Daiane dos Santos: ‘Na seleção, não queriam usar o mesmo banheiro que eu’

Enviado por / FonteDo UOL

A ex-ginasta Daiane dos Santos falou sobre atos de racismo que sofreu na seleção olímpica de ginástica. Em entrevista à revista Maria Claire, ela contou que algumas pessoas se recusavam a usar o mesmo banheiro que ela.

“Acho que não existe uma pessoa preta que não tenha sofrido racismo na vida. O que acontece é que muitas pessoas não entendem o que estão passando, não sabem diagnosticar. No meu caso, sempre foi tudo muito sutil: um olhar diferente, um tratamento diferente. Uma levantada de voz”, disse ela à revista.

“Comigo, houve situações na seleção, nos clubes, de pessoas que não queriam ficar perto, que não queriam usar o mesmo banheiro! Aquele tipo de coisa que nos faz pensar: opa, voltamos à segregação. Banheiros para brancos e banheiros para pessoas de cor. Teve muito isso dentro da seleção. E além da questão da raça, tem a questão de vir do sul, de não ser do centro do país, de ter origem humilde. Ou seja: ela é tudo o que a gente não queria aqui”, continuou.

Primeiro ouro na ginástica brasileira em campeonatos mundiais, a atleta disse que essa representatividade repercute por todo o mundo.

“Quando a gente vê uma pessoa preta em um lugar, ela representa todas as pessoas pretas. Mostra que é um lugar possível. E ainda mais em esportes que não são os que as pessoas estão acostumadas a ver uma pele escura. E a repercussão foi mundial, porque eu não fui a primeira negra brasileira, fui a primeira ginasta negra do mundo a ganhar uma medalha de ouro”, afirmou.

Em 2018, a ex-atleta também relatou casos de racismo e situações racistas como do banheiro.

“Se fala sobre preconceito racial na semana da Consciência Negra, no mês de novembro, que a gente tem um dia. Desculpa, eu não sou negra um dia, eu sou negra todos os dias”

Daiane dos Santos, em 2018

+ sobre o tema

Racismo no Brasil choca relatora da OEA sobre direitos das mulheres e afrodescendentes

Responsável pela fiscalização do cumprimento das leis e tratados internacionais...

Como uma funkeira “negra e gorda” virou símbolo de beleza e voz da favela

Carolina tem 23 anos e aprendeu na escola, ainda...

Sozinha eu ando bem, mas com você ando melhor

Mulheres negras e um ilá Vozes que por vezes ecoou...

para lembrar

Assassinato de rapper anti-racismo choca Grécia

O rapper Pavlos Fissas, conhecido pelos seus versos...

“Ei, homem branco, salva a tua raça”: a proliferação de páginas nazistas no Facebook

por Marcos Sacramento A Comissão de Igualdade Racial da OAB-RJ vai...

UFMG vai punir quatro alunos por trote racista; 198 foram investigados

  Recurso apresentado por quatro professores da Faculdade de Direito...

O nosso lugar é na periferia: o racismo sutil deixando de ser sutil

por Mirela Oliveira  A nossa maioria se acostuma a só dar...
spot_imgspot_img

Cristófaro é o 4º vereador cassado em SP desde a redemocratização

Acusado de racismo, o advogado Camilo Cristófaro, 62, (Avante) se tornou o quarto vereador de São Paulo cassado desde a redemocratização do país. A lista não...

Homem é condenado a dois anos de prisão por injúria racial contra escritora

Ricardo Rodrigues da Silva foi condenado a dois anos de reclusão, em regime aberto, pela prática do crime de injúria racial, por duas vezes,...

A tese de Sueli Carneiro

A questão racial é o ponto cego da consciência nacional. O racismo constitui a herança mais degradante e perversa de nossa história pré-republicana. Não...
-+=