abre novas turmas do Curso de Multimídia online e para todo Brasil 

O projeto de comunicação do Geledés – Instituto da Mulher Negra está abrindo novas turmas de formação em multimídia em parceria com o Zoom...

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Militares viram no movimento negro afronta à ideologia racial da ditadura

Documento confidencial, 20 de setembro de 1978. O assunto no cabeçalho: "Núcleo Negro Socialista - Atividades de Carlos Alberto de Medeiros." A tal organização,...
-+=