Empresária de SP cria bonecas que fogem do padrão e conquista clientes

As chamadas bonecas inclusivas são de todas as raças e cores.
Empresária transformou antigo desejo da infância em fonte de renda.

Fonte: G1

Uma empresa em São Paulo fabrica brinquedos que ajudam a deixar o mundo melhor, para a criançada aprender, desde pequenininha a não ser preconceituosa. São as chamadas bonecas inclusivas, que são de todas as cores e raças.

Uma empresária de São Paulo decidiu investir num sonho de infância e fazer bonecas de pano que fogem do padrão das grandes indústrias. “Na minha infância, eu queria a boneca negra para levar na escola, nos passeios, como extensão da minha família. Quando éramos pequenas, no dia do brincar, podia levar boneca e no Brasil os papais não encontravam, aí a vovó tinha que confeccionar pra gente poder realizar o sonho de ter a referência nossa, de conduzir a boneca negra”, conta a empresária Antônia Joyce Venâncio.

Foram anos convivendo com essa falta de opção no mercado. Algo que nunca saiu da cabeça da Joyce que, depois de perder o emprego, decidiu transformar em fonte de renda aquele antigo desejo da infância.

“’Pensei: poxa vida, começar tudo de novo? Foi nesse momento que eu tive o insight, trazer o sonho de infância para o presente. Chamei minhas irmãs, porque não era um sonho só meu, para saber o que elas achavam da ideia, e foi aprovadíssimo, elas estavam empregadas na época, mas me apoiaram muito e aí começou a grande ideia.”

As irmãs começaram a trabalhar juntas e decidiram focar num nicho pouco explorado no mundo dos brinquedos: o da inclusão. São vários tipos de bonecas que também não existiam no mercado.

Há 16 anos, o investimento inicial foi de R$ 10 mil. “Eu resolvi comprar máquinas usadas, eu também observava muitas mulheres que gostariam de trabalhar para ajudar na renda familiar, e tinha máquina de costura em casa, aí eu resolvi chamar essas mulheres, fazer entrevista, para saber se elas tinham habilidade, respeito e carinho pelo artesanato porque não é só você fazer, você tem que ter envolvimento”, conta Joyce.

Além das bonecas negras, que são o carro-chefe, as bonecas sobrepeso encantam. “As pessoas gostam muito dela. Tem até celulite se você observar”, fala a empresária.

“O fato de elas terem sentido na pele todas as dificuldades de ser uma criança afrodescendente em uma sociedade que é ditada por padrões europeus e caucasianos, ajuda com que elas desenvolvam um produto que é, de fato, importante, relevante para esse consumidor ou cliente, afirma a consultora Cecília Andreucci.

Prova disso é que além das vendas para o consumidor comum, muitas escolas já usam bonecas para ajudar a conscientizar os alunos sobre problemas como o bullying e a inclusão social.

Em uma escola de São Paulo, as crianças mostram que o preconceito não tem vez. As crianças adoram brincar com as bonecas inclusivas. “Nós trouxemos os bonecos porque é muito melhor você trabalhar com o lúdico com a criança. Com o lúdico, a criança se sente no lugar daquele personagem, explica a orientadora educacional Ivone Strassacappa.

Os bonecos das irmãs Venâncio custam entre R$ 25 e R$ 150. O preço varia se o cliente quiser encomendar um boneco personalizado. Mas todos, sem exceção, são produzidos de forma 100% artesanal.

Por causa do papel social, os bonecos das empresárias já são conhecidos até fora do país. “Isso para mim é importantíssimo, tanto os negros, quanto os deficientes e os diversos, então nós estamos num nicho pouco explorado. E fazendo a diferença. E a função do empreendedor é essa, ele cria, ele está sempre inovando. Não vamos parar por aí. Nós queremos atingir o mundo, e nós vamos conseguir”, deseja Joyce.

PRETA PRETINHA
Rua Aspicuelta, 474 – Vila Madalena
São Paulo/SP – CEP: 05433-011
Telefone: (11) 3812-6066 / 98339-8680
Site: www.pretapretinha.com.br
Email: [email protected]

SESC SANTO ANDRÉ
Rua Tamarutaca, 302, Vila Guiomar
Santo Andre/SP – CEP: 09071-130
Telefone: (11)4469-1200
Site: www.sescsp.org.br/santoandre

COLÉGIO HORIZONTES
Rua Fidalga, 548- Vila Madalena
São Paulo/SP – CEP: 05432-000
Telefone: (11) 3081-0888
Site: www.horizontesuirapuru.com.br
Email: [email protected]

BSP – BUSINESS SCHOOL SÃO PAULO
Telefone: (11) 5095-5656
Página: http://bsp.edu.br/

+ sobre o tema

53,5% dos negros brasileiros já estão na classe média

Pesquisa do economista da FGV Marcelo Neri também mostra...

Conferência Nacional de Saúde – Mobilização alcança 75% dos municípios brasileiros

Em 2011, a Conferência Nacional Saúde reforça conquistas ao...

Casamento no Candomblé ao som de tambores africanos

POR ELI ANTONELLI Casamentos nos espaços sagrados das...

Em livro, pesquisadores desmistificam suposta ausência de negros na Amazônia

por Monica Prestes Obra produzida por 13 pesquisadores relata...

para lembrar

Aumento do encarceramento feminino revela racismo estrutural nas prisões

Livro "O Que é Encarceramento em Massa" discute tema...

Escravidão [388] + Abolição [130] = Desumanização Negra [518]

Disputa do capital cultural na sociedade brasileira Por Juarez Tadeu de...

O Negro na Política: A trajetória do vereador Leopoldo Silvério da Rocha

O NEGRO NA POLÍTICA: A TRAJETÓRIA DO VEREADOR LEOPOLDO...

Apenas 1% dos personagens de livros infantis são negros ou asiáticos

É o que aponta uma pesquisa inglesa, que destaca...
spot_imgspot_img

Marciele Aparecida Procópio Delduque e o projeto empreendedor “Marianas, Mulheres que Inspiram” são destaque do mês no Museu da Pessoa

Ao abrir um salão de beleza, Marciele passou a perceber o desejo de suas clientes de conversar e compartilhar experiências. Embora mantivesse os ouvidos...

USP oferece mais de 4 mil vagas em cursos gratuitos para público 60+

O programa USP 60+ completa 30 anos de sua criação e está com as inscrições abertas para o primeiro semestre de 2024. A abertura de vagas se...

É preciso sair da superfície

Há no Brasil um movimento pró-inclusão de bolsistas negros em universidades e escolas particulares de alto padrão. Na esfera pública, semana passada foi sancionada lei que...
-+=