Maju Coutinho se posiciona sobre racismo no JH

Enviado por / FonteCatraca Livre

Maju Coutinho usou o Jornal Hoje (JH), da Globo, nesta segunda-feira, 1º, para se manifestar a respeito dos protestos em defesa das vidas negras, que ocorreram no Brasil e os que vêm acontecendo nos Estados Unidos.

A apresentadora exibia uma reportagem sobre os protestos do último domingo, 31, no Rio de Janeiro (RJ), e disse, em tom de desabafo, que os movimentos são uma luta de todos contra o racismo.

“E essa não é uma luta só de negros, não. É uma luta de todos que acreditam que não é normal uma pessoa já imobilizada morrer e um garoto de 14 anos morrer baleado em casa”, disse Maju em referência às mortes do norte-americano George Floyd e do menino João Pedro, respectivamente.

A matéria mostrou, ainda, as mortes dos mototaxistas Diego da Silva Linhares e de Matheus Oliveira, no final de semana em comunidades da zona oeste da capital fluminense.

Maju se tornou a primeira mulher negra a apresentar o Jornal Nacional, em 50 anos do telejornal, em 2019. Meses depois, a jornalista assumiu o jornalístico vespertino, e se tornou âncora.

+ sobre o tema

Nath Finanças entra para lista dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo

A empresária e influencer Nathalia Rodrigues de Oliveira, a...

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do...

Crianças do Complexo da Maré relatam violência policial

“Um dia deu correria durante uma festa, minha amiga...

Concurso unificado: saiba o que o candidato pode e não pode levar

A 20 dias da realização do Concurso Público Nacional...

para lembrar

Vereadora alvo de ofensa racista: ‘Disseram que era liberdade de expressão’

Em entrevista ao UOL News, a vereadora Paolla Miguel (PT-SP)...

Não queremos mais Marielles

Às vésperas do Dia Internacional dos Direitos Humanos, vereadores negros...

Supervisor acusa vereador de Embu das Artes de racismo: “Todo preto fede”

O supervisor Izac Gomes, de 57 anos, acusou hoje...

Cotas no ensino superior: uma política bem-sucedida

Para um país que historicamente se pensava como uma...
spot_imgspot_img

Gibi, 85 anos: a história da revista de nome racista que se transformou em sinônimo de HQ no Brasil

Um dicionário de português brasileiro hoje certamente trará a definição de gibi como “nome dado às revistas em quadrinhos” — ou algo parecido com isso....

Estudante negra de escola pública ganha prêmio com pesquisa que apontou racismo em dicionários: ‘racismo enraizado na fala’

Uma aluna do Ensino Médio do Instituto Federal São Paulo, de Bragança Paulista (IFSP), conquistou medalha de ouro após apresentar uma pesquisa sobre racismo, durante a...

Alunos de colégio em Brasília sofrem ataques racistas em torneio de futsal

A Escola Franciscana Nossa Senhora de Fátima afirma que estudantes do colégio Galois chamaram seus alunos de "macaco", "filho de empregada" e "pobrinho" durante...
-+=