Decifra-me ou devoro-te

Há dias que venho me interessando por culinária, entretanto , somente de forma metafórica seria verdade dizer que me interesso pela cozinha árabe, alemã ou de qualquer outra região.

Por Edipo Cunhambebe, no Mamapress

Falo de cozinha como local de transformaçao, de mudança , de metamorfose e apesar de ser vegetariano , até mesmo de matança. Explico. Etnograficamente , o que ocorre no debate político brasileiro tem relações com os hábitos de alimentação ritual dos  canibais. Antropofagia e xenofobia. Devorar o estranho, o que é diferente de nós, o que não se submete aos nossos argumentos , o inimigo …

Cunhambebe

Não é de se admirar que a linguagem do debate tenha temas de  culinária …

Os marqueteiros criaram a expressão “coxinha”( Lula também é comestivel e saboroso quando frito).A linguagem é reveladora das intenções.

Devorar , deglutir, triturar  mastigar ,comer o coxinha ou o Lula – cru ou cozido, tanto faz.

Fui então reler o livro do antropólogo Levi Strauss – ” O cru e o cozido”. Uma das teses do livro é que a civilização nasce na cozinha e ,talvez ,estejamos no principio de um novo processo civilizatório …A passagem da natureza à cultura, do cru ao cozido,do domínio do fogo à alta costura , passando pela etiqueta  e outras regras que incluem o embrião de um contrato social, sempre mal cozido…( com “l ” e com “u”).

No mito de criação de cada novo desejo de sociedade, se antecipa o caminho a trilhar. Quem somos, para onde iremos? A esfinge dizia: ” Decifra-me ou devoro-te” . Os mitos dialogam entre si.  Que mitos da nova sociedade estamos querendo propor, se nossos diálogos estão carregados de ódio ao inimigo – não te decifro, então te devoro?

Cru ou cozido?

O pensamento selvagem nos orienta porque a natureza do nosso diálogo, ainda mantem esta lógica de dentes e caras pintadas, ou de máscaras negras e brancas, primitivas, assustadas e assustadoras para as crianças do confronto, que só tomarão um mingau ralo neste banquete de nossa miséria politica.”

 

+ sobre o tema

Detenção de Mano Brown exemplifica a mensagem de Cores e Valores

Pedro Paulo Soares Pereira, 44 anos, também conhecido como...

Um quinto dos americanos acha que Obama é muçulmano, diz pesquisa

Obama frequenta a igreja e já reiterou publicamente sua...

Olimpíada é aprofundamento do modelo militarizado de segurança

Para diretor da Anistia Internacional, aumento da violência do...

Em prol das crianças e jovens

Menino, negro, 13 anos, vivendo na zona rural do...

para lembrar

Capital estrangeiro vai ser taxado em 2% a partir desta terça, diz Mantega

Fonte: UOL - O ministro da Fazenda, Guido Mantega,...

Machismo e racismo dentro e fora do BBB

por Karen Polaz de Blogueiras Feministas Não sou fã...

‘Demos mole’, diz fundador do PV sobre Rede de Marina Silva

  Alfredo Sirkis lamenta rejeição à criação do...

A FAVOR:Nobel é reconhecimento a multilateralismo

Folha de São Paulo - por: Sérgio Dávila - MAIS do...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=