Elza Soares e Emicida

A carreira de Emicida teve início no começo dos anos 1990, enquanto seus pais organizavam bailes de música black na periferia de São Paulo, época em que ele começou a usar os equipamentos e escrever as primeiras rimas.

Atualmente Emicida é conhecido por suas rimas e sua capacidade fascinante de improvisar, o que o tornou o MC mais respeitado do Rap nacional.

É de arrepiar a força do encontro de Emicida com Elza Soares, cuja carreira musical teve inicio quando ela ainda se apresentava em show de calouros, apresentado por Ary Barroso. Teve uma carreira marcada por sucessos, entrando para história por suas composições e por ações como, por exemplo, ter sido a primeira mulher brasileira a puxar um samba enredo.

Essa é a potência desse encontro que nasce histórico pela força da voz de Elza Soares e capacidade de improviso e as letras rasgadas de Emicida.

Veja agora a versão de “Quero Ver Quarta-Feira” de Emicida em parceria emocionante com Elza Soares.

Fonte: Compacto Petrobrás

+ sobre o tema

‘Este vai ser o século das mulheres na África’, diz Margarida Paredes

“Hoje, um terço dos cargos de poder em Angola...

Centro Cultural de SP fará mostra sobre representação negra no cinema de terror

Horror Noire acontecerá durante o mês de agosto Arthur Eloi...

Isto é um negro?

O espetáculo é um estudo sobre o que é...

Chelsea tenta renovar com Drogba, mas revista diz que atacante vai sair

Herói do título da Champions, marfinense já teria comunicado...

para lembrar

Lázaro Ramos é escolhido para viver Roque Santeiro

A novela "Roque Santeiro", sucesso de 1985, vai virar...

SELEÇÃO BRASILEIRA: Ronaldinho e Robinho se apresentam durante primeiro treino

  O primeiro treino da Seleção Brasileira em Doha, nesta...

Decepcionada como missionária evangélica na África do Sul, brasileira vira chef

Maria da Conceição Lima da Silva tem 48 anos...
spot_imgspot_img

Spcine marca presença no Festival de Cinema de Cannes 2024 com ações especiais

A Spcine participa Marché du Film, evento de mercado do Festival de Cinema de Cannes  2024 e um dos mais renomados e influentes da...

Dia 21, Maurício Pazz se apresenta no Instrumental Sesc Brasil

Maurício Pazz, paulistano, nos convida a mergulhar nos diferentes sotaques oriundos das diásporas africanas no Brasil. No repertório, composições musicais do próprio artista, bem...

Inéditos de Joel Rufino dos Santos trazem de volta a sua grandeza criativa

Quando faleceu, em 2015, Joel Rufino dos Santos deixou pelo menos dois romances inéditos, prontos para publicação. Historiador arguto e professor de grandes méritos, com...
-+=