Edi Rock, integrante do Racionais MC’s, lança disco com 41 convidados

Mesmo com todo o reconhecimento conquistado em 25 anos de carreira ao lado do maior grupo de rap do país, Edivaldo Pereira Alves diz ter um dia a dia de sofredor.

“Se você não correr, morre, é ‘quente’. Você tem que trabalhar, todo dia inventar uma nova forma de sobreviver na selva de pedra.”

Aos 42 anos, conhecido como Edi Rock, ele anuncia a volta aos estúdios com seu grupo, Racionais MC’s, para 2014. Antes disso, lança seu álbum solo, “Contra Nós Ninguém Será”, e vê o rap passar por uma evolução natural.

Edi Rock, que lança o CD solo “Contra Nós Ninguém Será”

“O público imaginou que o rap tinha morrido, mas ele estava se refazendo, agora está voltando com uma evolução, mais musical, com uma visão empresarial, uma visão profissional”, diz o rapper.

Edi Rock não apenas admira nomes de gerações posteriores à sua, como convidou alguns para participar de seu disco. No grupo estão Emicida (em “Cava Cava”), Flora Matos e Rael (em “Eu Canto Uq Soul”) e Criolo (que teve a sua “Lion Man” sampleada).

“Sou fã de toda essa geração, Emicida, Criolo, Rashid, Projota, Rael, Ogi, Flora Matos, Rapadura, aplaudo de pé. Eu digo que eles são nossos filhos, a evolução do hip-hop, estão dando um show de profissionalismo”, diz Edi Rock.

DIVERSIDADE

O novo disco do integrante dos Racionais não tem participações apenas de figuras ligadas ao rap.

A lista com mais de 40 participantes conta com Seu Jorge (“That’s My Way”), Alexandre Carlo, do Natiruts, Falcão, d’O Rappa (“Abrem-se os Caminhos”), Marina De La Riva (em “Voltarei Para Você”), entre outros.

Na linha do rap, Edi Rock contou com o apoio de nomes como Don Pixote, Dexter, Ndee Naldinho e DJ Cia. Os parceiros de Racionais, Mano Brown, Ice Blue e KL Jay, aparecem em “Homem Invisível” e “Tá na Chuva”, respectivamente. Helião (“Selva de Pedra”) e Sandrão (“Você Não Pode se Enganar”) representam o extinto RZO.

“Não quis fazer ‘Edi Rock e Convidados’. Chamei vozes diferentes para não ficar enjoativo. Eu mesmo não aguento ficar ouvindo minha voz o tempo inteiro”, diz Edi Rock.

O disco, que levou seis anos para ficar pronto, será lançado também em vinil e terá duas faixas que ficaram de fora do CD: um blues e um samba gravado com o Quinteto em Branco e Preto.

PARTIDÁRIO DO RAP

Edi Rock também rebateu as críticas feitas por Lobão aos Racionais. Recentemente, o cantor chamou o grupo de “braço armado do governo”, em seu livro “Manifesto do Nada na Terra do Nunca”.

“A gente não é braço armado de ninguém, a não ser de nós mesmos. Nosso partido político é o rap”, diz Edi Rock.

“O PT já é outra ‘fita’. A gente admirava o Lula pela trajetória que teve, saiu do nada e se transformou em presidente. É tipo olhar para Obama, Malcolm X, Martin Luther King, é uma referência, mas longe de a gente ser braço armado de partido político.”

CONTRA NÓS NINGUÉM SERÁ
ARTISTA Edi Rock
GRAVADORA Baguá Records
QUANTO R$ 20, em média

http://f.i.uol.com.br/star.gif); font-family: verdana, helvetica, sans-serif; font-size: 14px; line-height: 18px; background-position: 50% 50%; background-repeat: no-repeat no-repeat; “>*

QUEM É QUEM
CONVIDADOS DO EDI

PARCEIROS DO RAP…
Mano Brown, em “Homem Invisível”
Ice Blue e KL Jay, em “Tá na Chuva”
Helião, em “Selva de Pedra”
Sandrão, em “Você Não Pode se Enganar”
DJ Cia, em “Estrela de David”
Don Pixote, em “Salve Negoo”
Flora Matos e Rael, em “Eu Canto Uq Soul”
Emicida, em “Cava Cava”
Dexter, em “Liberdade Não Tem Preço”
Ndee Naldinho, Crônica Mendes, Lakers Epá, Demis Preto e Nego Jam, em “Não Deixe a Mínima”
André Atila, Thig e DJ Babão, em “Gangstar”

… E DE OUTROS ESTILOS
Marina De La Riva, em “Voltarei Para Você”
Falcão e Alexandre Carlo, em “Abrem-se os Caminhos”
Vanessa Jackson, em “Final Feliz”
Seu Jorge, em “That’s My Way”

 

Fonte: Folha

+ sobre o tema

A vida de nossos idosos negros também importa

Novembro é o mês em que parte da população...

Raça Negra: “Fazemos samba romântico, não pagode”

Pela primeira vez na Virada Cultural, banda realiza show...

Brasília celebra produção de mulheres negras no audiovisual a partir de domingo

Brasília se transforma em vitrine para a produção audiovisual...

para lembrar

20 de novembro de 2010 – Dia Nacional da Consciência Negra

  por Reinaldo Bugarelli Dia Nacional da Consciência negra é um...

Caminhada São Paulo Negra concorre a prêmio de impacto social no turismo

A Caminhada São Paulo Negra, walking tour de resgate...

Aláfia, para além da “África teórica”

Por Igor Carvalho, Uma banda que carrega em sua música...

Mandela: Dedicação e dignidade de Graça Machel destacadas pela Imprensa sul-africana

Joanesburgo - Sob o título "A vigília de amor...
spot_imgspot_img

Grávida, Iza conta que pretende ter filha via parto normal: ‘Vai acontecer na hora dela’

Iza tem experienciado e aproveitado todas as emoções como mamãe de primeira viagem. No segundo trimestre da gestação de Nala, fruto da relação com Yuri Lima, a...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...
-+=