Guest Post »

João Cândido ganha monumento no Dia da Consciência Negra

 Para marcar o Dia da Consciência Negra, a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) vai promover em 20 de novembro uma atividade cultural na Praça XV, no Centro do Rio de Janeiro, palco da Revolta da Chibata de 1910. O ponto alto do evento será a instalação de monumento em homenagem a João Cândido. O presidente Lula confirmou presença no evento, que contará com shows de João Bosco e Martinho da Vila, entre outras manifestações artísticas.

O Almirante Negro liderou revolta dos marinheiros

João Cândido, conhecido como o “Almirante Negro”, liderou a revolta dos marinheiros – negros em sua maioria – contra os castigos físicos a que ainda eram submetidos 22 anos após a Abolição da escravidão.

Cândido foi anistiado apenas agora em 2008, após sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a projeto de iniciativa da senadora Marina Silva (PT-AC), atendendo a uma antiga reivindicação dos movimentos negros brasileiros.

Intolerância religiosa

Na solenidade, representantes da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa vão entregar oficialmente ao presidente Lula, propostas para a redação de um programa nacional sobre intolerância religiosa. Esta será a primeira vez que um presidente da República recebe a comissão para discutir a matéria.

O anúncio foi feito durante encontro de representantes de diversas religiões no Rio de janeiro, na semana passada, quando foram discutidos, entre outros pontos, o mapeamento de centros religiosos no país e a aplicação da lei que determina o ensino de História da África e Cultura Negra nas escolas.

Related posts