Karol Conká – A mistura musical inusitada da rapper curitibana

A curitibana mistura ritmos dançantes às rimas do rap e ganha elogios de estrelas, como Criolo e Flora Matos

 

Ainda com 17 anos, Karoline dos Santos Oliveira abriu o show do rapper brasiliense Gog em Curitiba. Aquela foi a primeira apresentação da cantora. Dez anos depois, a artista que assina como Karol Conká é um dos nomes em ascensão no hip hop nacional e caminha, a passos largos, para tornar-se uma das principais referências do estilo no país. Com uma sonoridade arrojada e descontraída, a moça figura entre as queridinhas das pistas de dança.

Muito do sucesso de Karol começou por conta do disco Batuk freak, lançado em abril deste ano. Ao disponibilizar o trabalho nas redes sociais, ela alcançou a marca de 20 mil downloads em apenas uma semana. O resultado foi surpreendente até para a cantora. “Esse é o tipo de coisa que a gente espera, sem esperar. Eu queria o reconhecimento, mas não achava que fosse ser assim tão rápido”, explica.

 

Fonte: Correio Braziliense

+ sobre o tema

Contra a ditadura da chapinha, modelos aderem ao cabelo afro

Contra a ditadura da chapinha, modelos aderem ao cabelo...

Veterano líder dos direitos civis Joseph E. Lowery morre aos 98 anos

Pregador carismático, Lowery liderou a Conferência de Liderança Cristã...

Brô MCs – Rap indígena é atração no Fórum Social Temático 2012

O primeiro grupo de rap indígena do Brasil ,o...

para lembrar

Conheça a girl band da Etiópia que tá revolucionando o país

Elas são fortes, talentosas e obstinadas. Conheça as garotas...

Beyoncé aparece pela primeira vez em público após dar à luz

Apenas um mês após dar à luz sua filha...

Lições de Palmares mantêm relevância hoje, diz historiador

O Quilombo dos Palmares precisa ser entendido como momento...

Teresina vai sediar reunião entre quilombos e governo federal

Evento acontecerá no Lord Hotel Teresina - A...
spot_imgspot_img

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...
-+=