terça-feira, dezembro 1, 2020

    Tag: Marina Silva

    Cúpula da Rede deixa partido denunciando que ele se tornou mercadoria à venda

    Sete coordenadores do Rede Solidariedade em São Paulo saíram do partido em protesto à adesão de Marina à candidatura de Aécio Neves. São eles os coordenadores executivos Valfredo Pires e Marcelo Pilon; os coordenadores de comunicação Emílio Franco e Renato Ribeiro; os coordenadores de finanças Gérson Moura e Marcelo Saes e o coordenador de organização Washington Carvalho. No manifesto divulgado dizem que: ""Um apoio, explícito ou velado, por parte da Rede a qualquer um dos candidatos finalistas reforça o argumento daqueles que acusam a sigla de ser mais do mesmo, de ser só uma nova roupagem para a velha e corrupta política que tanto nos dispusemos a combater". Na parte mais dura do manifesto: "As nossas esperanças de um Brasil mais justo, mais ético e mais sustentável mostraram-se como mercadorias, à venda por promessas que não surtirão resultados a médio e a longo prazo", ressaltou.   Da Folha Apoio a ...

    Leia mais
    Paulo Fridman/Bloomberg via Getty Images

    Marina telefona para Dilma e Aécio e diz torcer pela valorização da democracia

    por Gerson Camarotti A candidata do PSB, Marina Silva, telefonou hoje pela manhã para os candidatos do PSDB, Aécio Neves, e do PT, Dilma Rousseff. Na conversa protocolar, Marina parabenizou os dois candidatos pelo resultado e pela presença no segundo turno, mas mandou um recado. Tanto para Dilma como para Aécio, Marina disse que está torcendo para que a democracia ganhe e seja valorizada neste segundo turno. Ela não fez nenhum aceno de negociação com os dois candidatos que continuam na disputa. Depois de várias reuniões entre ontem e hoje, ficou definido que haverá uma reunião entre todos os partidos da coligação de Marina na quarta-feira para tomar uma decisão. Até lá, os partidos que integram a coligação, inclusive PSB, PPS e o grupo Rede, farão consultas às suas bases. A ideia é criar um novo campo político. Como antecipou o Blog pela manhã, cresce entre os aliados de Marina ...

    Leia mais

    Presidente do Olodum João Jorge, filiado ao PSB, justifica seu apoio a Dilma

    A assinatura do presidente do Olodum,  João Jorge Rodrigues,  na carta de apoio a Dilma causou surpresa por  ele ser filiado ao PSB.  Mas ele diz está sendo coerente por considerar que há dois projetos políticos em jogo e que se identifica com o do PT. “A eleição tem um tom democrático de plebiscito entre as políticas de igualdade e o estado  liberal mínimo que permite a influência de poucos, o que para mim é perigoso”, aponta. Para ele, a redução de pessoas na linha de pobreza, por meio de programas como o Bolsa Família e o  Minha Casa,  Minha Vida combatem desigualdades que têm raízes no racismo .   “Como militante de direitos humanos, da consciência negra e luta pela igualdade  não poderia apoiar outra proposta”, afirma. João Jorge não poupou  críticas a Marina Silva. “Meu partido, o PSB, no qual ela entrou porque não conseguiu criar o seu,  em ...

    Leia mais
    Verissimo explica por que não vota em Marina

    Veríssimo explica por que não vota em Marina

    Para o escritor Luis Fernando Verissimo, Marina Silva, candidata do PSB, dificilmente chegará à presidência da República por ser muito contraditória; de qualquer forma, diz que não dará seu voto à candidata “mais revolucionaria destas eleições, que ao mesmo tempo é a mais conservadora”; ele condena suas posições contra a liberação do aborto e a pesquisa com células-tronco; afirma que a oposição à última questão, ‘que pode levar à cura de várias doenças hoje mortais é criminosa’; o escritor gaúcho afirma que irá votar "com o coração", ou seja, em defesa da saúde e contra Marina O escritor Luis Fernando Verissimo declarou, em artigo publicado neste domingo, por que não votará em Marina Silva, do PSB. Ainda que não acredite em suas chances de chegar à Presidência do Brasil por “todas as suas contradições”, explica que prefere seguir o voto do seu coração. Veríssimo condena as posições da candidata “mais ...

    Leia mais

    Marina Silva, a carranca e o estado laico

    Por: Cynara Menezes   Não tenho medo da vitória de Marina Silva. O povo é sábio e soberano. O que ele decidir, será. Irei respeitar e torcer para que dê certo, porque o País é o mesmo. Mas não voto em Marina. Obviamente, como pessoa de esquerda, me preocupa uma possível guinada neoliberal no governo com sua chegada ao poder assessorada por economistas que seguem esta cartilha. Existe, porém, uma razão mais forte que me impede de votar nela. O projeto de Brasil de Marina não é o meu, mas não voto nela principalmente porque não sinto confiança de que governará, sendo evangélica da Assembleia de Deus, a partir da concepção de um estado laico, como promete. Há uma história que circula no ministério da Cultura desde a época de Gilberto Gil que para mim é emblemática. Gil ganhara uma carranca de madeira, daquelas que ficam na proa dos barcos no ...

