terça-feira, outubro 4, 2022
InícioEm PautaGolpe ou Impeachment, como explicar este novo tipo de golpe feito através...

Golpe ou Impeachment, como explicar este novo tipo de golpe feito através de impeachment?

Essa é pros meus amigos amantes do impeachment e por estarem por aqui indignados com as maracutaias dos dirigentes do PT, seguem uma narrativa ” constitucionalista” para explicarem a derrubada de Dilma.

Por Marcos Romão Do Mamapress

Digo que esta narrativa é forte e bem construída. ( para usar o jargão dos novos cientistas políticos diplomados em colunas de jornais domingueiras).

Pelo lado contrário, por vacilo, ou arrogância e quem sabe até inocência, o governo não percebeu ou não deu a importância necessária, às palavras do adversário que perdeu as eleições, que disse alto e em bom tom, ” agora vamos sangrar a presidente”.

Assim a narrativa de que há um golpe, perdeu seu “timing” de entrada no “coletivo inconsciente” da sociedade, já com as memórias de seus celulares, cheias mensagens de ódio, às mulheres, aos negros, aos índios, aos nordestinos, aos quilombolas, aos sem terras e a todos que enfrentam filas do SUS e de vez em quando andam de avião, e quando sobram uns trocados compram uma TV LCD.

Ficou-se então com uma narrativa constitucionalista fraca, contra uma narrativa constitucionalista forte e que já estava na estrada muito antes.

Assim o que há é um golpe via impeachment, que já estava em andamento tempos atrás.

Nenhuma constituição democrática tem mecanismos de autodefesa contra quem a use contra ela mesma. Como em um mecanismo de autodestruição, quem conhece os botões se estiver próximo pode usá-los. São os homens como nós que interpretam a Constituição. São simples mortais,

Para o povo do andar debaixo, que não é especialista nem em estatutos de seu próprio condomínio, depois da bandalheira que seus representes fizeram nos últimos meses e principalmente nos últimos 3o dias, fica no ar somente a quebra de confiança, que espero não seja uma perda de confiança na Constituição e na Lei.

Aí estaremos para lá de fornicados, pois se nem em 64 e nem em 68 perdemos a esperança que tínhamos, em termos gente de bem em número suficiente para nos ajudarem a ultrapassar os golpes contínuos que sofremos, neste momento o que se assiste é a maior quebra de confiança entre a população e os homens que estão decidindo os rumos da nação.

Este tipo de golpe inusitado e ainda não conhecido em sua dimensão nas democracias pós 45, que acontece em uma nação de 200 milhões de almas, levará um bom tempo para ser cicatrizado. Até os meus amigos que são a favor. Irão perceber isto.

Quem quiser estudar, sobre este novo fenômeno e tipo de golpe, parece que terá tempo e material suficiente, pois está sendo televisionado e registrado.

Tenho certeza que vários setores conservadores de partidos europeus, já mandaram seus brasilianistas para pesquisarem como se opera e se funciona este novo modelo de golpe.

E quem vier com papo de 18 de Brumário, vou mandar chupar coquinho, pois o buraco é muito mais embaixo.

 

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench