Lula convida Marina Silva para assumir novamente o Ministério do Meio Ambiente

Enviado por / FontePor Jornal Nacional, no g1

Presidente eleito deixou para semana que vem a definição dos nomes que faltam para o seu ministério; 16 dos 37 ministros ainda precisam ser anunciados.

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, vai passar o Natal em São Paulo. Na semana que vem ele volta a Brasília, pra anunciar os nomes que faltam para o ministério.

O presidente eleito se reuniu em casa com o deputado estadual do PT Emídio de Souza, que participou do grupo de transição de Direitos Humanos. Lula só retorna a Brasília na próxima segunda-feira (26), quando deve concluir a formação do ministério. Dezesseis dos 37 ministros ainda precisam ser anunciados.

TV Globo apurou que um desses nomes já está definido, mas ainda não houve a confirmação oficial. Marina Silva, deputada federal eleita pela Rede Sustentabilidade, foi convidada pelo presidente e aceitou assumir o Ministério do Meio Ambiente. O convite foi feito na sexta-feira (23), logo após ficar decidido que a Autoridade Climática, órgão a ser criado por sugestão da própria Marina Silva, será subordinada ao ministério e não à Presidência da República.

Lula convidou a senadora Simone Tebet, do MDB, para o Meio Ambiente. Ela se dispôs a aceitar desde que houvesse acordo para que Marina assumisse a Autoridade Climática, o que não ocorreu. E, agora, segue o impasse sobre qual será o espaço de Tebet no futuro ministério.

O Planejamento é uma das opções. Mas ela tem resistido à essa possibilidade. A TV Globo também apurou que o Ministério das Cidades chegou a ser pensado para Simone Tebet, mas Lula não chegou a oferecê-lo para a senadora.

As conversas avançam para que Cidades vá para a bancada do MDB da Câmara. Ou ainda para o União Brasil. Na lista dos ministérios que ainda não têm titulares oficializados estão também Integração Nacional e Minas e Energia. Fontes ligadas ao governo eleito indicam que o deputado Elmar Nascimento, do União Brasil, que foi relator da PEC da Transição, deve assumir o primeiro, Integração. E Minas e Energia pode ficar com Alexandre Vieira, do PSD de Minas Gerais.

Neste sábado (24) cedo, o presidente eleito postou uma mensagem nas redes sociais. Ele escreveu:

“Desejo que o Natal seja o da reconciliação das famílias, e da reconciliação do Brasil consigo mesmo. Vou trabalhar mais do que trabalhei nos governos anteriores para que o Natal de todos, em especial dos que mais precisam, seja melhor no próximo ano. Que este Natal, apesar de todas as dificuldades, marque o início da reconstrução do Brasil. E que possamos reconstruir, dentro de cada um de nós, o espírito de união, fraternidade, paz, amor e esperança”.

Leia também:

Novos tempos, nova coletividade

Silvio Almeida é anunciado por Lula como ministro dos Direitos Humanos

Redução de recursos para a área de Direitos Humanos chama atenção no relatório da transição

+ sobre o tema

Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um...

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda...

para lembrar

O que a filha de Obama e o de Eduardo Campos não têm em comum

João Campos, filho do ex-governador de Pernambuco, foi nomeado...

A PEC das Domésticas, os direitos das domésticas e o trabalho domésticos

Provocada pelas ideias férteis e revigorantes da querida Joana...

Brasil: A pandemia e a virulência do sistema

​No seu início, tudo na pandemia parecia invertido: eram...

Adolescência agora vai até os 24 anos de idade, e não só até os 19, defendem cientistas

Aquela fase odiada pela maioria das pessoas, a adolescência,...

Mulheres em cargos de liderança ganham 78% do salário dos homens na mesma função

As mulheres ainda são minoria nos cargos de liderança e ganham menos que os homens ao desempenhar a mesma função, apesar destes indicadores registrarem...

‘O 25 de abril começou em África’

No cinquentenário da Revolução dos Cravos, é importante destacar as raízes africanas do movimento que culminou na queda da ditadura em Portugal. O 25 de abril...

IBGE: número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave em SP cresce 37% em 5 anos e passa de 500 mil famílias

O número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave no estado de São Paulo aumentou 37% em cinco anos, segundo dados do Instituto...
-+=