Documentários Brasileiros mostram a realidade sobre o aborto no país

Dia 28 de setembro é o dia Latino Americano de luta pela descriminalização e legalização do aborto. Para fomentar o debate acerca do assunto, escolhemos alguns dos principais documentários disponíveis no Youtube, que narram de forma real e sensível a realidade de muitas mulheres no Brasil.

Por Fernanda Vicente Do Ondda

CLANDESTINAS

O documentário  com roteiro de Renata Corrêa e direção de Fádhia Salomão, faz um pequeno panorama da situação das mulheres que abortam ilegalmente no Brasil. Misturando experiências reais e atrizes interpretando textos de mulheres anônimas que decidiram interromper a gravidez. Dê play e sinta com a gente essa dor e essa esperança que um dia a legalização e a descriminalização do aborto seja uma realidade na América Latina.

Ficha técnica: Clandestinas (Brasil, 2014), dirigido por Fadhia Salomão, roteiro de Renata Côrrea e produção de Babi Lopes.

O ABORTO DOS OUTROS

De Carla Gallo, o documentário O Aborto dos Outros tenta aproximar mulheres que interrompem a gravidez. O fio condutor da narrativa é a história de uma jovem de 14 anos que foi estuprada no caminho para a escola e engravidou. O espectador acompanha a internação e o processo de espera da paciente e age como um confidente, sabendo tudo que a garota está sentindo e pensando. Paralelamente, há relatos de mulheres que abortaram por má formação do feto, relacionamentos conturbados e falta de condições financeiras.

Ficha técnica: O Aborto dos outros (Brasil, 2008), dirigido por Carla Gallo.

FIM DO SILÊNCIO SOBRE ABORTO

O longa conta a história de mulheres que recorreram ao aborto em algum período de suas vidas e mostra como a questão independe de classe social, cor, condições financeiras e ou de formação. As mulheres mostram seus rostos e defendem que a criminalização é a principal responsável pela morte de tantas mulheres em procedimentos inseguros. Rico em dados, o filme se mantém atual, com exceção das informações referentes à criminalização do aborto em casos de anencefalia, medida que foi alterada em 2012.

Ficha técnica: Fim do Silêncio sobre aborto (Brasil 2008), 53 minutos, dirigido por Thereza Jessouroun.

HOMEM GRÁVIDO?

A ONG feminista Católicas pelo Direito de Decidir tem usado o teatro, o graffiti e o vídeo para sensibilizar a população sobre os direitos das mulheres, incentivando a reflexão e o debate público sobre o aborto. Entre essas ações está o curta metragem Homem Grávido?

Ficha Técnica: Homem Grávido (Brasil, 2011), 2 minutos, direção,concepção e roteiro por Elisa Gargiulo, Alessandra Cavagna e Valéria Melki Busin.

 

+ sobre o tema

Mãe Stella: “O tempo leva o que não se escreve”

A cadeira nº 33 da Academia de Letras da...

Ator do filme que concorre ao Oscar dirige filme em Guaxupé

Em 2014, o ator guaxupeano Eucir de Souza comemora...

Em dois anos, mais de 78 mil mulheres foram agredidas em MT

Mais de 78 mil mulheres agredidas em apenas oito...

para lembrar

Hoje na história, 17 de Maio é dia Internacional contra a Homofobia, Lesbofobia e Transfobia

Transviado. Pervertido. Anormal. Doente. Estes termos utilizados contra os...

Silêncios e rompimentos da mulher negra

Sempre fui uma criança muito silenciosa. O meu “não...

Bahia: Conjunto de peças sobre o candomblé é retirado do Departamento de Polícia Técnica

A Bahia pode festejar um marco pioneiro no tratamento...

Still I Rise… Eu me levanto!

A queridíssima amiga Dra. Ana Flávia Magalhães Pinto, jornalista como...
spot_imgspot_img

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...

Referência do feminismo negro, Patricia Hill Collins vem ao Brasil para conferência, curso e lançamento de livro

Referência do feminismo negro, a socióloga estadunidense Patricia Hill Collins participa, nesta quarta-feira (19), de um evento em Salvador, na Universidade do Estado da Bahia (Uneb)....
-+=