Crônica de Natal

Nunca acreditei em Papai Noel. Pois papai Marcus e mamãe Etienete sempre deixaram claro serem eles que iam na loja comprar nossos presentes. Também costumavam declarar que a situação estava ruim, daí os presentes virem modestos. O que não significava que não fossem encantadores. Na primeira infância amei cada presente que recebi. Em particular recordo de uma baratinha de lata (carro de corrida da época) e da miniatura de uma máquina de escrever.

Por Fernanda Pompeu, do Yahoo

A falta de crença no Papai Noel poupou a mim e a meus irmãos da desilusão de sua não existência. Nesse quesito agradeço aos meus pais. Se nos privaram de uma fantasia, também nos protegeram da consequente frustração.

É fato que os Natais do final da década de 1950 eram muito diferentes dos aturais. Não havia brinquedos em padarias, farmácias, lojinhas no metrô. Por sinal nem tinha metrô. A televisão, ainda incipiente, era tímida nos comerciais veiculados ao vivo. O foco publicitário estava mais nas mamães do que nos filhos.

Mesmo a figura do Papai Noel sinalizava estranheza. Idoso envolto em roupa de inverno no escaldante verão brasileiro. Associado à neve que ao menos 95% das crianças nunca viram. Montado num trenó puxado por alegres renas que até para a garotada rural – acostumada à companhia de muitos bichos – soavam exóticas. Figuras de decalque, como se dizia então.

Com o passar das décadas, o aumento vertiginoso da população e a explosão das mídias de massa, o mercado entendeu o marketing e potencializou a personagem. O idoso gordinho e simpático virou garoto-propaganda de marcas famosas, bebedor de refrigerantes, babá de bonecas caras.

A Wikipédia anota que a invenção do Papai Noel se inspirou no arcebispo de Mira na Turquia, o São Nicolau. Ele gostava de ajudar anonimamente quem estivesse em dificuldades. Levava nas costas um saco de moedas e as distribuía às escondidas. Já a indumentária ganhou definição quando a Coca-Cola lançou um comercial com o velhinho vestido de vermelho. Cor que não é só do PT, mas também do planetário xarope gelado.

São histórias que talvez apontem a não permanência no futuro do Papai Noel. Basta que uma nova geração de papais resolva não evocá-lo. Mas tudo isso tem pouco a ver com o Natal. Pois na substância e sem adjetivações a data comemora o nascimento de um cara de bom coração. Portanto desejo a todos, crentes e céticos, um Feliz Natal!

imagem: Régine Ferrandis

+ sobre o tema

Lewandowski apresentará normas para uso de câmeras corporais por policiais

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Ricardo...

Defensoria Pública de SP recorre ao STF contra flexibilização nas câmeras corporais na PM

A Defensoria Pública do estado de São Paulo entrou...

Imposto de renda: como apoiar projetos sociais na sua declaração

Pouca gente sabe, mas parte do seu imposto de renda devido...

Brasil investe pouco em prevenção de desastres

Separada por duas ruas da margem do rio dos...

para lembrar

Quarta carta às esquerdas por Boaventura de Sousa Santos

A direita só se interessa pela democracia na medida...

Raça e gênero moldam campanha presidencial nos Estados Unidos

Fundada por um imigrante turco em Nova York, a...

Coisas da condição humana e o tempo – 1ª parte

por Sérgio Martins De repente a gente se vê...

Obama usa mídia para voltar a impor agenda

Fonte: Folha de São Paulo Por Sérgio Dávila Entre...

Ações para a cidadania

Testemunhamos casos de guerras, violências, feminicídios e racismo diariamente. Em quase todos eles, inúmeras vozes nas redes sociais prontamente assumem posicionamentos com verdades absolutas...

Entidades de segurança pública e direitos humanos dizem que novo edital precariza programa de câmeras da PM em SP

Entidades da sociedade civil ligadas à segurança pública manifestaram preocupação com o novo edital para contratação de 12 mil câmeras corporais para a Polícia...

Convenção da extrema direita espanhola é alerta para o Brasil

"Manter o ideal racial de um continente branco de famílias cristãs e heterossexuais" foi marca de destaque da convenção do Vox - Viva 24,...
-+=