Dão – ‘Para embelezar a noite’

Por Anne Pinto.

Com 05 anos de carreira, Dão coloca o pé na estrada no ano de 2004, circulando os principais palcos das cidades baianas. Em 2006 lançou o EP “Ligue o som e curta o brilho” , com cinco canções. No ano de 2008, apresentou-se para o grande público do Projeto Música no Porto, logo após no aniversário de 459 anos da Cidade de Salvador, quando abriu o show do rapper MV Bill. No mesmo ano, Dão misturou palestra-show com o tema “Música Negra Urbana” na University of Delaware, nos Estados Unidos, além de algumas apresentações musicais em outras cidades americanas.

Além de dançantes, as apresentações de Dão contam com um repertório cheio de novidades. Uma delas é o funk instrumental “Blackmúsica” – 3ª faixa do Cd – em homenagem a James Brown. Integram ainda a canção título “Pra Embelezar a Noite” e “Quilombolasoul”, mistura de afrobeat, samba duro e soul, além de “Pra Te Querer” – 9º faixa do Cd – uma jovem guarda funkeada.

No show, Dão cantará acompanhado dos músicos Almir Azevedo, Baixo; Túlio Augustos Santos, Guitarra; Lalo, Bateria; Mama Soares, percussão; Ugo San, trombone; Rudinei, trompete; Erick, sax e Tadeu Mascarenhas no teclado.

Repertório

Para Embelezar a noite (Dão); Quilombolasoul (Dão); Blackmúsica (Dão); Não vá dizer que vai ficar de fora desse samba (Dão); Brilho de Beleza (Nego Tenga); Um simples dizer (Paulo Costa); Eu Canto (Dão e Vinícius Mauadié); Ao poeta Castro Alves (Dão); Pra te querer (Dão); Saudade daquela batucada (Dão); Saravaquelé (Dão) e Eu vou (Dão).

Sobre Para Embelezar a Noite

Marca a estréia do cantor Dão na cena da black music baiana. Para Embelezar a Noite, faixa título do álbum ganha leves notas de blues numa freqüência baixa com fins expressivos, uma mistura de afrobeat – ritmo fundido com percussão africana – e a presença marcante do soul. A música composta por Dão te convida para embelezar a noite.

A segunda canção aflora a batida do toque do tambor, fortalecendo a luta black Quilombolasoul. Em homenagem ao grande cantor James Brown, a terceira faixa intitulada Blackmúsica, é a novidade do CD, a música instrumental traduz um funk através dos metais. Não vá dizer que vai ficar de fora desse samba, a quarta faixa do álbum, mistura a batida do samba com toques de piano e a melodia suave do soul funk.

O clássico Brilho e beleza, quinta faixa do disco, ganha uma versão reggae / rock na voz do cantor, a música de Nego Tenga realça a cultura afro nas ruas de Salvador. Em Um Simples Dizer, sexta faixa, Dão interpreta a canção de Paulo Costa, que tem a participação de Cicinho de Assis no acordeom. O xote é a vez na canção que revela de forma simples a musicalidade do cantor.

A sétima canção, Eu Canto, Dão faz parceria com o compositor Vinicius Mauadiê, que mostra com suavidade a poesia do reggae a melodia na voz do interprete. Ao Poeta Castro Alves, oitava faixa, é uma homenagem ao poeta da liberdade, na canção Dão retrata a vida do trovador em defesa dos escravos. Em Pra te querer, nona faixa do Cd, o cantor trabalha com as batidas dos metais, saudando a jovem guarda funkeada.

Após anos se dedicando à música, Dão tem Saudade daquela Batucada, décima faixa do álbum, são batuques de escola de samba, batuques de timbal e percussão em um só ritmo, o ritmo da batucada do samba, das rodas de capoeira, uma levada no suingue clássico do samba reggae. A décima primeira faixa do Cd, Saravaquelé, firma a presença da black music no samba, a ginga do soul funk nas raízes do samba de roda. Eu vou! Assim Dão conclui seu mais novo Cd, a última canção revela o romantismo em suas melodias suaves que contagia o som vibrante do Cd.

Para Embelezar a Noite, nome do mais novo Cd do cantor e compositor baiano Dão, representa a essência da musicalidade negra, cheia de swing e originalidade em suas canções influenciadas pelo soul, funk, samba, reggae, blues e rock in roll com o embalo da black music baiana. Com o tempero da black music e a vivência dos bares e casas noturnas de Salvador, o cantor foi construindo o repertório do CD junto com o público, noite a noite.

Soul, reggae e samba dialogam com um tom a mais de latinidade, pegadas do rock e experimentações no universo do xote, numa miscelânea melódica contemplativa. O primeiro trabalho de Dão traz, ainda, homenagens a James Brown, Ary Barroso, ao poeta Castro Alves e ao sambista Bezerra da Silva que aparecem em citações, repentes ou acordes. Para embelezar o CD, o encarte ganhou os traços e formas do artista plástico e cartunista baiano Cau Gómez e da fotografia de Rosângela Guedes.

Na estrada desde 2004, acompanhado pela banda Caravanablack, Dão já cantou em diversas cidades baianas e principais palcos de Salvador, colhendo frutos para seu mais novo trabalho – Para Embelezar a Noite – no Cd com 12 faixas, nove de sua autoria, uma em parceria com Vinícius Mauadiê na 7º faixa do Cd, “Eu canto”; a canção “Um simples dizer”, do compositor Paulo Costa, que conta com a participação de Cicinho de Assis no acordeom e uma regravação do clássico “Brilho de Beleza”, de Nego Tenga, do bloco afro Muzenza.

 

Dao musico baiano001Dao musico baiano002Dao musico baiano003Dao musico baiano004Dao musico baiano005Dao musico baiano006Dao musico baiano007Dao musico baiano008Dao musico baiano009Dao musico baiano010Dao musico baiano011

 

 

Fonte: Site3

+ sobre o tema

Oficina de leitura sobre Carolina de Jesus aproxima Maré (RJ), Moçambique e Angola

Exposição "Da Maré ao Canindé, inspiração para as periferias"...

Morte de fazendeiro branco reaviva tensão racial na África do Sul

Por: FÁBIO ZANINI Assassinato de líder de organização supremacista...

Viola Davis destaca “nossa história” contada em “A Mulher Rei”

Como atriz e produtora de "A Mulher Rei", da...

Ucrânia – Black Colorful Beauty: a mulher negra em toda sua plenitude de beleza

Nas páginas da Playing Fashion Magazine Ucrânia, belos retratos...

para lembrar

Anderson Silva se veste de Michael Jackson para a revista Rolling Stone

Com o bom humor de sempre, Anderson Silva protagonizou...

Olurun Eke e a República incompleta

Por Gilson Caroni Filho Ao incluir o Dia da...

Conferência de abertura do Mês da Consciência Negra

O Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI)...

A batalha para ser protagonista na publicidade em um país racista

Primeira das três reportagens da série “Invisibilidade pública” apresenta...
spot_imgspot_img

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

 Interprete da trilha sonora da novela Renascer, Xenia França participa do disco de José James

Vencedora do Grammy Latino de 2023 com seu disco "Em nome da Estrela" e intérprete da canção “Lua Soberana”, trilha sonora da novela Renascer...
-+=