Como enfrentar o sangue dos dias

Conectar as periferias que reivindicam o lugar de centro e cujas lideranças estão marcadas para morrer é um dos maiores – e mais potentes – desafios de quem quer refundar a democracia no Brasil

Por ELIANE BRUM, do El Pais 

Este não é apenas um momento de brutalidade extrema no Brasil. É também um momento de potências emergindo. E começos de alianças até então impensáveis. É preciso perceber onde estão as possibilidades – e fazer frente àqueles que, diante da democracia corrompida do país, avançam sobre os corpos humanos.

A expectativa dos atores mais truculentos é de que a porteira foi aberta e desde então está tudo dominado. Mas acreditar que está tudo dominado é deixar de perceber que a violência se multiplica também porque não está tudo dominado. A violência da bandidagem instituída e não instituída é também uma reação a profundos avanços no interior dos Brasis. É nestes avanços que uma rede de proteção e resistência que consiga superar divergências não fundamentais precisa ser organizada. Porque a matança não para. Desde o assassinato de Marielle Franco, o medo de quem está na linha de frente aumenta e trespassa o país.

A imagem de Marielle Franco, assassinada em 14 de março de 2018, na escadaria da Rua Cristiano Viana, no bairro de Pinheiros, em São Paulo (Foto: JOÃO LUIZ GUIMARÃES)

 

Continue lendo aqui

+ sobre o tema

Diálogo Movimento de Mulheres e Marketing da Schincario

Em dezembro de 2010, o COMNEGRAS, Centro de Orientação...

Moleque escravo açoitado até a morte pelo crime de sodomia (1678)

Inquisição de Lisboa, proc. 14649 Por Luiz Mott. O segundo  registro...

Maioria das mulheres que denunciam violência é negra, casada e tem entre 20 e 40 anos

A maioria das mulheres que buscaram a Central de...

No Brasil, o aborto é crime com pena de morte

Na última semana, a grande mídia tem dado atenção...

para lembrar

Michelle Obama, uma rocha na Casa Branca

Inteligente e sem medo de opinar, ela não autorizou...

Violência contra a mulher: o perigo em casa

A socióloga Fátima Pacheco Jordão fala sobre estudo inédito...

Anielle Franco é eleita uma das mulheres do ano pela revista Time

A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, foi eleita pela...
spot_imgspot_img

Mulher tem aborto legal negado em três hospitais e é obrigada a ouvir batimento do feto, diz Defensoria

A Defensoria Pública de São Paulo atendeu ao menos duas mulheres vítimas de violência sexual que tiveram o acesso ao aborto legal negado após o Conselho...

‘Abuso sexual em abrigos no RS é o que ocorre dentro de casa’, diz ministra

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, considera que a violência sexual registrada contra mulheres nos abrigos que recebem desalojados pelas enchentes no Rio Grande...

ONU cobra Brasil por aborto legal após 12 mil meninas serem mães em 2023

Mais de 12,5 mil meninas entre 8 e 14 anos foram mães em 2023 no Brasil, num espelho da dimensão da violência contra meninas...
-+=