Filme sobre revolta de escravos nos EUA é aplaudido de pé em Sundance

Nate Parker usou mesmo nome do clássico ‘The birth of a Nation’, de D.W. Griffith

no O Globo

Em 1915, D.W. Griffith lançou o clássico do cinema mudo “O nascimento de uma Nação”, que se tornaria um dos filmes mais controversos de todos os tempos por seu retrato estereotipado dos negros do Sul dos EUA e visão heróica da Ku Klux Klan. Um século depois, outro filme com o mesmo nome, mas uma história bem diferente, foi aplaudido de pé em sua premiére no Festival Sundance.

O “Birth of a Naiton” de 2016 traz Nate Parker como roteirista, diretor e protagonista da história de Nat Turner, que liderou uma rebelião de escravos em 1831 na Virgínia. Segundo a “Variety“, o filme recebeu os mais entuasiasmados aplausos até agora nesta edição de Sundance.

“Fiz esse filme por um motivo: criar agentes de transformação”, disse Parker numa entrevista coletiva após a exibição do filme. “Há sistemas hoje em dia que são corruptos, com pessoas corruptas, e o legado disso influencia nossas vidas.”

O filme surge, é claro, num momento em que a questão racial ganhou espaço em Hollywood, em meio aos protestos pela falta de atores negros entre os indicados ao Oscar pelo segundo ano seguido.

Parker disse que vem trabalhando no roteiro há sete anos. Numa entrevista em 2014 ele já citava o projeto, confirmando o tom irônico na escolha do título. Na coletiva em Sundance, ele falou sobre as dificuldades de levar o projeto a frente.

“Sempre que lidamos com nossa história, especialmente a escravidão, eu acho desesperadamente higienizada. Há uma resistência em lidar com esse material”, questiona ele, afirmando que alguns investidores chegaram a dizer que “não havia público para essa história” e que “as pessoas fora do país não querem ver gente de cor”.

Segundo o site “The Wrap”, a Fox Searchlight já estaria pronta para fazer uma oferta pela distribuição internacional do filme. Confirmado o negócio, seria um primeiro grande impulso na disputa do Oscar em 2017. A Fox Searchlight lançou, afinal de contas, “12 anos de escravidão” em 2013.

the-birth-of-a-nation1 the-birth-of-a-nation3 the-birth-of-a-nation4 the-birth-of-a-nation5

 

+ sobre o tema

Oração 13 de maio

Seqüestrar, aprisionar, espancar, violentar, privar da liberdade e matar...

Documentos africanos revelam segredos da história da escravidão

Na semana que o Brasil comemorou a libertação dos...

para lembrar

Conheça a mulher por trás da utopia africana em ‘Pantera Negra’

A designer de produção Hannah Beachler construiu Wakanda como...

As cotas avançam no cinema nacional

A política de cotas adotada pelo Ministério da Cultura...

Cicely Tyson é a primeira mulher negra a receber um Oscar honorário

Aos 93 anos, a atriz será homenageada durante o...

Oscar: Spike Lee é indicado como Melhor Diretor pela primeira vez em 42 anos de carreira

Aclamado diretor também concorre ao prêmio de Melhor Filme...
spot_imgspot_img

Mostra Internacional do Cinema Negro celebra o griô antirracista Kabengele Munanga

No dia 16 de novembro, às 16 horas, na sala do Cinusp Paulo Emilio, localizada no Centro Cultural Camargo Guarnieri, será exibido o filme Kabengele: o...

Com Lázaro Ramos, “Ó Pai, Ó 2” ganha trailer e data de estreia; veja

Após 15 anos, a continuação de "Ó Pai, Ó", um dos filmes nacionais mais aclamados pelo público e pela crítica, ganhou seu primeiro trailer nesta quinta-feira (25). "Ó...

Filme de Claudinho e Buchecha, Nosso Sonho é maior bilheteria nacional de 2023

Filme que conta a história de Claudinho & Buchecha, Nosso Sonho se tornou o maior lançamento nacional de 2023. O longa dirigido por Eduardo Albergaria ultrapassou a marca de 430...
-+=