Livro sobre Whitney Houston lembra magia musical da cantora

Um novo livro sobre Whitney Houston escrito por seu antigo produtor busca contar a história da ascensão ao estrelato da diva do pop, que morreu há nove meses.

Desde que se afogou em uma banheira em 11 de fevereiro depois de consumir cocaína, a música e a vida de Whitney geraram um tributo na TV

O produtor Narada Michael Walden, vencedor do Emmy e do Grammy, que esteve por trás de muitos dos primeiros sucessos de Whitney, como “How Will I Know” e “I Wanna Dance With Somebody”, apareceu no Museu do Grammy em Los Angeles na quarta-feira para falar sobre o livro e apresentar algumas das músicas que tiveram sua colaboração.

– A morte dela foi tão chocante e repentina que eu quis criar algo para manter vivos os lindos aspectos de sua vida. A imprensa estava batendo no vício e ignorando seu gênio musical – disse Walden à agência inglesa de notícias Reuters.

Desde que se afogou em uma banheira em 11 de fevereiro depois de consumir cocaína, a música e a vida de Whitney geraram um tributo na TV com Jennifer Hudson, Usher e outros, um CD com os maiores sucessos, um livro de fotos e um reality show televisivo com membros de sua família.

O livro de Walden, “Whitney Houston: The Voice, the Music, the Inspiration” (Whitney Houston: A Voz, a Música, a Inspiração), escrito com Richard Buskin, descreve como Walden encontrou a cantora quando ela tinha 13 anos de idade e foi ao estúdio acompanhada da mãe. Walden trabalhava em um disco com a mãe dela, a cantora de soul e gospel Cissy Houston.

Walden disse que se esqueceu da bonita jovem até receber uma ligação da gravadora Arista em 1984, enquanto trabalhava no disco de Aretha Franklin, e recebeu ordens para “arranjar tempo” para trabalhar no álbum de estreia de Whitney.

Ele contou que o agente de Janet Jackson recusou a chance de gravar “How Will I Know” e que reescreveu a canção para que ela ficasse mais fácil de lembrar para Whitney, que com seu alcance vocal de cinco-oitavas gravou a canção em 1985 em uma única tomada.

Walden, que também produziu discos de Ray Charles, Stevie Wonder e Barbra Streisand, colaborou com Whitney em “So Emotional”, “One Moment in Time” e “I’m Every Woman”, do filme O Guarda-Costas.

 

 

Fonte: Correio do Brasil

+ sobre o tema

Dreads na cabeça

Eles são sinônimos de luta, imponência e respeito, porém,...

Como transformar Carolina Maria de Jesus em quadrinhos

Entrevista com os autores conta a história do projeto...

Kiusam Oliveira fala sobre o livro “O mar que banha a Ilha de Goré”

Obra teve inspiração durante a participação do Festival Mundial...

Americanah: Tudo o que já sabemos sobre a adaptação do livro de Chimamanda Ngozi Adichie

Produção será protagonizada pela vencedora do Oscar Lupita Nyong’o...

para lembrar

Bob Marley faria 78 anos: 5 curiosidades do cantor

Bob Marley faria hoje (06) 78 anos. O cantor morreu...

Cáritas Brasileira envia mais de 1 milhão de reais aos africanos

    Lançada em agosto deste ano pela Conferência Nacional dos...

Quem é Mohamed Mbougar Sarr, premiado por livro que demole o sistema literário

"Nenhum escritor africano confessaria isso em público. Todos vão...

Apenas 4 mulheres negras dirigiram filmes de Hollywood nos últimos dez anos

Apesar de avanços, a diversidade racial e de gênero...
spot_imgspot_img

Mulheres afrodescendentes são destaque em evento internacional pela conservação ambiental e justiça climática

No último dia 14, a vice-presidenta da Colômbia, Francia Márquez, esteve no fechamento do evento internacional “Garantir a posse da terra e os direitos...

Rihanna já tem atriz favorita para possível cinebiografia

Rihanna está se antecipando em relação a como quer ser vista, caso sua história venha a ser uma cinebiografia em algum momento do futuro. A cantora...

‘Bad Boys 5’ já está sendo discutido, afirma produtor

‘Bad Boys: Até o Fim‘ estreou há apenas uma semana, mas um 5ª filme para a franquia estrelada por Will Smith e Martin Lawrence já está sendo discutido. A...
-+=