    Leia mais

    Após Malafaia, Feliciano adere à onda Marina

    Deputado Marco Feliciano, do PSC, sugere que Everaldo, do mesmo partido, desista da candidatura à presidência e apoie a presidenciável do PSB, Marina Silva; segundo ele, para "não haver divisão no meio cristão"; pastor contou ter ficado chocado com a primeira versão do programa de governo de Marina Silva, que apoiava o casamento gay, mas que comemorou o recuo da candidata diante da pressão de Malafaia Depois do apoio oficializado pelo pastor Silas Malafaia à candidatura de Marina Silva (PSB) à Presidência, é a vez do deputado Marco Feliciano (PSC-SP), conhecido por suas posições polêmicas contra homossexuais e outros temas, como o aborto. Ele sugeriu, nesta terça-feira 2, que o Pastor Everaldo, candidato à presidência por seu partido, desista da corrida eleitoral e também declare seu voto a Marina. O presidenciável registrava 3% das intenções de voto nas pesquisas, mas depois da entrada de Marina na disputa, caiu para 1%. ...

    Leia mais

    Valeu a pressão de todos, diz Malafaia sobre Marina

    Pastor da Assembleia de Deus volta a comemorar o que ele mesmo chama de "recuo" da candidata, que retirou capítulo sobre causa gay de seu programa de governo; "O ativismo gay está irado com Marina! Começo a ficar satisfeito! Valeu a pressão de todos. Não estamos aqui pra engolir agenda gay", publicou hoje no Twitter; Silas Malafaia diz ainda, em resposta ao deputado Jean Wyllys, que Marina não recuou por causa de seus tuites, "e sim devido à pressão dos cristãos, que são maioria no Brasil O Pastor Silas Malafaia, da igreja Assembleia de Deus, voltou a comemorar nesta segunda-feira 1º o que ele próprio chama de "recuo" da presidenciável pelo PSB, Marina Silva, em relação à causa gay. No fim de semana, depois de pressão feita pelo líder evangélico no Twitter, ela retirou de seu programa de governo o capítulo que garantia direitos aos homossexuais, como o casamento entre ...

    Leia mais
    jorge-furtado

    Jorge Furtado: Voto contra tudo isso que está aí

    Cineasta explica os motivos que o fizeram apoiar a reeleição de Dilma Rousseff  Por Jorge Furtado da Revista Fórum Se alguém me dissesse, em 2004 – quando o primeiro governo Lula sofria a oposição feroz de toda a mídia brasileira e tinha pouco ou nada para mostrar de resultados – que em dez anos o segundo turno da eleição presidencial seria disputado entre duas ex-ministras do governo Lula, uma pelo Partido dos Trabalhadores e uma pelo Partido Socialista Brasileiro, eu diria ao meu suposto interlocutor que a sua fé na democracia era um comovente delírio. A provável ausência, pela primeira vez no segundo turno das eleições presidenciais, de candidatos da direita autêntica, do PSDB, do DEM e do PTB, é mais uma boa notícia que a democracia nos traz. Imagina-se que, vença quem vença, muitos dos derrotados voltarão correndo para os braços confortáveis do novo governo, esta é a má ...

    Leia mais
    Toni Reis: Marina tem bipolaridade ideológica; recuo na política LGTB mostra que não dá para confiar na fala dela

    Toni Reis: Marina tem bipolaridade ideológica; recuo na política LGTB mostra que não dá para confiar na fala dela

    Nessa sexta-feira 29, Marina Silva, candidata do PSB à Presidência da República, divulgou o seu programa de governo. Um calhamaço de 245 páginas. por Conceição Lemes No capítulo LGBT, ela promete, entre outras coisas: Apoiar no Congresso “propostas em defesa do casamento civil igualitário, com vistas à aprovação dos projetos de lei e da emenda constitucional em tramitação, que garantem o direito ao casamento igualitário”. Uma referência à “aprovação dos projetos de lei e da emenda constitucional em tramitação, que garantem o direito ao casamento igualitário na Constituição e no Código Civil.” “Articular no Legislativo a votação da PLC 122″. O objetivo desse projeto de lei, que tramita desde 2006, é equiparar o crime de homofobia ao racismo, com a aplicação das mesmas penas previstas em lei. Em menos de 24 horas após o lançamento oficial do programa, pressionada por lideranças evangélicas, ela recuou. Alegando “falha processual na editoração do texto” divulgado, Marina emitiu nota oficial para ...

