Diretor da OMS revela ter sido alvo de ameaças de morte e insultos racistas

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), revelou hoje ter recebido ameaças de morte e insultos racistas enquanto conduz os esforços globais para combater a pandemia do novo coronavírus.

Do UOL 

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS (Denis Balibouse/REUTERS)

“Posso contar os ataques pessoais que vêm ocorrendo há mais de dois, três meses. Abusos ou comentários racistas, me dando nomes, ‘negro’. Tenho orgulho de ser negro”, começou dizendo Ghebreyesus durante a entrevista coletiva da entidade.

“Não me importo. Para ser sincero, até ameaças de morte. Eu não dou a mínima”, completou.

O assunto foi abordado quando Tedros Adhanom Ghebreyesus pedia que os países se unissem e que parassem de “politizar o vírus”.

“Taiwan me chamou de ‘negro’. Eles começaram a me criticar e estavam me desprezando. Eles podem continuar, eu não ligo. Eu tenho orgulho de ser um homem negro”, enfatizou o líder da OMS.

Tedros Adhanom Ghebreyesus usou a entrevista coletiva da OMS de hoje para expressar sua “visão geral” sobre os acontecimentos e a evolução do novo coronavírus nos últimos meses.

 

Leia Também:

OMS critica racismo de cientistas que querem que África seja ‘terreno de testes’ para vacina contra coronavírus

+ sobre o tema

Em resposta a racismo e bullying, jovem desenha vestido de formatura em estilo africano

A norte-americana Kyemah McEntyre, de 18 anos, conta que,...

Como identificar o racismo dentro das empresas?

Um seminário promovido pela Seju em Maringá debate políticas...

Documentário sobre racismo é vetado por canal austríaco

Documentarista Teddy Podgorski Jr. disse ter ficado surpreso com...

Human Rights: números da violência policial no Brasil são graves

A violência no Brasil, especialmente a policial, foi um...

para lembrar

Briga entre skinheads e skatistas em SP

Fonte: G1 -   Cinco pessoas continuam presas...
spot_imgspot_img

Presos por racismo

A dúvida emergiu da condenação, pela Justiça espanhola, de três torcedores do Valencia por insultos racistas contra Vini Jr., craque do Real Madrid e da seleção brasileira. O trio...

Formação territorial do Brasil continua sendo configurada por desigualdades, diz geógrafo

Ao olhar uma cidade brasileira é possível ver a divisão provocada pela segregação espacial no território, seja urbano, seja rural. A avaliação é fruto...

Família de João Pedro protesta contra decisão que absolveu policiais

Os parentes do adolescente João Pedro, morto por policiais civis durante uma operação na comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo, no Grande Rio, em...
-+=