Marido mata mulher após ameaça em perfil de rede social

No perfil atribuído ao autor do crime, foi postada a frase “filho papai te ama mamãe trai pagou safada vai more hoje (sic)”

Policiais civis da 33ª DP, em Realengo, na zona oeste do Rio, prenderam no domingo (1), um homem acusado de matar a mulher e mãe de seu filho depois de suposta traição. De acordo com a polícia, o suspeito publicou uma ameaça em seu perfil no Facebook anunciando que iria cometer o crime.

Juliana Moreira, de 23 anos, foi assassinada a facadas em Senador Camará, na zona oeste. Franque dos Santos, o suspeito, se entregou na Divisão de Homicídios (DH) no mesmo dia e confessou ter dado três facadas no pescoço da mulher, segundo a polícia.

No perfil atribuído ao autor do crime, foi postada a frase “filho papai te ama mamãe trai pagou safada vai more hoje (sic)”. De acordo com o portal ‘G1’, o suspeito teria confirmado na delegacia que postou a frase na rede social.

Advogados do acusado não foram localizados pela reportagem.

Noventa e sete pessoas haviam compartilhado a mensagem até a manhã desta terça-feira, 02. A postagem causou revolta de conhecidos do casal. O corpo de Juliana foi localizado em casa por peritos da DH. O suspeito foi autuado sob acusação de homicídio.

Fonte: O Tempo

+ sobre o tema

Meu filho é gay, e agora?

Reflita sobre como os pais podem lidar com essa...

A esterilização forçada de mulheres indígenas canadenses: um assunto muito recente

Essa prática acabou oficialmente em 1973, mas investigações e...

Evangélicos querem impedir distribuição de cartilha anti-homofobia

João Campos acredita que a cartilha está fazendo apologia...

para lembrar

Conheça as 4 representantes da diversidade na política dos Estados Unidos

Os Estados Unidos elegeram Donald Trump como seu presidente...

Alexandra Loras: ‘É preciso educar racistas com empatia e paixão’

Alexandra Loras nasceu na periferia de Paris. Filha de...

Para uma menina trans, com uma flor.

Essa coisa de nascer diferente em uma sociedade, hegemonicamente,...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=