Guest Post »

Festival gratuito celebra teatro feito por e para pessoas negras

Mostra acontece no Sesc Interlagos até o dia 3/11

Por Manuela Tecchio, do Folha de São Paulo

Foto: Paulo Pereira

Com programação inteiramente gratuita, a primeira edição do Festival de Teatro Negro de São Paulo leva o prefixo “Dona Ruth”, uma homenagem a Ruth de Souza, atriz negra pioneira do teatro —a primeira a pisar no palco do Theatro Municipal—, da TV e do cinema brasileiro, morta em julho deste ano.

Entre as peças que se destacam na programação está o monólogo “Eu e Ela”, no qual a atriz Dirce Thomaz interage com a história da escritora Carolina Maria de Jesus, uma das primeiras a narrar a vida nas periferias do Brasil. O texto da peça fala ora em primeira ora em terceira pessoa para discutir as questões políticas e sociais de cada época.

Já em “Black Brecht”, o Coletivo Legítima Defesa imagina como seriam as peças do dramaturgo alemão Bertolt Brecht (1898-1956) caso ele fosse negro, no dia 27/10, às 15h.

Ainda estão na mostra, que acontece no Sesc Interlagos até o dia 3/11, “Performance de uma Travesti Viva!”, em que a cantora Dellacroix discute com o público aspectos de sua carreira e vida pessoal como pessoa LGBT e a leitura dramática do texto de “Revolver”, espetáculo do Coletivo Negro no qual dois andarilhos se encontram à sombra da última árvore que restou no mundo.

Sesc Interlagos – Av. Manuel Alves Soares, 1.100, Parque Colonial, tel. 5662-9500. Sáb.: 10h, 13h, 14h, 15h e 16h. Dom.: 12h, 13h e 15h. Até 3/11. GRÁTIS

Related posts