Maju Coutinho estreia na bancada do Jornal Nacional e ganha elogios ao vivo

Maria Júlia Coutinho estreou neste sábado (16) como âncora do Jornal Nacional. O debute da primeira mulher negra na bancada do principal jornalístico da televisão brasileira rendeu elogios ao vivo.

no UOL

Maria Julia coutinho sentada na bancada do Jornal Nacional
REPRODUÇÃO:TV GLOBO

Seu companheiro de apresentação, Rodrigo Bocardi, e o responsável pelo mapa-tempo, Tiago Scheuer, felicitaram a colega.

No momento de apresentar a previsão do tempo, o protocolo do telejornal foi completamente ignorado. “Hora da previsão do tempo… E agora?”, começou Rodrigo Bocardi. “Agora eu vou passar por uma situação superinusitada”, respondeu Maju. “Peraí, nós vamos até São Paulo”, falou o jornalista.

O âncora, então, se levantou da bancada e começou a caminhar em direção ao telão, mas parou no meio do caminho. “Mas pensando melhor, eu acho que não é justo, né? Você me dá a honra e o prazer de você seguir esse caminho e buscar as informações da previsão do tempo. Até porque isso é área de vocês”, disse Bocardi.

“Seguirei… Que inusitado! Muito obrigado, Rodrigo, seguirei”, comentou Maju, se dirigindo até o telão em que costuma aparecer durante suas conversas diárias com William Bonner. “Tiago Scheuer, que prazer estar aqui do outro lado do balcão falando com você, boa noite, prazer falar contigo.”

“O prazer é meu, Maju. Primeiro lugar, bem-vinda, boa sorte, ainda mais sucesso pra você que é uma pessoa iluminada, muito gente boa, todo mundo sabe disso, a gente adora ter você como colega. Boa sorte aí nesse novo desafio que começa pra ti. A gente tá na torcida aqui, tá bom?”, comentou o único homem do mapa-tempo. “Obrigada”, falou Maria Júlia.

“Rodrigo, eu agradeço a sua parceria e a vocês que estão em casa, a companhia. Até a próxima”, disse Maju no fim do jornal. “Foi um prazer pra mim, muito obrigado. Eu tô feliz”, respondeu Bocardi. “Eu também”, concordou a âncora. “Obrigado por ajudar a levar as notícias hoje pra todo mundo”, completou o jornalista.

O âncora, então, se levantou da bancada e começou a caminhar em direção ao telão, mas parou no meio do caminho.
O âncora, então, se levantou da bancada e começou a caminhar em direção ao telão, mas parou no meio do caminho.

Em nova função, Maju Coutinho chama Tiago Scheuer para apresentar a previsão do tempo

Além dos elogios ao vivo, Maju também foi celebrada na web. “Maju Coutinho no Jornal Nacional agora. Reafirmando porque é significativo para nós, mulheres negras. Representatividade importa, sim!”, escreveu a usuária Gi no Twitter.

Enquanto estavam subindo os créditos, Maria Júlia Coutinho desceu do estúdio com Rodrigo Bocardi e, chegando na redação, levantou um dos braços em comemoração pela estreia e foi aplaudida pelos colegas de trabalho. Assista:

Maria Júlia aparece diariamente no JN desde abril de 2015, quando o noticioso passou por uma reformulação, ficando mais informal. Em junho de 2017, ela virou plantonista do Jornal Hoje –situação em que ganhou muitos elogios do público. Na época, passou por quatro meses de testes até se sentir pronta para assumir o cargo.

Na Globo desde 2007, Maria Júlia trabalhou durante cinco anos como repórter até passar a apresentar a previsão do tempo, em 2013, no Globo Rural. Teve passagens também pelo Bom Dia Brasil, Hora Um, Bom Dia São Paulo e Jornal Hoje. Atualmente, além do Jornal Nacional, ela faz a meteorologia no SP2 e participa do programa Papo de Almoço na Rádio Globo.

Chegar ao posto de plantonista do Jornal Nacional é um sinal de prestígio na emissora. Além de Maria Júlia, exercem essa função apresentadores como Rodrigo Bocardi, Heraldo Pereira, Flávio Fachel, Dony De Nuccio e César Tralli. O último só conseguiu a vaga após 25 anos na Globo.

https://www.geledes.org.br/maria-julia-coutinho-sera-a-primeira-mulher-negra-a-apresentar-o-jornal-nacional/

https://www.geledes.org.br/maju-coutinho-o-racismo-desejos-para-2017-e-um-novo-livro/

+ sobre o tema

Luta contra ebola está longe de ser vencida, diz representante da ONU

RFI O chefe da Missão das Nações Unidas pela luta...

M.Officer é condenada a pagar R$ 6 mi por casos de escravidão contemporânea

A empresa M5 Indústria e Comércio, dona das marcas...

Chamada para escritoras, ilustradoras e novidades

Contamos no fim do passado que tínhamos muitos planos...

para lembrar

Michelle Fernandes, a dona do poder de transformar mulheres em rainhas africanas

Criadora da "Boutique de Krioula" começou a vender os...

Criação da Comissão da Verdade paulistana é aprovada na Câmara

  Os vereadores da Câmara Municipal de São Paulo aprovaram...

Grupo prepara ação no STF por aborto em casos de microcefalia

O grupo de advogados, acadêmicos e ativistas que articulou...

“Termo auto de resistência surgiu na ditadura para encobrir homicídios”.

Juliana Farias, pesquisadora da Justiça Global, falou nesta segunda-feira para...
spot_imgspot_img

Curso introdutório de roteiro para documentário abre inscrição

Geledés Instituto da Mulher Negra está promovendo formações totalmente online para jovens negres em todo o Brasil. Com um total de 6 formações independentes...

Desenrola para MEI e micro e pequenas empresas começa nesta segunda

Os bancos começam a oferecer, a partir desta segunda-feira (13), uma alternativa para renegociação de dívidas bancárias de Microempreendedores Individuais (MEI) e micro e...

“Geledés é uma entidade comprometida com a transformação social”, diz embaixador do Brasil no Quênia

Em parceria com a Embaixada do Brasil no Quênia, Geledés - Instituto da Mulher Negra promoveu nesta sexta-feira 10, o evento “Emancipação Econômica da...
-+=