    Leia mais
    De Jean Wyllys a Marina: "Você mentiu a todos nós"

    De Jean Wyllys a Marina: “Você mentiu a todos nós”

    O deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) reagiu, indignado, ao recuo de Marina Silva, que cedeu em seu programa de governo depois que ela recebeu um ultimato do pastor Silas Malafia; "bastaram quatro tuites do pastor Malafaia para que, em apenas 24 horas, a candidata se esquecesse dos compromissos de ontem, anunciados em um ato público transmitido por televisão, e desmentisse seu próprio programa de governo, impresso em cores e divulgado pelas redes", disse ele; "É com essa autoridade, de quem agiu de boa fé, que agora digo: Marina, você não merece a confiança do povo brasileiro! Você mentiu a todos nós e brincou com a esperança de milhões de pessoas" O deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) reagiu, indignado, ao recuo de Marina Silva, que, neste sábado, renegou seu próprio programa de governo, no que tange aos direitos de homossexuais. Marina voltou atrás, menos de 24 horas depois de divulgar seu programa, após ...

    Leia mais
    Alan Marques/Folhapress

    10 coisas sobre o debate da Band

    por : Paulo Nogueira Dez coisas sobre o debate da Band: 1) Dilma apanhou de todos os lados. Bateu em Aécio e poupou Marina, que não a poupou. De uma maneira geral, se defendeu bem, o que mostra que se preparou para a pancadaria generalizada. 2) Aécio foi Aécio e mais três: os jornalistas da Band, José Paulo de Andrade, Boris Casoy e Fabio Panuzio. As perguntas deles continham invariavelmente críticas a Dilma e oportunidades para Aécio vender seu peixe. Foram torcedores muito mais que jornalistas. 3) Aécio escolheu por onde vai tentar brecar Marina: dizendo que ela é uma “aventura”, um “improviso”. A verdadeira mudança, segundo ele, é ele mesmo. 4) Aécio vê um Armínio Fraga que só ele vê. Nas  suas considerações finais, Aécio anunciou Fraga como ministro da Economia com o ar triunfal de um técnico que estaria comunicando a aquisição de Messi. 5) Marina mostrou quanto ...

    Leia mais
    Escritora Cidinha da Silva (Foto: Elaine Campos)

    O primeiro grande debate presidencial via TV

    Por Cidinha da Silva Dilma é, de longe, a candidata mais preparada. Não foge das perguntas porque tem o que dizer para além da boa retórica, característica da raposa Aécio, que além da retórica, não tem nada, é pó. Eduardo Jorge, a seu turno, parecia virado no louco. Embora seja testemunha de seu trabalho em São Paulo e saiba que ele é um homem sério, jogar para a galera para ver o que dá já foi comportamento inovador, mas, hoje, está suficientemente cristalizado pela velha política. Ademais, foi de uma deselegância inaceitável sequer mencionar a vice, Célia Sacramento, que desmanchava-se em sorrisos a seu lado quando da entrevista de chegada aos estúdios de TV. Foi deprimente perceber a sintonia do candidato do PV e da câmera de TV para alijar Célia do enquadramento que seria transmitido aos telespectadores. Luciana fala para um público de militância estudantil universitária das melhores universidades ...

    Leia mais
    Marina Silva – de mulher negra seringueira ao conservadorismo das elites - Por: Dennis de Oliveira

    Marina Silva – de mulher negra seringueira ao conservadorismo das elites – Por: Dennis de Oliveira

    Tenho postado aqui na coluna Quilombo não só artigos de denúncia do racismo – até porque muitas informações já são mais que conhecidas pela grande maioria da sociedade e só não vê o racismo no Brasil quem é cego ou finge não enxergar – mas principalmente críticas a determinadas personalidades afrodescendentes que ascenderam a determinados cargos e, por conveniências ou opções, mudaram o seu discurso. Quando faço estas afirmações em hipótese alguma estou questionando o mérito destas personalidades ou desejando que elas – e todos nós – fiquemos sempre no andar de baixo. Inclusive porque muitas destas personalidades afrodescendentes, quando deixam de interessar ao sistema, são simplesmente descartadas e todos os mecanismos de opressão racial atuam para colocá-las no ostracismo. Cito um caso de um político negro conservador – Celso Pitta- que foi prefeito da maior cidade do país, apoiado pela direita malufista paulistana e talvez seja um dos raríssimos ...

