Mais um Amarildo? Jovem é encontrado morto no Rio após ser abordado por PMs de UPP

Desaparecido há cinco dias, o jovem Clayton da Silva Modesto, de 17 anos, foi encontrado morto na tarde desta quarta-feira (26), em uma área do Morro da Babilônia-Chapéu Mangueira, Leme, zona sul do Rio de Janeiro. Segundo testemunhas, ele foi visto pela última vez com policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) local.

no  

A denúncia do desaparecimento do jovem foi feita pela ONG Justiça Global. À entidade, testemunhas informaram terem visto Clayton ser levado por policiais da UPP. No mesmo dia do desaparecimento, ocorreu um tiroteio na comunidade. Segundo a assessoria da UPP, um suspeito foi baleado e socorrido pelos policiais, sendo preso em seguida.

amarildoiiScreen Shot 2015-08-28 at 11.17.04 AM

Os relatos sobre o envolvimento de policiais foram confirmados por familiares de Clayton à ativista do movimento Mães Vítimas de Violência, Deize Carvalho. Ela estava acompanhando, junto com parentes do jovem, os trabalhos do Corpo de Bombeiros no local onde o corpo foi encontrado.

“A tia o reconheceu por causa da tatuagem e da roupa, que era a mesma que ele usava no dia. Chegamos ao corpo graças à ajuda dos moradores que foram muito corajosos e enviaram informações por meio de mensagens na internet, pois a família fez uma campanha nas redes sociais para saber do paradeiro dele”, contou ela, em entrevista à Agência Brasil.

Clayton era morador da Comunidade Pavão-Pavãozinho, em Ipanema, zona sul, e estava de visita na casa da tia, que mora no morro da Babilônia. A tia relatou que ele estava comendo em um estabelecimento na comunidade, quando começou o tiroteio. “Infelizmente, o pior aconteceu. O clima está muito tenso na comunidade. Os moradores estão com muito medo”, disse Deize.

Segundo informações do G1, a Polícia Civil – por intermédio da Divisão de Homicídios (DH) – abriu inquérito para investigar o caso e já começou a ouvir os policiais da UPP. A 8ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM) também está apurando o assunto, e ambos os trabalhos estão sendo acompanhados pela Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP).

Morte tem semelhanças com Caso Amarildo

Os relatos da morte de Clayton lembram outro episódio envolvendo policiais e UPPs: o sumiço e assassinato do pedreiro Amarildo de Souza, em 14 de julho de 2013. Após ser conduzido à sede da UPP da Rocinha, para averiguação, Amarildo desapareceu. A Polícia Civil concluiu que ele foi torturado e morto, mas seu corpo nunca foi encontrado.

leia também: Amarildo: julgamento dos 25 PMs acusados já está na fase final 

Vinte e cinco policiais foram acusados pelo crime, mas o Ministério Público investiga a hipótese de envolvimento de mais policiais – esses do Bope, que estiveram na sede da UPP na noite do sumiço do pedreiro.

alto índice de letalidade da polícia do Rio foi alvo de um levantamento da Anistia Internacional. Segundo a entidade, 8.466 pessoas foram mortas apenas pela Polícia Militar fluminense nos últimos 10 anos. Só na capital foram 172 homicídios somente no primeiro semestre, de acordo com matéria publicada pela UOL.

Na próxima segunda-feira (31), a Anistia realiza um debate na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), com ênfase nas execuções extrajudiciais praticadas por policiais.

 amarildoii2 Screen Shot 2015-08-28 at 11.17.35 AM

+ sobre o tema

Racismo: Não compre onde te discriminam

Racismo & Homofobia: Não compre onde te discriminam ...

A violência policial, a morte negra e a dor branca

Passados três meses do pico das manifestações que...

para lembrar

Funcionários negros revelam cultura de racismo na Tesla, gigante controlada por Elon Musk

Três ex-funcionários negros da Tesla, empresa automotiva e de...

A reprodução das desigualdades de gênero e raça nos contos de fadas

O presente artigo visa trazer alguns elementos para discussão...

Definições sobre a branquitude

por Hernani Francisco da Silva Os Estados Unidos, principalmente nos...
spot_imgspot_img

Senado aprova prorrogação e ampliação da política de cotas para concursos públicos

O Senado aprovou, nesta quarta-feira (22), o projeto de lei (PL) 1.958/2021, que prorroga por dez anos a política de cotas afirmativas para concursos...

Morte de senegalês após ação da PM em SP completa um mês com investigação lenta e falta de acesso a câmeras corporais

Um mês após a morte do senegalês Serigne Mourtalla Mbaye, conhecido como Talla, que caiu do 6º andar após ação policial no prédio em que morava...

Maurício Pestana: escola de negros e o Terceiro Vagão

Em vários artigos já escritos por mim aqui, tenho apontado como o racismo no Brasil utiliza a via da questão econômica e educacional para...
-+=