‘Meu filho que salvou’, diz mulher que ficou em cárcere privado no RS

Homem invadiu casa da ex-companheira e a rendeu na frente do filho.
Segundo polícia, mulher e menino de 11 anos passam bem.

Depois de ficar cerca de seis horas sob cárcere privado em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre, uma mulher de 28 anos disse que o filho de 11 anos foi o seu salvador. O ex-marido rendeu a companheira com uma faca pouco antes do meio-dia de quinta-feira (15), e só a soltou com a chegada do próprio pai ao local, como mostra reportagem do Bom Dia Rio Grande, programa da RBS TV (veja o vídeo). O menino ficou ao lado da mãe durante todo o tempo, evitando que o pai a ferisse.

“Nunca pensei que ele pudesse fazer isso. E ele tinha, ele era violento e coisa, mas eu nunca pensei que ele pudesse fazer isso. E foi graças a Deus, e meu filho que salvou mesmo”, disse a mulher, que não quis se identificar.

O homem se dizia inconformado com o fim do relacionamento. Ele entrou na casa para, supostamente, buscar suas roupas. Mas, em um surto de raiva, no pátio da residência, investiu contra a mulher. O homem pediu para que o filho saísse, mas o menino não quis e permaneceu no local vendo o pai ameaçar a mãe. O homem já tinha histórico de agressão à ex-esposa.

A polícia precisou interditar todas as ruas ao redor da casa, que foi cercada por pelo menos 30 policiais. Por celular, negociadores começaram a tentativa de libertar a refém e a criança. No meio da tarde, um agente entrou na residência com os dois. A mulher e o filho foram libertados no início da noite. Segundo o Serviço de Inteligência da polícia, eles passam bem.

O homem foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento de Viamão (UPA 24h) e, depois, à delegacia local.

 

Fonte: G1

+ sobre o tema

Documentário: MONA – A primeira mulher negra cadeirante a atuar no palco do teatro municipal

Documentário: MONA. 12/05 sábado 15h*A primeira mulher negra cadeirante a atuar no palco...

Por um feminismo para os 99%

A partir de segunda-feira próxima (08/03) até o dia...

Jovem é decapitada pelo ex-namorado em Rio Branco no Acre

Criminoso ainda abandou a cabeça da vítima na porta...

Audiência mostra principais vítimas de discriminação por identidade de gênero

Negros, jovens e do sexo masculino. Geralmente vítimas de...

para lembrar

Boletim de prestação de contas da Deputada Leci Brandão

Pra mim, diversidade sempre foi uma palavra carregada de...

Poeminha para Vilma Reis

Por Cidinha da Silva para o Portal Geledés Quem não...

Oxfam se pronúncia sobre casos de abuso sexual

Os casos de abuso sexual envolvendo integrantes da Oxfam...

1ª Semana Carolina de Jesus: Mulher Negra e a Cultura Periférica Afro-Brasileira

EVENT DETAILS 1ª SEMANA CAROLINA DE JESUS: MULHER NEGRA E...
spot_imgspot_img

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Justiça brasileira não contabiliza casos de homotransfobia, cinco anos após criminalização

O STF (Supremo Tribunal Federal) criminalizou a homotransfobia há cinco anos, enquadrando o delito na lei do racismo —com pena de 2 a 5 anos de reclusão— até que...

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...
-+=