    Leia mais
    20130515111627460882a-600x399

    Marina Silva morreu abraçada a Feliciano

    O fim patético de uma candidatura que surgiu como promessa de renovação. Marina Silva faleceu politicamente hoje, 15 de maio, vítima de si própria. Morreu abraçada ao irmão evangélico Marco Feliciano. RIP. As três linhas acima resumem o fato político mais importante do dia. Num erro de avaliação impressionante, Marina Silva, numa viagem ao Recife, tomou a defesa de Feliciano. Disse que ele estava sendo atacado, em boa parte, por ser evangélico. Vou repetir. Disse que ele estava sendo atacado, em boa parte, por ser evangélico. Ora. Feliciano, desde que irrompeu do anonimato, tem repetido barbaridades homofóbicas e racistas em sucessivas e despudoradas odes à intolerância e ao fanatismo. Quando já achávamos que ele tinha esgotado o estoque de obscurantismo agressivo, eis que aparece um vídeo no qual ele diz que Deus assassinou John Lennon porque não gostou de uma coisa que Lennon disse. E com todo esse passivo brutal ...

    Leia mais
    Marina-Silva

    Marina Silva

    Maria Osmarina Marina Silva Vaz de Lima nasceu em Rio Branco, no Acre, em 1958. Filha de seringueiros enfrentou uma vida difícil. Perdeu a mãe na adolescencia, trabalhou como empregada doméstica e começou a estudar tarde. Porém o progresso nos estudos foi rápido levando-a a tornar-se referência em suas graduações. Ambientalista, historiadora e pedagoga dedicou-se a causa da floresta amazonica. Em quase 30 anos de vida pública, Marina Silva ganhou reconhecimento dentro e fora do país pela defesa da ética, da valorização dos recursos naturais e do desenvolvimento sustentável. Uma reputação construída em mandatos de vereadora, deputada estadual e senadora – eleita sempre com votações recordes – e no período em que esteve à frente do Ministério do Meio Ambiente, entre janeiro de 2003 e maio de 2008. Nos cinco anos e quatro meses no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou a ser vista também como gestora ...

    Leia mais
    Escritora Cidinha da Silva (Foto: Elaine Campos)

    Marina Silva, uma fundamentalista! por Cidinha da Silva

    Tão triste testemunhar a uma mulher admirável como Marina Silva jogando a própria biografia no aterro sanitário em nome da inapetência para o poder. Negra amazônica que se alfabetizou aos 16 anos, foi trabalhadora doméstica, líder comunitária e ambientalista, professora, senadora, ministra, candidata à Presidência da República, detentora de 20 milhões de votos. Outro dado importante e definidor da trajetória de Marina foi uma contaminação por mercúrio (doença freqüente dos pobres da Amazônia, residentes em regiões de exploração inescrupulosa de minerais)que levou 8 médicos a desenganá-la. Como ela mesma declara, não tinha mais esperança de vida e foi a fé, a conversão religiosa a salvá-la. Parece ser em nome dessa fé, do compromisso com os dogmas que lhe restituíram a vida, que Marina professa valores inaceitáveis quanto à orientação sexual de outrem, à soberania da mulher sobre o próprio corpo e à garantia da liberdade para o exercício das diversas ...

    Leia mais
    sueli

    Marina: Paradoxos

     Há algo perturbador na performance eleitoral de Marina da Silva. Celebrada como alternativa às candidaturas de Dilma Roussef e José Serra a candidata  procurou encarnar um projeto político fincado numa perspectiva ambientalista, de desenvolvimento sustentável e inclusivo que se desdobraria em políticas públicas preservadoras do meio ambiente e das populações diretamente afetadas pelos interesses econômicos ligados a exploração ambiental; na busca de compromissos junto ao empresariado mais avançado em relação à responsabilidade social das empresas para com o meio ambiente, com a mudança nos padrões de produção e consumo, e a convocação da sociedade para o acolhimento de práticas ecologicamente corretas. por Sueli Carneiro Uma agenda que dialoga com proposições contemporâneas de lideranças de primeiro mundo engajadas na defesa ambiental e que sensibiliza parcela dos segmentos supostamente mais escolarizados, críticos e exigentes da sociedade brasileira. No entanto, Marina é, ao mesmo tempo, portadora de valores morais decorrentes de sua filiação ...

    Leia mais
    feminismo

    Candidatas, imprensa e a causa feminina

    O que a imprensa tem mostrado, embora não discuta o assunto, é que o fato de haver duas mulheres disputando a presidência da República não choca mais ninguém, como sonhavam as feministas no começo do movimento que lutava por direitos iguais. Inegavelmente esta é uma área em que o feminismo pode se considerar vitorioso. Mas será que Dilma Rousseff e Marina Silva refletem a real situação da grande maioria das mulheres brasileiras? Por: Ligia Martins de Almeida Até outubro, as mulheres estarão em destaque no noticiário político. Semana passada, por exemplo, Dilma dominou as páginas de jornais graças à convenção do PT e ao lançamento "oficial" de sua candidatura. Matéria de página inteira do Estado de S.Paulo de domingo (13/6), com direito a fotos da infância até os dias de hoje, contou a história da candidatura num tom que dispensa matéria semelhante caso ela venha a se tornar presidente. Em ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist