Denegrindo e Feminizando o cinema estadunidense

O Filme baseado em poemas da feminista Ntozake Shange, For colored Girls who have considered suicide when the rainbow is Enuf (algo como “para garotas negras que consideraram o suicídio quando o arco-íris já não basta”), conquistou as mulheres negras norte americanas e vai conquistar as brasileiras também. O filme é tão genial que se tornou base para as discussões feministas e Afro-feministas nos EUA. Assistam e percebam que ser feminista é mais simples do que parece!

O Filme retrata os problemas enfrentados pelas mulheres negras nos Estados Unidos e também no Brasil. Sabemos que hoje as maiores vitimas de violência doméstica são as mulheres negras, e também são as maiores vitimas de aborto clandestino, abandono, exclusão social e tantos outros problemas que irei abordar aos poucos aqui. Agora vamos nos concentrar no trabalho maravilhoso que foi feito em Colored Girls e prestigiar os nossos talentos!

O Maravilhoso filme Afro-feminista não foi lançado no Brasil, mas… a internet esta aí para nos ajudar nisso, é possível encontra-lo legendado. Vou disponibilizar o trailler, mesmo em Inglês desperta a curiosidade…

Sinopse:For colored Girls

Filme baseado em uma série de 20 poemas que contam histórias de amor, abandono, violência doméstica aborto e outros problemas enfrentados por mulheres negras. O drama cômico é inspirado na peça de Ntozake Shange, de 1975, e consiste em uma série de poemas declamados por mulheres sem nome, conhecidas apenas por sua cor. A peça virou livro em 1977 e em 1982 um filme para televisão. A atração maior da versão cinematográfica fica por conta do elenco, que reúne nada mais que Janet Jackson, Whoopi Goldberg, Phylicia Rashad, Jurnee Smollett, Kimberly Elise, Kerry Washington e Macy Gray.

 

 

Fonte: Serviço de Preta

+ sobre o tema

Conheça algumas protagonistas negras da luta pela igualdade no Brasil

Na data em que se celebra o Dia Internacional...

Notas sobre amor, afeto e solidão do gay negro

Diariamente, após o café da manhã, costumo navegar pelo...

Diálogos Feministas: Análise de conjuntura e desafios para a defesa da democracia

Esta publicação traz uma síntese do debate realizado: uma...

para lembrar

Mulheres nas Olimpíadas: uniformes, participação e salários em pauta

A ginástica artística nas Olimpíadas de 2020 ficará na memória não apenas pela...

Rebeca Andrade conquista inédita prata para o Brasil na ginástica das Olimpíadas

O Baile de Favela ecoou no pódio das Olimpíadas...

Iza fala sobre representatividade da mulher negra na mídia durante entrevista

A cantora Iza deu uma entrevista para o canal...

Feminicídios no DF cresceram 45% neste ano em relação a 2022

Faltando quatro meses para acabar o ano, o número de...
spot_imgspot_img

Em ano olímpico, Rebeca Andrade ganha homenagem da Barbie e quer inspirar outros sonhos

Rebeca Andrade, 25, possui uma longa lista de conquistas. A ginasta é medalhista olímpica, vencedora de ouro e prata, bicampeã mundial, medalhas nos jogos Pan-Americanos...

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...
-+=