Haddad sanciona lei e libera entrada de doulas em maternidades

O prefeito Fernando Haddad (PT) sanciona nesta sexta-feira (23) a lei que libera a entrada de doulas em hospitais públicos da capital. O projeto de lei havia sido aprovado na Câmara no último dia 7.

Fonte: Mães de Peito

por, Giovanna Balogh

O projeto, de 2014, é de autoria da vereadora Juliana Cardoso (PT), prevê que os estabelecimentos de saúde liberem a entrada das doulas durante todo o período do trabalho de parto, parto e pós-parto imediato. Pelo texto, a gestante poderá também entrar com a doula em consultas e exames pré-natal sempre que for solicitada pela paciente.

Doula dá apoio para parturiente durante trabalho de parto

Além da doula, a parturiente poderá ter a presença do marido ou qualquer acompanhante de sua escolha como prevê a lei federal 11.108/2005. O projeto de lei também prevê que as doulas entrem nas maternidades com seus instrumentos de trabalho, como bolas de pilates, banqueta, óleos de massagem, entre outros.

Se os hospitais não respeitarem a lei estão sujeitos à advertência, afastamento do gestor e aplicação de outras penalidades que serão estipuladas pelo órgão gestor da saúde.

Uma proposta similar tramita na Assembleia Legislativa desde fevereiro de 2014, mas ainda não há previsão de quando ela será votada. Recentemente foi criada a Adosp (Associação das Doulas de São Paulo) que, entre vários projetos, pretende trabalhar para que a lei estadual também seja aprovado liberando a entrada das doulas em todas as maternidades do Estado.

+ sobre o tema

Cineasta dos EUA produz o primeiro documentário sobre mulheres grafiteiras das Américas

Filmado em vários países, entre eles México, Porto Rico,...

Convite: Secretaria de Políticas para as Mulheres

Secretaria de Políticas para Mulheres convida você para participar...

As dez coisas piores (e melhores) de ser uma mãe mais velha

O mais difícil de ser mãe ou pai são...

Três mitos sobre o homem e o feminismo

Caras, apenas entendam: o feminismo é a luta por...

para lembrar

Emma Watson faz discurso por igualdade de direitos na ONU

Atriz foi responsável por lançar campanha da entidade em...

Casa para abrigar LGBTs expulsos pela família é inaugurada após ‘vaquinha’

Espaço na Bela Vista pode receber até 20 pessoas...

“A forma como a sociedade pensa as crianças é como vê as mulheres”, avalia doula

Pesquisadora Morgana Eneile defende que a esquerda deve mudar...
spot_imgspot_img

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Justiça brasileira não contabiliza casos de homotransfobia, cinco anos após criminalização

O STF (Supremo Tribunal Federal) criminalizou a homotransfobia há cinco anos, enquadrando o delito na lei do racismo —com pena de 2 a 5 anos de reclusão— até que...

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...
-+=