Jovem com ‘síndrome de puxar cabelos’ usa YouTube como terapia

Uma britânica de 21 anos encontrou uma forma inusitada de fazer terapia.

Em vez de sessões no divã, Rebecca Brown recorreu ao YouTube como forma de “tratamento” para um transtorno psicológico que sofre desde os 12 anos.

Por meio de vídeos publicados desde 2007, a britânica revela sua batalha contra a tricotilomania, uma síndrome que leva as pessoas a arrancarem seus fios de cabelo.

A jovem conta que se sentia sozinha e não imaginava que, como ela, milhões de pessoas sofriam da mesma sindrome. “Acho que se o YouTube não existisse eu hoje não teria tanta autoconfiança.”

Rebecca tem 200 mil seguidores nos seus canais no YouTube e seus vídeos já foram vistos mais de 5 milhões de vezes.

O sucesso foi tanto que ela hoje virou conselheira de muitos que sofrem da síndrome.

“Às vezes é sufocante”, diz Rebecca. “Algumas pessoas não conseguem conversar com os pais ou amigos, mas acham que podem falar comigo.”

 

Fonte: BBC

+ sobre o tema

A barbárie no ar: as TVs brasileiras e o estímulo à violência

O fato de se apresentarem como ‘jornalísticos’ faz com...

Manifesto em defesa do sus

Nesses 28 anos, o povo brasileiro pode sentir-se cidadão...

“Aborto já é livre no Brasil. Proibir é punir quem não tem dinheiro”, afirma Drauzio Varella

Médico mais popular do Brasil, conhecido por quadros na...

para lembrar

Aquilombamento: conexões de afeto e ancestralidade

“Existiu um eldorado negro no Brasil. Existiu como um...

A “nova classe média” e o trabalho terceirizado

Por: Adriano Senkevics Há inúmeras razões para equiparar o...

IVAN MESQUITA

Vítima: IVAN MESQUITA Ações Cíveis - Dano Moral e material...

PF intima líder indígena de RO por criticar ações do governo: ‘esse inquérito é ameaça’

A Polícia Federal intimou o líder indígena de Rondônia,...
spot_imgspot_img

Evento do G20 debate intolerância às religiões de matriz africana

Apesar de o livre exercício de cultos religiosos e a liberdade de crença estarem garantidos pela Constituição brasileira, há um aumento relevante de ameaças...

Raça e gênero são abordados em documentos da Conferência de Bonn

A participação de Geledés - Instituto da Mulher Negra na Conferência de Bonn de 2024 (SB 60), que se encerrou na última quinta-feira 13,...

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...
-+=